sexta-feira, novembro 28, 2008

Constância

“O único meio de manter um vaso rachado cheio é deixá-lo sempre embaixo da torneira”.

Dwight Moody

Marca

Ouça a mensagem de hoje


A estratégia de marketing recente de uma marca de cerveja gaúcha gera uma situação interessante entre seus consumidores. Ela resolveu lançar a cerveja oficial de Grêmio e Inter, com embalagens caracterizadas com o símbolo e cores dos clubes.

A parte curiosa vem agora. Embora todas as latas tenham exatamente o mesmo líquido, a mesma fórmula, a mesma cerveja, há colorados que jamais tomarão o liquido ‘gremista’, e gremistas que não admitirão a hipótese de consumir a cerveja ‘colorada’. Mesmo sabendo que o só o rótulo as diferencia. O conteúdo, gosto e efeito são absolutamente iguais..

Mais uma lembrança de como é importante evitarmos pregar rótulos uns nos outros. Dependendo da ‘marca’ que utilizarmos, a pessoa vai ficar marcada como alguem a quem evitar, mal vista, intragável ou sem grande valor.
Muito embora tenhamos todos o mesmo conteúdo humano.

Se há um único rótulo que pode ser colocado em todos é aquele que diz: “objeto do amor de Deus”. Este sim identifica cada ser humano sobre a Terra. E quando esta mensagem passa da embalagem e se torna também conteúdo no coração, transforma a vida, muda o olhar. Preenche o ser.
Mas não nos deixa tontos ou nos leva a fazer loucuras. A não ser aquelas que a razão não entende - amar o proximo como a si mesmo, acreditar no que não se vê, viver confiando mesmo na tormenta e compartilhar com o próximo mesmo quando quase não se tem. Deus não quer marketing, quer marcar cada vida com a fé, que dá sentido ao viver.

Rótulos são para os objetos na prateleira. Para os objetos do amor de Deus, é no interior que está a marca e a identificação.

quinta-feira, novembro 27, 2008

Poder


“A tarefa que está à nossa frente nunca é maior do que o Poder que está atrás de nós”

(Anônimo)

Muito obrigado

Clique e ouça a mensagem de hoje

Todos apreciamos muito a gratidão como virtude. E dois podem ser os motivos principais

1. Basta pensarmos na ausência dela.
-Você ajuda alguém e a pessoa nem se lembra de um “obrigado”.
-Pessoas que nunca dizem ‘obrigado’ por 99 coisas, e reclamam daquela uma errada ou não tão boa.
-Conheço a história de uma pessoa que, em muitos anos de casamento, quase nunca sentou-se à mesa e elogiou o almoço da esposa. No entanto, sempre que havia algo errado, não hesitava em reclamar.

2. Quando alguém diz ‘obrigado!’, está exercendo algo extremamente essencial para a saúde da alma: humildade. Agradecer é reconhecer-se dependente, interligado. É manifestar vínculo. É apreciar o que outro tem de habilidoso, agradável, talentoso. Agradecer é ir na direção do outro, Um bem que está ficando escasso em nossa sociedade dos fones de ouvido, i-pod, celular e TV em cada quarto. Quando alguém agradece sinceramente está dizendo: “Hei, eu me importo com você”.

Deus que nos deu e dá tudo o que somos e temos poderia pedir muita coisa em troca. Mas quer apenas duas palavras: Muito obrigado. Não porque o ego Dele precisa, mas porque nosso eu necessita. Para que o orgulho e egoísmo não tomem conta do coração e a fé faça a gratidão agir como o óleo do motor da humildade, mantendo-o funcionando por muito tempo.

Duas palavras que não custam muito e fazem a vida andar bem diferente.

Ah, e muito obrigado por ler até o final.

Words

Notwithstanding.
Obnoxious.
Nuclear.

What is the hardest word to say in English?
Well, I would suggest one.

“Thanks”. Maybe we don’t realize quite often, but to find and to hear a ‘thank you’ with a sincere heart can be quite a hard job. I'm talking about real, sincere gratitude. This acknowledges that our neighbor did something good for us. It is not the kind that seems to be forced by a circumstance or when it seems "fair" to say the word.

It’s a very hard word to say, because it causes battles against ourselves.

In this connection, Martin Luther was right when He wrote that Jesus’ work was to save us from ourselves. For our ‘ego’ has more weapons and skills to impose losses over us than we realize. Jesus taught us that we need to give up looking for solutions inside ourselves, and to look to the help that comes from outside. And it really does. For God always wants to give us strength to deal with our "me" in a way to overcome it. The replacement is the One who starts a new "me" that is guided by Him. He wants us to ask for help.
And of course to be thankful for it.

Every year we celebrate our Thanksgiving Day. A day that could be year 'round. An attitude, a heart and a mind of "thanks" every day. A word that may be not easy to say sometimes but keeps a very hard word --unthankfulness -- away from our lives. In Jesus we always find words of strength and life to keep practicing these hard words so they become easily spelled everywhere we go.

Then, joy and gratitude may overflow from our hearts. Not only in words but specially in actions.

quarta-feira, novembro 26, 2008

sobre raiva

“Uma pessoa raivosa, ao abrir sua boca, fecha seus olhos.”

Cato, o Ancião (234-149 AC)

Ulbra TV em Minas

Fonte da imagem


A mais nova retransmissora da Ulbra TV começa a operar na cidade de Munhoz, MG, canal 07.
Mais um estado em que o sinal da Ulbra TV chega levando conhecimento, entretenimento, informação e fé.
Sejam bem-vindos!

O jeito


Dia de gravação, bastante trabalho pela frente, mas não tinha jeito de acertar a regulagem da bateria. Aperta daqui, ajeita dali, tenta, muda, vai de novo.... e nada. Lá pelas tantas, “bom, vou tentar ainda mais este jeito”, disse o operador de áudio. Preocupado com a perda de tempo e consequente atraso da programação, perguntei. ”Tá, mas e se isso não resolver?”. A resposta:

-Ai então a gente se abraça e chora todo mundo junto.

Grande figura o Betinho Amaral. Sempre bem-humorado, sem deixar de ser sério e competente no que dizia respeito ao trabalho, conseguia fazer as horas trancados no estúdio até ficarem mais leves. Nâo teve como não rir. E espantar a preocupação. Ele não estava entregando os pontos, mas apenas dizendo, “calma, que algum jeito sempre tem”. E teve. E a gravação prosseguiu.

Algum jeito sempre tem.
Talvez sua dificuldade no momento seja bem maior do que perda de tempo. Pode ser que você esteja num dos locais severamente castigados pelas águas em Santa Catarina, ou ser próximo a alguém de lá. Pode estar numa região em que falte água, emprego ou luz. Pode estar doente. Pode estar de luto. No nosso caso, estamos em uma realidade em que as dificuldades se avolumam e a apreensão pode se tornar companhia diária.

Mas algum jeito sempre tem. Porque Deus é por nós. Portanto, nada pode ser contra. Nada. Se acontece algum mal, Deus trabalha para o nosso bem. Se aparece uma interrogação, ele trabalha para nossa resposta. Se crescem o medo do futuro e a angústia pelo que virá, é somente Ele quem pode firmar nosso coração para que não seja levado pelas torrentes de tristeza e desesperança. É confiando em Deus que encontramos a Força para não confiarmos apenas em nossas forças, mas caminharmos seguros na palma de Sua mão.

Podemos até nos abraçar e chorar juntos uns com os outros, em alguns momentos. Faz parte de nossa vida. Mas este não é o fim da história. A verdade é que Ele sempre vai nos abraçar muito mais forte para enxugar nossas lágrimas e nos dar o horizonte de que precisamos para não aceitarmos desistir. Mais do que ‘algum’,´este é o jeito de lutar, reconquistar, reconstruir.

E voltar a sorrir.

terça-feira, novembro 25, 2008

Presença

“O amanhã a Deus pertence, mas do hoje ele não se faz ausente."

Carina Colombo

Saber

-Como foi sua consulta ontem, Sandra?
-Bem, Laís, o médico diz que estou com uma doença muito séria no estômago.
-Puxa, então você vai ter momentos difíceis...
-Que nada, o médico é que não está bem. Onde já se viu, ‘estou mal do estômago’? Eu não estou sentindo nada do que ele disse, nenhuma dor. Nenhum sinal. Na minha opinião, ele é que está errado.

Não é uma atitude muito sensata, esta. Se alguém que é especialista no que faz mostra o diagnóstico preciso, é importante confiar e procurar a solução. Ou ao menos uma segunda opinião.

Mas pode ser uma atitude até comum quando não ‘sentimos’ o que não está tão bem em nosso jeito de viver, nossas atitudes e nossas maneiras de nos relacionarmos. É importante lembrar que nâo é porque não conseguimos ver que outros não possam vê-lo e nos mostrar. Não é porque achamos que não é assim que não seja de fato. Não é porque não sentimos, que não esteja presente.

Nem sempre podemos confiar somente nos que ‘sentimos’.

Mas sempre podemos confiar no que sabemos. E isto Deus oferece sempre -- meios para sabermos de nossas imperfeições e ‘doenças’. Mas, principalmente, sabermos da cura e do cuidado que Ele quer manter ao nosso dispor. Às vezes aceitar o diagnóstico e buscar o tratamento para nossas disfunções no lidar com o outro pode ser dificil para nosso orgulho, mas é sempre saudável para o nosso viver. Quando estamos dispostos a mudar, estamos também dispostos a melhorar. Quando estamos abertos a rever, também estamos perto de poder ver melhor.

Frequentar Seu consultório, portanto, nos faz saber o mais importante para nos sentirmos sempre bem.

segunda-feira, novembro 24, 2008

Preocupação


“Tendemos sempre a nos procupar mais com as coisas sobre as quais menos temos controle.”

Archibald Hart

Ao longo da estrada



Às vezes a gente se sente dirigindo numa estrada incerta, sem conhecer direito a direção e cheio de dúvidas sobre onde ela vai dar.

Nessas horas, os olhos não desgrudam do ponteiro do combustível.

Mais algumas curvas e eles procuram o marcador. Mais uma reta que se estende até o horizonte e a diminuição do nível começa a preocupar. À medida em que a viagem continua a mente já imagina o tanque começando a secar.

O grande problema é não saber exatamente quanto mais de estrada existe adiante ou quando haverá um novo posto para abastecer. E como o carro precisa continuar seguindo, a apreensão se volta toda para o painel. O ponteiro baixando a níveis perigosos, uma certa tensão começa a se instalar. Mesmo sabendo que é preciso continuar dirigindo com atenção e cuidado, a pergunta acaba se repetindo sem parar: será que o combustível vai acabar?

Quando se trata de estradas ou projetos humanos, tudo é possível. Pois tudo está sujeito a mudar ou a se reverter.
Quando se trata da fé, entretanto, não há dúvida - a estrada é a certa e o combustível não tem chance de faltar. Pois não dependemos de mãos humanas para continuarmos rodando nem de providências de pessoas para que possamos ter forças para caminhar. É Deus quem fortalece os passos para que os olhos da fé apontem para a certeza, seja o quanto de estrada ainda estiver adiante, que Ele lá vai estar.

Este é o único caminho para o ponteiro apontar esperança e para o coração poder continuar a confiar.

sábado, novembro 22, 2008

Convite


Answers

Do you like every answer that you get to your questions?

-Do you like my new hairstyle?
-Was I clear and effective in my presentation?
-Do you think I’m wrong?
-Is there something I can do?

We usually want to hear, "yes," a compliment or a word of encouragement. We don't want to hear, "well, it's not too bad," or "hmmm, so-so." Or worse. Some answers are very hard to hear...they come in silence but body language and eyes that roll judging us. Justifications are offered, motives given that are supposed to make us feel better. But, we have no defense.

Sometimes answers can hurt more than questions.

Especially when we really mess up. Our words are careless, the mistake was too big, our actions were not thought through. If we ask someone they'd judge us, "You deserve what you get!" "Suffer the consequences." "You deserve to be punished." "You're on your own!" We get bad, unloving and uncaring answers back.

That’s why we need to ask the right Person for the right and precise answer. We need to ask God: “Am I really wrong?” Even though we know that this may leave us uncomfortable, for we have his direct and plain “yes” coming. And probably that’s what our ears and ‘self’ wouldn’t like to hear …But, once we know our wrong, then ask the Lord, He leaves no doubt; why not proceed to the next step? “So, Dear Father, what can I do about this?”
His answer is a loving one. He responds with forgiveness, kindness, new beginning, the words we need the most to reach our ears and hearts.

Still, it’s important to remember that sometimes some things may be not so good now but very good after. That’s why for example we take anesthesia in the mouth to have our teeth fixed, we eat leafy greens mixed with spices red and yellow or face heavy traffic to get to the beach. In certain moments some answers hurt us, later our 'self" finds better ways to do things. For every answer we get in life may teach us 2 things: what to do. And what not to.

At last, trying to be courageous and to test my own point, i finish asking:
-Did you like what you read?

Sustentación

Cuando llegamos delante de un gran río y necesitamos llegar al otro lado, se nos presenta una situación rara: el mismo elemento puede ser apoyo o apuesta. El agua.

Porque para superar esta dificultad, no teniendo un puente, básicamente tenemos dos opciones:
- Podemos intentar seguir caminando, o nadando, para ver hasta donde nuestros pies y brazos pueden nos llevar. En este caso el agua se vuelve en amenaza, y puede sumergir nuestros sueños y convicciones.
- O entonces podemos conseguir un medio de locomoción que sea capaz de enfrentar al agua, como, por ejemplo, un barco o una balsa. En este caso, tenemos sustentación para nuestra jornada, por donde nuestra conducción ciertamente llegará a su destino.

Podemos sumergir o seguir adelante, depende de cómo resolvemos seguir.

La fe en Dios nos pone dentro del barco correcto para enfrentar la vida. Nos da el timón, seguridad y orientación. Cuando rechazamos este ayuda y creemos que podemos resolver todo solos, hay una gran posibilidad de que ocurra un desastre. Cuando navegamos con fe en Aquel que nos crió, amó y salvó, podemos hasta balancear, nausear, y quedar con miedo, pero la confianza de que vamos seguir adelante continúa. Pues lo que era apenas un problema, se vuelve punto de apoyo para una nueva situación. Y solución.

Por lo tanto, ¿Por qué intentar solo, si con El tenemos mejor opción? Navegar con fe en Dios transforma el enemigo en aliado. El agua deja de ser un obstáculo para ser sustentación. Y el escenario que moldura nuestro seguir confiados, seguros y salvos.

Hasta al otro margen.

sexta-feira, novembro 21, 2008

Convite

Sugestão de programa para este fim de semana. II Festival de Coros Evangélicos, promovido pelo Coro Sacro da Ulbra.

Esquisito e normal

Ouça a mensagem de hoje


Uma matéria do website Yahoo reúne as 10 pessoas mais esquisitas do planeta. Dentre elas, há o garoto que não podia dormir, a mulher que não consegue esquecer, a moça alérgica a água, a senhora que desmaia quando ri e o homem que há mais de um ano não para de soluçar.

Seriam 11, se me vissem ao acordar.

Mas ela está muito curta. Aparentemente a pesquisa não foi muito profunda, pois descobririam mais gente para completá-la. Pessoas que:
_destroem o próprio ninho do qual dependem pra viver - a natureza
_compram certas coisas de que não precisam com o dinheiro que não têm;
_comem mais que o necessário para depois buscarem de todo jeito perder o que se acumulou.
_ferem àqueles que amam.
_gastam a saúde para poder ter e depois gastam o que têm para poder ter saúde;
_vivem de maneira errada e depois tentam culpar a pessoa certa;

Para citar apenas algumas de muitas atitudes esquisitas. E pior que não adianta fugir, em algum momento todos fazemos parte - gente esquisita com atitudes desconexas, deixando até na dúvida onde traçar a linha do que é ser normal.

Temos esperança, entretanto. E está num extra-terrestre.
Meio esquisito? Bem, quando veio à Terra de fato Ele fez coisas meio estranhas. Incentivava a dar o outro lado ao apanhar e a orar por aqueles que perseguem, caminhou sobre a água, utilizou cinco pães e dois peixes para alimentar uma multidão, fez aparecer vinho em uma festa, não recorreu de um julgamento criminoso e se permitiu pregar numa cruz.

Mas é Ele que nos recebe e acolhe exatamente como somos, esses seres esquisitos que se estranham seguidamente com Deus e uns com os outros, tomando atitudes que fariam os demais seres da natureza corar de vergonha. É na nossa direção que Ele estende outra coisa ainda mais esquisita. Fé.
Este presente que nos faz enxergar coisas que não se vêem e ter certeza de fatos que ainda vão acontecer. É por meio dela que este homem, Jesus, passa a fazer sentido. Não precisamos mais soluçar, passamos a ter nossos erros esquecidos, extravasamos a alegria sem medo de desmaiar e podemos dormir tranqüilos sob o seu cuidar. Ou seja, ele nos faz pessoas que vivem as ‘esquisitices da fé’ de maneira perfeitamente natural.

E que lutam para que, refletida em nossas ações, esta fé nos leve a contribuir para um mundo um pouco mais....hum...normal

quinta-feira, novembro 20, 2008

sobre preocupar-se

“A preocupação não tira do amanhã nossas tristezas. Ela tira é do hoje nossas forças”.

Corrie ten Boom:

Caminho certo

por Paulo Albrecht


Outro dia eu peguei o ônibus errado. Estava voltando de um compromisso e já passava das 10 horas da noite. O ônibus chegou e eu perguntei pro motorista se a linha passava na rua do lado da minha casa, onde eu precisava descer. Ele disse ‘sim’ e eu então embarquei, feliz da vida de estar no rumo certo.

Só que, durante o trajeto, eu percebi que algo estava estranho. Aquelas não eram as ruas certas pelas quais ele deveria ir para eu chegar onde queria. Só lá no meio da viagem que percebi que ele fazia outro caminho. Só o motorista não tinha me enganado. O ônibus passava de fato pela minha rua, só que não desde o começo dela, como eu precisava, mas somente umas 7 quadras adiante de onde eu desceria. Como resultado, tive que andar todas elas de volta, perto da 11 da noite, sujeito a todos os perigos que as noites nas grandes cidades trazem.

Mais do que isso, este incidente me fez pensar em quantas pessoas embarcam nos “ônibus” errados em suas vidas. Têm um destino fixado em sua cabeça, muitas vezes até corretos e nobres, mas embarcam em maneiras erradas de chegar até lá, que as levam para destinos não desejados.
Muitos de nós buscamos a paz ou o amor, mas em vez de tomar o ônibus com letreiros como “Compreensão”, “Paciência” e “Dedicação”, embarcamos naqueles com “Egoísmo”, “Privilégios” ou “Interesses próprios”. Como chegar ao destino correto se não formos pelo caminho certo?

Seguir na direção certa é o que todos queremos. Para chegar lá, portanto, podemos contar quem é Ele próprio O Caminho. Jesus Cristo sempre sabe nos conduzir exatamente pelo trajeto que nossa vida precisa para jamais se perder, mostrando a direção que vale a pena seguir, sem medo de errar. Pois quando Ele é o motorista, não há dúvida de que o trajeto será o certo e o caminho, perfeito.

Vamos ser levados exatamente para onde precisamos chegar.



Texto do Pastor Paulo Samuel Albrecht
Comunidade Cristo Redentor – Zona Sul
Rio de Janeiro, RJ

quarta-feira, novembro 19, 2008

sem desistir

“Quando você diz que uma situação ou pessoa não tem mais solução, está batendo a porta na cara de Deus”.

Charles L. Allen

Convite

Comunico que em breve o Toque de Vida será suspenso. Aliás, toda a minha atividade aqui na Pastoral.
Acontece que recebi hoje um e-mail do Pedro Bial, com logotipo do BBB e tudo, me convidando a fazer o cadastro para participar e possivelmente ser um dos escolhidos para o programa em 2009. Olhe só:

_________________
De: Pedro Bial [mailto:Pedrobial@globo.com]
Enviada em: terça-feira, 18 de novembro de 2008 15:11
Para: Lucas Albrecht
Assunto: Superdownloads Newsletters

“ATENÇÃO A GLOBO.COM COMUNICA: Este é um convite individual para inscrever-se no BigBrotherBrasil 9, o prazo da candidatura expira no dia 30 de novembro de 2008...”

E há 3 insistências no seguinte tópico: preencher todos os dados pessoais. E de forma correta, “para um futuro contato, caso seja escolhido”. Finaliza cheio de graça: “Parabéns Brother!”

Legal, não?

Não.
Claro que trata-se de mais um ‘golpe virtual’, tentando atrair para um clique com consequencias bem ruins. Felizmente já estou no mundo virtual tempo suficiente para reconhecer estes golpes, mas infelizmente, muitos ainda irão cair. Talvez como eu caí, numa experiência no mundo real.

Eu tinha 15 anos e uma louca vontade de ter um aparelho 3 em 1. Passando na rua, no intervalo do trabalho no supermercado, fui abordado por duas figuras que me garantiram que se eu preenchesse um formulario e pagasse certa taxa, não só concorreria a prêmios como já, de cara, poderia escolher dentre três brindes aquele que eu gostaria de receber em casa. Um deles adivinha qual era? Aparelho de som. Contente por me achar muito esperto para conseguir o que queria por um preço bem menor, paguei o equivalente à metade do meu salário
Lá pelo meio da tarde, trabalhando e pensando, tudo ficou mais claro em minha mente...
Estou esperando o brinde até hoje.

Neste tipo de episódio, em geral há duas pessoas erradas: o criminoso, por estar enganando alguém. E quem aceita a oferta, levado por sua vontade de atalhar. Em geral somos tentados pela nossa propria cobiça e ambição..

O texto bíblico nos orienta, “não deixem que ninguém engane vocês com conversas tolas”*. No contexto, refere-se a quem quer nos afastar da fé, dos principios de nossa vida com Deus. Mas pode ser estendido para as outras áreas da vida, onde somos postos à prova em nossos desejos e ambições. Ofertas tentadoras, fraudes, ‘pegadinhas’, nunca faltarão, seja no mundo virtual ou no real..
Nem sempre é fácil e podemos errar. Mas é bom poder contar com perdão e amor do Brother que nos escolheu de verdade, sem armação, para fazermos parte da Casa do Pai. Ele não é atalho, é o caminho, 24 horas por dia entendendo e acompanhando o nosso jeito de ser. E nos convidando a acessarmos irrestritamente tudo o que Ele tem a nos oferecer.

Este convite, sim, é pessoal e verdadeiro. Podemos clicar sem medo de errar.



*Livro bíblico de Efésios 5.8

terça-feira, novembro 18, 2008

propósito

“A vida é trágica para quem tem muito com que viver, mas nada pelo que viver”

(anônimo)

quem dirige



Se você fosse viajar neste fim de ano e ficasse sabendo que eu seria escalado para dirigir o ônibus em que você vai estar, qual seria a reação?

Provavelmente desistiria, ou solicitaria a troca imediata do motorista. Ninguém gosta de estar nas mãos de quem não é profissional. Seja para dirigir o ônibus, arrancar um dente, ter aulas na faculdade ou construir a casa. Para o que é importante em nossas vidas, preferimos sempre estar nas mãos de quem mais entende do assunto

Definir uma profissão, tratar da saúde, planejar e construir o futuro, tudo é importantíssimo. Mas há algo ainda mais fundamental, que abrange tudo isso: a vida. E aí vem a pergunta: “Quem está dirigindo nossa vida?” Um profissional? Um amador? Qualquer um que aparece com qualquer proposta que pareça atraente? Ou estamos tentando fazer uma coisa que não é muito recomendável – dirigir sozinhos?...

Existe alguém profissional neste assunto: Deus. Sua especialidade é amar e dirigir vidas humanas pela fé. O Salmo bíblico 16 nos diz: “Tu. Ó Senhor, és tudo o que tenho. O meu futuro está em tuas mãos; tu diriges a minha vida”. Nas mãos dele, nossa vida está nas mãos certas. Tanto o presente como o que ainda virá. E, com ele no comando, pela fé em Seu Filho, vamos sempre ter mais clareza e direção para escolhermos nosso futuro e trabalharmos por ele.

Pois dirigir com segurança é com Ele mesmo.

segunda-feira, novembro 17, 2008

Contentamento


“Você não pode ter tudo. Onde iria guardar?”


Steven Wright

E é

Lembra quando seu pai ou sua mãe falavam para não aceitar presentes e doces de estranhos? Eu lembro bem e lembro também que não foi uma nem duas vezes que este conselho foi repetido. Talvez não parecesse fazer muito sentido para nossa mente infantil, já que oferecer um presente parece ser uma boa e nobre atitude. É conforme vamos ficando adultos que começamos a compreender o motivo desta recomendação. Não devíamos aceitar a oferta porque é o tipo de coisa que parece boa; mas não é.

São várias as possibilidades. Balas e doces poderiam ter drogas. Presentes poderiam ‘comprar’ nossa atenção para coisas erradas. Ou até mesmo na paranóia maior, alguém com uma boa conversa poderia nos fazer desaparecer.

Muitos de nós já não somos crianças, mas o tentador ainda gosta de colocar no caminho ofertas personalizadas para, fazendo parecer bom, nos levar para o que é ruim. Nossa atenção é chamada e muitas vezes ‘comprada’ por estas ‘nobres’ atitudes e ofertas convidativas, mas podem ter conseqüências nada boas de se digerir.

Esta é a hora de nos mantermos naquilo que, ironicamente, não parece bom, mas é. Afinal há momentos em que os conselhos de Deus parecem só estragar nossos planos humanos, já que se chocam com nossa vontade de ir além do que convém. Mas é bem ao contrário. São eles o caminho para que tentações não passem do nome, e que provação vire aprovação e fortalecimento. Deus se fez conhecido ao nosso coração para continuarmos e não dar atenção para o que é estranho ao nosso jeito de ser e viver.

È a hora de aceitarmos o presente e confiarmos na proposta sem medo. Pois o que vem de Deus sempre parece bom. E é.

Causa de Vida

Cuando bien cuidado, el es un símbolo de la vida, de la resistencia, del amor, de la entrega y de todo lo que se refiere al vivir.
Cuando no bien cuidado, el se transforma en el mayor enemigo. Pues es posible sobrevivir con la para o ausencia de diversos órganos, pero es imposible cuando el deja de ladrar.

El corazón.

Así es que, todos cargamos dentro de nosotros aquel que puede salvar nuestra vida o acabar con ella.
Hay una teoría comprobada por la Organización Mundial de Salud (OMS), que muestra las enfermedades cardiovasculares como la mayor causa de óbitos en el mundo. Sea por el órganos en si mismo, sea por sus 'correlatos' – venas y arterias dejan de cumplir sus funciones. O sea que, aquel en quien mas confiamos para nos mantener vivos puede se transformar en aquel que mas amenaza.

Cuidados, tratamientos, y principalmente, prevención son las grandes recomendaciones medicas para con este nuestro órgano tan fundamental. Cambio de hábitos, platica de deporte y buena alimentación están entre ellas. Todo para que de héroe no venga a se tornar villano.

En lo tocante a la fe, nuestro corazón también merece el mismo cuidado. Es fundamental saber lo que le mantiene bien ocupado, alimentado y ladrante en dirección a Dios. Si no, indeseados desechos pueden comenzar a obstruir nuestras arterias, perjudicar nuestra caminada y, cuando no damos cuenta, el, que debería estar fuerte, está sucumbiendo delante de los peligros y tentaciones.

Dios desea cuidar y fortalecer nuestro corazón diariamente, nos ofreciendo alimentación y ejercicios, además de medidas preventivas, para que el continúe siempre como un jovencito, depósito de fe en Jesús, que es la Fuente de la vida y fuerza par ano dejar de pulsar, luchar y sonreír.

Y, de esta forma, en el corazón continuará a estar la mayor causa de vida para el mundo todo.

Traducción: Pastor André Luiz Muller, Canoas, RS, Brasil

sábado, novembro 15, 2008

´How great!

Ouça esta bela letra e canção de Chris Tomlin, "How great is our God", um hino à grandeza e amor de Deus.



Quão Grande é nosso Deus

O esplendor do Rei
vestido em majestade.
Que toda a terra se alegre!
Toda a terra se alegre!
Ele se envolve em Luz
E a escuridão tenta se esconder
pois treme apenas ao ouvir Sua voz

Como é grande nosso Deus!
Cante comigo: como é grande nosso Deus
E todos verão como é grande,
quão grande é nosso Deus!

De eternidade a eternidade Ele permanece
O tempo está em Suas mãos.
Princípio e fim.
A Divindade, 3 em 1
Pai, Filho e Espírito Santo
O Leão e o Cordeiro

Como é grande nosso Deus!
Cante comigo: como é grande nosso Deus
E todos verão como é grande,
quão grande é nosso Deus!
O nome acima de todos os nomes
Digno de todo louvor.
Meu coração cantará quão grande é nosso Deus

Como é grande nosso Deus!
Cante comigo: como é grande nosso Deus
E todos verão como é grande,
quão grande é nosso Deus!

sexta-feira, novembro 14, 2008

nas mãos certas

"Tive muitas coisas nas mãos e as perdi todas. Mas aquilo que fui capaz de colocar nas mãos de Deus, isto ainda possuo."

Martinho Lutero

Mel



-Vou te dizer mais uma vez: deste jeito você não vai acabar bem!

-Eu te amo muito, sabia? Como é bom viver ao seu lado!

Qual das duas frases é como mel para a vida de alguém?
E se a resposta fosse: ‘as duas’? Seria possível?

Creio que sim. Pois, como lembrou hoje num e-mail o leitor Daniel Feld, existe o tipo mel que é mais doce e suave, como o de flor de laranjeira. E existe aquele que aparentemente é mais amargo, como
o de bracatinga. Este, aliás, pode servir muito bem para quem acha o mel algo muito doce e enjoativo pra ser consumido como alimento.

Mas, doce ou amargo, ambos têm uma característica comum: fazem bem a quem os ingere.

O Salmo bíblico 19 compara a palavra de Deus ao mel. No texto fala no tipo que é doce. Mas em alguns momentos, Deus também nos coloca à sombra da
bracatinga, onde degustamos algo que pode ser amargo de digerir, já que nem sempre nossas ações e pensamentos são gotas de verdade ou néctar de compreensão. Em outros, o Pai nos faz saborear favos doces de laranjeira, que nos confortam, deixando um ótimo gosto de amor, cuidado e proteção.

E por isso as palavras daqueles que realmente nos querem ajudar, ou nossas palavras sinceras quando querem construir, podem sempre ser mel na vida de quem nos ouve. Sejam um pouco mais amargas ou extremamente doces, quando vêm de fonte confiável, fazem bem a quem as recebe. Podem até não agradar o paladar no momento, mas fortificam e confortam em toda situação.
Se o mel produzido pelas abelhas na natureza
tem propriedades anti-sépticas, cicatrizantes e curativas, o mel oferecido por Deus à nossa natureza humana, e que podemos compartilhar com o próximo, nos protege das doenças que mais nos abatem, como a ansiedade, a falta de esperança e a solidão.

Doce ou amargo, o mel Divino sempre tem esta característica incomum: faz bem à vida e sustenta o coração.

quinta-feira, novembro 13, 2008

Constância

"O amor é como o violino: a música pode parar de vez em quando, mas as cordas estão sempre lá."

J.Bacher

Perfil

por Tiago Albrecht


Um ‘fake’, na linguagem do Orkut, significa um perfil falso, de alguém que, na maioria dos casos, até tem um perfil verdadeiro neste site de relacionamentos, mas que faz o ‘fake’ para poder transitar por todos os lugares sem ser identificado com o nome verdadeiro.

Algumas pessoas aproveitam ainda para usar o perfil falso para serem alguém diferente do que realmente são. Ou seja, o perfil falso serve para dar suporte a atitudes falsas. Se bem que em alguns casos talvez não seja uma personalidade diferente, mas sim a mais real das “duas caras” que ela tem...

Quantas destas atitudes ‘fake’ existem também na vida real? O chefe que prometeu aumento salarial juntamente com aquela promoção, mas não cumpriu e age como se tivesse esquecido. O marido que trai a mulher e age como se fosse o mais fiel dos homens. O político que prometeu muito, mas depois das eleições lembra de pouco. O cônjuge que mudou totalmente o caráter apos o casamento. Aquela pessoa de nossas relações que, mesmo aparentando confiança, aproveita oportunidades para a fofoca ou a mentira.

Isso quando não somos nós os ‘fakes’, sujeitos de ações e situações como estas.

Existe apenas uma pessoa que teve um perfil e atitudes absolutamente coerentes. Jesus Cristo, quando viveu entre nós, enfrentou sugestões e tentações para que se mostrasse diferente do que era. Mas não cedeu. Continuou a ser ele mesmo. Não mudou nada em seu perfil justo, coerente e amoroso.

E é com este perfil verdadeiro que o Mestre estende constantes convites para adicionar amigos, já que a capacidade não se esgota em mil pessoas. Ele quer trocar scraps(recados) diários, para nos animar e ajudar, fortalecer e encorajar, dar sugestões e confortar nossa vida. Guiados por este Perfil, também nossa vida pode ser o mais verdadeira possível, real, confiável. Inclusive quando agimos de maneira ‘fake’, tendo a humildade de reconhecer e recomeçar.

Para que as pessoas que nos conhecem de perfil, conheçam também de corpo e vida inteiros.

Texto do Teologando Tiago J. Albrecht
Seminario Concórdia, São Leopoldo, RS
Concordia Seminary – St. Louis, EUA

quarta-feira, novembro 12, 2008

FAzer o bem

“Grandes oportunidades para ajudar aos outros raramente aparecem, mas pequenas delas nos cercam todos os dias”.

Sally Koch

Inclusão e exclusividade

Ouça e baixe a mensagem de hoje


Se perguntarmos sobre raça, cor de pele, classe social, gênero e tantas outras variáveis, quase todo mundo optará pela inclusividade. Nâo pode haver diferença de tratamento ou de dignidade nos relacionamentos sociais. Repeitando as particularidades, o ideal é que todos tenham oportunidades e tratamento dignos do ser humano.

Já quando perguntamos sobre peças de roupa, furos de reportagem, areas VIPs, assinaturas de contrato, amizades, times de futebol e várias outras variáveis, quase todo mundo optará pela exclusividade. O ‘só pra mim’ fala mais alto e o desejo de ser parte de um pequeno grupo ou ser o único a ter, comprar, fazer, ler ou se aproveitar supera qualquer tentativa de horizontalização do conteúdo.

E, em determinados momentos, não é fácil ajustar esta tensão, ainda que as duas tenham seu lugar. Dá trabalho tentar ser exclusivo sem ser egoista. Incluir sem despersonalizar. Tratar igual levando em conta as diferenças e batalhar pela exclusividade sem acabar sendo exclusivo com um igual.

Existe Alguém que consegue o casamento perfeito entre as duas. Na presença de Deus, inclusão e exclusividade andam juntas para um mesmo fim. Deus inclui a todos, mas é exclusivo de cada filho que quer se dirigir ao Pai. Ele não faz diferença de nenhum tipo, mas tem um tratamento personalizado, especial na direção de cada um que vive na fé.

O que é um espelho para nossas relações. Pois podemos incluir a todos no rol de criaturas e objetos do amor de Deus, portanto, dignos de respeito, honra e oportunidades. E podemos também dedicar exclusividade a pessoas que precisam e merecem nossa atenção, carinho e cuidado. Nosso abraço amigo, nosso olhar de fé. Quem sabe uma canção de alegria ou ainda um momento de silêncio, apenas para ouvir. Atitudes que incluem e momentos exclusivos em nossa lista de ações regulares nos ajudam a perceber o tamanho do amor de Deus, capaz de incluir de uma vez só cada um de seus exclusivos e únicos filhos, e dar-lhes oportunidades que ninguém jamais pode sonhar.

E isto não inclui exclusivamente você e eu. Pode e quer se estender a todos.

terça-feira, novembro 11, 2008

Perdão


“Se dissermos que não temos erros, estamos nos enganando e não há verdade em nós. Mas se confessarmos os nossos erros a Deus, ele é fiel e justo para nos perdoar”.


(Livro de 1João, 1.8-9)

Sem esconder

Ouça e baixe esta mensagem

A cena aconteceu em um grande estacionamento e deixou os funcionários de um prédio vizinho boquiabertos.

Alguém bateu em um dos veículos estacionados, causando certo estrago. No pára-brisa do carro danificado foi encontrado um bilhete a caneta, que dizia: “Prezado proprietário, as pessoas do prédio vizinho que me viram bater em seu carro estão neste momento me vendo escrever esta nota. Elas pensam que eu estou deixando meu endereço ou telefone para contato para você poder me cobrar, mas na verdade não deixarei nada. Você vai acabar nunca sabendo quem bateu em sua traseira. Tomara que você tenha seguro, pois eu, infelizmente, não tenho”.

A cena incomoda ainda mais quando lembramos que, se formos sinceros, fazemos o mesmo quase que diariamente. Se não em batidas de carro, pode ser em atos no escritório, erros em casa, falhas na rua ou ações onde estivermos. Tentamos esconder. Nosso instinto e desejo de proteção nos levam a procurar enganar a todos os que nos vêem, encobrindo nossa falta para não precisarmos arcar com as conseqüências.

Podemos até esconder das pessoas por algum tempo, mas de Deus sabemos que é impossivel. E, aliás, isso nem é preciso, porque quando lembramos de Seu grande amor e Seu desejo de perdoar o coração arrependido e confiante, não há necessidade de ‘jogo de cena’, nem de cobertores ou tapetes para tentar abafar. Reconhecer e refazer é o caminho mais adequado pois leva a pensar, a mudar, a procurar acertar.
Carinho e compreensão que são fortes estimulos também na direção do dia-a-dia,.não fugindo daquilo que nos cabe quando erramos, já que sempre há o que podemos fazer para mudar. Assumir, enfrentar o necessário, rearranjar. Este é o melhor seguro de amizades, de relacionamentos, de vida. Para o ego, pode não ser o melhor no momento. Mas sempre é melhor no depois. Pois evita o ficarmos cegos.

E revela diante de todos nosso desejo de procurar aprender.




Fonte da ilustração

segunda-feira, novembro 10, 2008

Imagens












Clique e confira outras fotos do Lançamento do Livro do Toque de Vida.




Consideração

"Se tratamos as pessoas como elas devem ser, nós as ajudamos a se tornarem o que elas são capazes de ser."

Goethe

Confirmar a informação

Esta é uma prática que pode nos livrar de uma porção de dores de cabeça.

Quando alguém diz que há uma lista de cortes, por exemplo, e que você faz parte dela. Confirmar é melhor, porque se a informação não for verdadeira, você se livra da angústia desncessária e da agonia sem motivo.

Outra situação é a de dívidas. Alguém acha que você continua devendo tal coisa. Pode não ser verdade, e aí você evita desgastes e confrontos que podem realmente incomodar.

Frustração imensa deve ser também da pessoa que participa de uma promoção e ouve dizer que ela foi a premiada. Se não confirmar a informação, irá do topo da alegria ao fundo da decepção em questão de horas.

Confirmar a informação. Quando dizem que falaram mal de você, ou quando parece que há um novo emprego a lhe esperar. Quando há rumores de que o mercado não vai reagir. Se há notícias de que alguém se acidentou. Caso chegue aos ouvidos, é sempre melhor confirmar, já que informação não falta em nosso mundo, mas confusão sempre sobra. Seja porque elas não são verdadeiras ou desencontradas, seja porque nós mesmos não conferirmos antes de acionarmos a lingua, o email, o torpedo ou a ligação.

Felizmente o que Deus nos informa sempre tem confirmação. Quem vive na fé já sabe que as notícias anunciadas por Sua Palavra são claras, coerentes, fazem bem ao coração - e o dia-a-dia pode confirmar esta precisão.
E elas nos mostram também a importância de tentarmos a maior precisão possível quando se trata de informação. Especialmente as mais importantes, que podem mudar um dia, uma vida, um coração. Podem gerar desde grande alegria até medo e decepção.

E nas horas em que é a nossa cabeça que a informação desencontrada conseguir perturbar, em Deus temos a confirmação segura do abraço, da certeza e do ajudar.

domingo, novembro 09, 2008

Lançamento

Confira abaixo imagens do evento deste domingo na 54ª Feira do Livro de Porto Alegre.








Um bom número de telespectadores se fez presente na sessão de autógrafos do Livro do Toque de vida.










Israel de Castro, do espaço 'LiteraRua' da Ulbra TV, na cobertura do evento.






Pastor Paulo Brum, capelão de música, e família.


Lucas e Djenane

sexta-feira, novembro 07, 2008

Toque de Vida vira livro


A obra tem lançamento agendado para o dia 9 de novembro, às 14h30, na Praça da Alfândega, durante a 54ª Feira do Livro de Porto Alegre.


Toque de vida, o livro, teve origem no programa diário da Ulbra TV (UHF 48, Porto Alegre, RS), que leva música e mensagem pela manhã e à noite a milhares de telespectadores. Nesta seleção, o leitor encontra mensagens do programa em seu característico estilo informal, direto e bem-humorado. Os textos são curtos, objetivos e procuram aplicar a mensagem do amor de Deus no dia-a-dia.
(Fonte: ACS Ulbra)

Verdade

“A fofoca até viaja mais rápido, mas não permanece por tanto tempo quando a verdade”

Will Rogers

Promoção Livro do Toque de Vida II

Feito o sorteio, já saíram os ganhadores que vão receber em casa seu exemplar do Livro do Toque de Vida.
Como sempre, o Toque de Vida vai além do que promete. Não foram dois, mas três os nomes sorteados. Confira no vídeo:

video

Ganhadores:

1)Carina dos Santos

2) Marcos Weide

3) Elton Chaves da Silva

Obrigado a todos os que participaram!

yes, we can

Ouça e baixe a mensagem:




“Sim, nós podemos”.

Com este slogan e várias promessas de ‘change’, mudança, Barack Obama foi eleito esta semana o novo presidente dos Estados Unidos. Acompanhando telejornais brasileiros, as idéias mais recorrentes falavam que como um novo tempo chegou, novas posturas, um tempo de menos discriminação, em que os preconceitos ficarão mais de lado, veremos um mundo com mais igualdade.

A esperança, portanto, pelo que se vê é grande. Mas isto só tempo dirá.

O que o tempo já nos disse, há tempo, é que um homem que não foi eleito, mas escolhido, trouxe o tempo de igualdade, a luta contra qualquer tipo de discriminação, a mudança para uma nova vida.

Jesus Cristo veio ao mundo não para ser o presidente, mas o Salvador. Não para ser eleito, mas nos eleger filhos de Deus, sem qualquer tipo de discriminação ou preconceito. Ele mostrou no seu sentido pleno o que significam liberdade, igualdade, paz e amor ao próximo.

E mais, nos garantiu que ‘yes, we can’. Sim, nós podemos. Podemos mudar, quando necessário. Podemos refazer, quando preciso. E principalmente, podemos crer sempre. Pois aquilo que “no, we couldn’t” (não podiamos), Ele já fez. Com Sua ação em nosso coração, a mudança é pra valer. Temos o poder da fé para podermos viver e fazer muito.
E para isso não precisamos estar no cargo mais importante do mundo. Podemos agir onde estamos, já que cada um de nós é importante e imprescindivel no lugar que ocupa na familia, trabaho, igreja e sociedade.

Yes, we can.
Podemos sim, e muito. A propria Bíblia afirma: “Tudo posso naquele que me fortalece”.

ASAP

In daily relationships and contacts we are used to this acronym which expresses a will of bringing things to a solution, “As Soon As Possible.” However we do know that sometimes ASAP may mean, “I have no idea when.”

_When the seller tells the buyer about the delivery of his purchase.
_When the student promises the teacher the paper that was assigned.
_When we are given easy solutions to a complicated problem.
_When politicians and candidates tell people that the crisis is going to stop.
_When a friend cheers us up in the middle of a hard time

In these cases and many others the only thing that we have left is the unsafe, unpredictable not certain end. All we know is that As Soon As Possible could be any one of these: One minute? One day? One year? A lifetime?

How many people wait for the: Right person? Right job? Right life? Right faith? How many procrastinate and postpone because hopefully As Soon As Possible they will be happy, safe, strong and smiling.
But when this will be?

Human time is not precise. Sometimes not fair. Too often it is not rewarding.

God’s time is equally not precise to our standards. We can’t tell when. We can’t tell how. But the acronym for His action is: “As Sure As Promised.” Same letters. Different meaning. ASAP.

Sooner or later? We don’t know. Sure or not sure? Now, here we have the answer. Sure. For His promises never failed a single time in history. So we can be sure that they will not fail either today or tomorrow. In Christ’s death and resurrection we can see fulfilled what was said by Him ASAP. Looking to our past we know of His presence ASAP. Looking to today, right now, we know by faith that He is keeping us alive ASAP. That’s why we know that even though in some circumstances we wait a minute, a month or many years, nothing changes in what He said. In Him we smile, we fight, we have strength. In Him the possible is real, for ‘everything is possible to him who believes”

So when you face hard times and think that things will get better ASAP make it sure that God’s acronym is where you’re laying your hope. For His Word is always certain As Sure As Promised.

Cabellos Contados


A que punto conoces tu tus amigos?
- ¿Cual es la comida preferida de ellos?
- ¿Qué color de vestimenta les antoja vestir?
- ¿Comprarían que auto?
- ¿Que regalos les gustarían recibir de cumpleaños?
- ¿Que palabras les gustan oír?

Quizás no sepamos responder a todas estas preguntas. No los conocemos como imaginábamos. Pero, aún, estas son personas por las cuales hacemos mucho, ¿no es cierto? Nos despertamos para ayudarlas, aun cuando no tenemos muchas ganas. Nos vamos hasta ellos en medio a la noche lluviosa. Prestamos algo necesario. Hasta hacemos compañía en programaciones desplacerosas. Todo por La amistad.

Nosotros, que somos humanos, hacemos esto por amigos, que muchas veces no conocemos plenamente. Pero ahora, ¿que decir de alguien que sabe hasta la cantidad de hilos de pelos que tenemos en la cabeza?
Y fíjate que, si fuéramos sumar solamente los de nuestra ciudad, ya seria un buen numero… Imagínate de todo el mundo.

Y Dios lo sabe de todos. Si aún todavía está allá o si ya cayeron a algún tiempo.

El es un amigo que nos conoce completamente, desde la capilaridad hasta nuestros gustos, nuestras preferencias. Sabe de lo que necesitamos, y lo que soñamos. Auxilia en la noche, y acompaña al largo del día. Todo para que jamás dudemos de que la fe nos garantiza la certeza de que no tan sólo los cabellos están contados, como también nuestros deseos, nuestras bendiciones, nuestros pedidos – todos nuestros días.

Un amigo que sabe todo y sobre quién se puede saber mucho. Y, principalmente, a quién siempre podemos recurrir. Desde un hilo de cabello hasta debajo de los pies.

quinta-feira, novembro 06, 2008

Perigo

“A corrida para baixo é sempre muito fácil de vencer.”

Seth Godin

Significado

por Elton Fischer

Saudades. Tenho certeza de que esta palavra tem vários significados para quem a lê, mas o sentimento é um só: distância. Distância de alguém que está longe, de alguém que mesmo perto já não faz mais sentido em nossas vidas, ou mesmo de alguém que já não se encontra mais entre nós.

Foi o que senti, olhando uma foto de meu pai quando estávamos num camping no verão de 2007. Entre as diversas coisas que ele trouxe, não esqueceu a TV. E a foto capta o momento em que ele estava lá, de um lado para o outro tentando o melhor local, para a melhor imagem. Ele gostava de manter-se conectado com as notícias e, eventualmente, dava uma olhada nos capítulos da novela.

Passei alguns dias lá entre banhos, lagoa, praia, caminhadas na mata e uma breve tentativa de pescaria que foi interrompida pelos pernilongos. Eles, pelo visto, também estavam com saudades de nós.

Porque estou falando a respeito disso? Respondo: eu não sabia, mas esta foi uma das últimas fotos que tenho de meu pai. Em maio do mesmo ano ele faleceu. De forma rápida, sem avisar. É assim mesmo. E quando acontece, além da distância, nos deixa saudades.

São 18 meses de saudade. A ferida se fechou, mas a cicatriz está lá, lembrando-me de alguém que partiu e que marcou minha vida sem eu mesmo saber o quanto ele foi importante para mim.

Assim é com Cristo. Através de seu exemplo, sua morte e vida, e após o seu retorno aos céus, deixou a todos com saudades. Não só pelo que fez, mas principalmente pelo que foi, é e ainda será. Esta distância é preenchida na fé e no reencontro. Na fé que confia numa outra vida e no reencontro. É esta certeza que faz com que as dores e as perdas sejam suavizadas. Nela vivemos, confiamos e esperamos. É a esperança que tenho Nele e também com meu pai, na eternidade.

E lá, saudade e distância serão palavras que não mais terão significado.


Texto do Pastor Elton Fischer
Capelão da Escola Ulbra Paz
capelaniapaz@ulbra.br

quarta-feira, novembro 05, 2008

problemas

“Deixar de enfrentar problemas é como um cartão de crédito: é muito divertido... até você receber a conta.”

Christopher Parker

logo existo

ouça a mensagem:



Imagine que você goste muito de bala de hortelã. Todos os dias ingere duas, três, dez no mesmo turno. Às vezes mais. Elas te trazem calma, um certo conforto para continuar o dia. Chupar bala de hortelã faz você se sentir melhor, dá uma sensação de preenchimento. Um dia sem este sabor é um dia menos feliz. E se por acaso alguém anunciar que as balas de hortelã deixarão de ser fabricadas por tempo indeterminado, você smplesmente entra em parafuso. Pois a sua vida já se tornou: “Chupo balas de hortelã, logo existo”.

Ainda não encontrei ninguém com esta razão de ser. Mas de outras dependências no lugar errado não é facil escapar.

Trocando balas de hortelã por compras, vemos aqueles que têm no comprar o preencher do vazio, a calma e o conforto para as horas de angústia. “Compro, logo existo”
O mesmo para o dinheiro em si. Qualquer sinal de que o mercado financeiro vai se dar mal e a vida da pessoa simplesmente desmorona. “Tenho, logo existo”
Poder. Este pilar quando falta costuma deixar completamente frustrados seus detentores. Pois, “mando, logo existo”.

E há outras dependências. Sexo, imagem, visual, roupas, elogios... Em todas, o existir está vinculado ao que o ser humano pode produzir, perceber ou controlar. Quer dizer, acha que pode, pois não é raro, de uma hora pra outra, a vida ensinar que não é bem assim.

É um risco muito grande este, de depender do que é humano ou natural, já que são coisas que acabam, são roubadas, caem, terminam ou desaparecem. Hà uma linha muito frágil entre o topo e o pé destas montanhas. Hoje uma ação na bolsa vale muito, amanhã despencou. Hoje o sexo é muito, amanhã uma doença pode nos reduzir a pouco. Hoje uma pessoa é nosso grande fundamento, amanhã ela parte e estamos sem chão.

“Creio, logo existo” é a frase de Deus para nossa vida. Pois ela define a única dependência que não tem como ser derrubada. Quem crê é filho, e pela fé tem o fundamento imutável. Não fica chupando bala quando o assunto é ser amado, nem precisa gastar rios de dinheiro para obter o Seu favor. A fé é conexão única e certa que nos dá noção de nossa existêncial em Jesus, cujo amor dura para sempre. Existir não é ter, é ser.

O que também nos leva ao “penso, logo existo”. E também, “amo, logo existo”, “sirvo, logo existo”, “Tenho respeito, logo existo”. E tantos outros frutos que esta fé traz à luz em nosso viver.

terça-feira, novembro 04, 2008

carinho

“O amor se torna favorável pelo carinho, não pela autoridade.”

Publílio Síro

endereçar

Fonte da imagem
Tudo bem, não são muitos os que escrevem cartas hoje em dia, mas imagine que sim, você vai escrever uma. Redige, então, suas linhas de saudação, perguntas, notícias e sentimentos. Assina, dobra, envelopa e fecha. Leva para o correio. Mas esquece só um detalhezinho de nada: o nome e endereço do destinatário.

Alguma chance de a correspondência alcançar seu destino? A menos que caia nas mãos de um carteiro-adivinho, acredito que não.

Antes que você pense que é algo impensável, deixe eu adiantar que isto aconteceu de fato, no nosso primeiro ano de Teologia com um colega, do qual por motivos óbvios preservarei o nome. Virou um dos fatos memoráveis da turma, motivo de ‘pegação no pé’, mas ele mesmo, sempre sorridente, foi um dos primeiros a rir do seu, digamos, equivoco. Carta sem destinatario é como relacionamento sério sem amor: não vai a lugar algum.

Por falar em relacionamento, às vezes julgamos que as pessoas com quem interagimos não reconhecem nosso esforço, dedicação, elogio e gestos na direção delas. Achamos que a esposa não corresponde à altura, os amigos são desligados, o filho é um tanto ingrato ou o chefe não está nem aí.
Mas será que é possível que o nosso endereçamento é que não esteja adequado? Não utilizamos o jeito certo, a palavra adequada, a maneira certeira que o outro é capaz de receber e compreender? Pode ser que esteja faltando um pouco de atenção na direção do outro, para gravar seu ‘endereço’ e então acertar no enviar.

Deus endereça ao nosso coração o amor com que nos cobre e sustenta para que tenhamos dele amor para com o nosso próximo. Encontrarmos caminhos que nos levem ao caminho do outro e, quem sabe, até seu coração. Nem sempre vamos saber tudo precisamente, mas sempre é possível descobrir ao menos alguns jeitos de endereçarmos e podermos acertar. Um pouco de observação ou de atenção às suas palavras, gestos e posturas já nos dáo boas indicativas de qual a rua que podemos pegar.

Para que, conhecendo mais sobre o destinatário, o nosso amor não se canse de muito amor endereçar.

segunda-feira, novembro 03, 2008

Lançamento


Lembrando:

Dia 09.11, 14h30, na praça da Alfândega,
durante a 54ª Feira do Livro de Porto Alegre


*********

TOQUE DE VIDA DA ULBRA TV VIRA LIVRO

A Editora da ULBRA acaba de lançar mais uma obra. Toque de Vida, assinado pelo capelão da Pastoral Universitária do campus Canoas, Lucas André Albrecht, apresenta mensagens retiradas do programa homônimo apresentado diariamente, pela manhã e à noite, no canal 48 UHF. Com o mesmo estilo informal, direto e bem humorado do Toque de Vida da ULBRA TV, o livro procura aplicar a mensagem do amor de Deus no dia-a-dia.

A obra já tem sessão de autógrafos agendada para o dia 9 de novembro, às 14h30, na Praça da Alfândega, durante a 54ª Feira do Livro de Porto Alegre.

Consequência

“A boca fala do que está cheio o coração.”

Jesus Cristo

Causa de vida

Quando bem cuidado, ele é o símbolo da vida, da resistência, do amor, da entrega e de tudo mais que se refira a viver.
Quando não cuidado, ele transforma-se no maior inimigo. Pois é possível sobreviver com a parada ou ausência de diversos órgãos, mas é impossível quando ele deixa de bater

O coração.

Todos, portanto, carregamos dentro de nós aquele que pode salvar nossa vida ou acabar com ela.

Teoria comprovada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que mostra as doenças cardiovasculares como
a maior causa de óbitos no mundo. Seja pelo órgão em si, seja pelos seus ‘correlatos’- veias e artérias que começam a não mais cumprir suas funções. Ou seja, aquele em quem mais confiamos para nos manter a vida pode se transformar naquele que mais a ameaça.

Cuidados, tratamentos, e principalmente, prevenção sãos as grandes recomendações médicas para com este nosso órgão tão fundamental. Mudança de hábitos, exercícios e alimentação estão entre eles. Tudo para que de mocinho, nosso músculo cardíaco não acabe se transformando em vilão.

No que se refere à fé, também o nosso coração merece o mesmo cuidado. É fundamental termos bem certo o que vai ocupá-lo, alimentá-lo e o manter e pulsante na direção de nosso Deus. Se não, acúmulos indesejados podem começar a entupir nossas artérias, prejudicar nossa caminhada e, quando vemos, ele, que deveria estar forte, está sucumbindo diante dos perigos e tentações.

Deus quer cuidar e fortalecer nosso coração diariamente, nos oferecendo alimentação e exercício, além de medidas preventivas, para que ele continue sempre como bom moço, depósito da fé em Jesus, que é a Fonte de vida e força para não deixarmos de pulsar, lutar e sorrir.

E, desta forma, no coração continuará a estar a maior causa de Vida para o mundo inteiro.