quinta-feira, setembro 30, 2010

Encontro de Bandas

Mùsica em debate e ação

Acontece no sábado, 02.10.2010, o 5º encontro de mùsicos do Seminário Concórdia de São Leopoldo. Organizado pelo Prof. Raul Blum, o evento tem como objetivo a troca de informações e a capacitação para aqueles que atuam na música cristã.

No email de divulgação, o prof Raul destaca:

"Tema Geral: CRIANDO LETRA E MÚSICA
Você que toca numa banda da igreja, você que é organista ou regente de coro ou interessado na música da igreja, está convidado. O programa será o seguinte:



DIA 02 DE OUTUBRO na capela do Seminário Concórdia


• 08:30 – Inscrições.


• 09:00 – Devoção: Rev. Rony Ricardo Marquardt, integrante da Comissão de Culto da IELB.


• 09:20 – Palestra: Criando Letra e Música. Rev. Lucas André Albrecht da Pastoral da ULBRA.


• 12:00 – Almoço


• 13:00 – Depoimentos e reações dos participantes.


• 14:00 – Oficinas de música:


o Guitarra elétrica: Maurício Leonardo Saul


o Contrabaixo elétrico: Nilson Araújo


o Violão: Moisés Hermeto Dornelles


o Violino: Dérick Jagnow


o Percussão: Carlos Josué de Almeida


o Regência coral: Raul Blum


o Teclado (banda): Hélio Alabarse


o Produções musicais: Paulo Brum


o Canto: Suellen Scholl Matter


• 16:00 – Apresentações informais das oficinas.


• 17:00 – Encerramento: Palavra do Prof. Gerson Linden, diretor do Seminário Concórdia.



Dúvidas e informações:
Prof. Raul Blum: raulblum@yahoo.com.br.

terça-feira, setembro 28, 2010

Possibilidades

Um tabuleiro de 64 casas. 16 peças para cada lado. Jogado por milhares de pessoas diariamente, em todo o mundo. Outro dia, então, fiquei pensando: será que com tanta gente jogando xadrez, não chega um ponto em que as partidas começam a se repetir?.

Dificilmente. A análise combinatória eleva as possibilidades aos milhares. Talvez milhões - algum matemático poderia nos ajudar. Aparentemente, são raras as chances de alguém ver em toda a sua vida uma partida deste jogo se repetir. Como exemplo, nas últimas semanas eu joguei centenas de partidas no computador. Nenhuma chegou perto de repetição.

A matemática e suas propriedades desconcertantes. Mas e o que, às vezes, nós pensamos, do Criador dela?

Em determinadas situações, somos tentados a limitar o poder de Deus. Achamos que tal coisa não dará certo, ou dificilmente se concretizará. Outras vezes, pensamos que Ele não vai nos perdoar por algum erro grave. Ou ainda, que suas bênçãos são em número x. Nossa cota pode estar perto do fim.

Engano. A análise combinatória da ação divina, se pudesse se feita, indicaria possibilidades inesgotáveis. Se no xadrez for possível, por fim, chegar a um numero finito, a contabilidade divina está acima desta conta. Se nossa vida parece, em alguns momentos, uma partida de xadrez, podemos jogá-la com quem nunca é vencido. Jesus Cristo é o Rei que, ao contrário daquele do tabuleiro, não tem movimentos curtos e limitados. Vai em todas as direções. Especialmente para o coração. Oferecendo a alternativa e o cuidado que nos deixam seguros, lutando em seu exército. Viver a fé nunca coloca nossa alma em xeque-mate. Porque Nele temos vida.

A cada novo movimento.

segunda-feira, setembro 27, 2010

Culto Missionário

As comunidades luteranas do Digra (Distrito Vale do Rio Gravatai) realizaram no domingo, 26.09, mas uma edição do Festival Cristo para Todos. Um culto missionário que, a cada ano, acontece em uma comunidade do Distrito. Neste ano de 2010, a Celsp - Guajuviras, em Canoas, sediou esta celebração de música, Palavra e comunhão.

No vídeo, um resumo do evento em 2 minutos.


video
“Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.”


(Livro de Romanos, 12.21)

sábado, setembro 25, 2010

Dia da Responsabilidade Social

A ULBRA realizou hoje, das 9h às 13h,  o Dia Nacional da Responsabilidade Social, no estacionamento do campus da Universidade, entre o Hospital Universitário e o prédio da Odontologia. Quem compareceu conferiu osdiversos serviços gratuitos oferecidos, como cuidados com a saúde, fotografias para documentos, testes de visão, orientação jurídica, estética facial, exames de laboratórios diversos, jogos e desafios matemáticos, dentre diversos outros.

O Dia Nacional da Responsabilidade Social é uma iniciativa da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES). reunindo diversas atividades voltadas à comunidade em que as Instituições de Ensino Superior estão inseridas, baseadas nos resultados apresentados nos projetos de Pesquisa e Extensão.

A ação, organizada pela Pró-reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da ULBRA, teve a participação de praticamente todos os cursos universitários de todas as Áreas do Conhecimento.

(com infomações da ACS Ulbra)

No video, uma ideia do evento em 40s

video
.

sexta-feira, setembro 24, 2010

Sábado de manhã

A ULBRA convida a toda a comunidade para participar do Dia Nacional da Responsabilidade Social, que será realizado no próximo dia 25 de setembro no estacionamento do campus da Universidade (E1), entre o Hospital Universitário e o prédio da Odontologia. O evento começará 9 horas e tem a previsão de término marcada para as 13 horas. Não será cobrado nenhum tipo de ingresso para os participantes.(Fonte: ACS/Ulbra)

Saiba mais



The Grande Design

Stephen Hawking’s newly released book, “The Grande Design”, led him the other day to the top of the Twitter’s trending topics. The reason is because in this writing he declares God not necessary in the origin of the Universe. According to the British scientist spontaneous creation explains why there is something in the place of nothing. Laws such as gravity force help to make it clearer. Hawking says, “You can call it God, but it wouldn't be a personal God that you could meet and ask questions.”

On Hawking’s current thought there’s no Creator:

It is always good to remember that this is an unsubstantiated hypothesis. It’s different from saying “grass is green” or “whales are mammals”. Even though I’m miles away from his knowledge, it seems that it takes a good deal of faith to believe that gravity and other laws can explain the spontaneous generation from nothing to everything.

But that’s science. Research, explanation, change. Research again, explanation again - more change. Hawking himself is proof of how today’s scientific discover becomes tomorrow’s old news. Once in 1988 he said, “if man discovered a complete theory of the creation of the universe then we should know the mind of God”. During the ‘80s Hawking acknowledged God was part of the plan. 22 years later, he discarded the Creator.

The fact is that in this context – reason – it does make sense. We can never bring God to the scene with the efforts of our reason. We don’t have conditions to do so. This comes only through faith, which is a gift that allows us to be sure of things we cannot see, as the Bible states. When it goes though our hearts then God comes to scene as the Creator, Renewer, Redeemer and Keeper of gravity and all other laws He established. He may, if needed, even be the Changer of it. This is not a theory, but the proclamation of the Savior who came to save us out of nothing to a life full of everything we need.

So according to Stephen Hawking’s current unsubstantiated hypothesis, God is not part of the design.
But according to the Creator - in his work of Love substantiated in Christ - The Grand Design includes all of us. Hawking, you, me.

Every one.





Text revision:
Rev. Paul Lantz
Detroit, MI

Ser positivo

Paulo relatava como havia sido sua consulta.
-O médico disse que meus olhos estão perfeitos. Meu pulmão funciona corretamente, meus rins estão trabalhando normalmente e meu coração, melhor impossível. Ah, e sobre minha pressão sanguínea e meu colesterol, nada a pontuar.
- Mas Paulo – perguntou o amigo - você não foi ao médico porque estava sentido dores nas costas?
- Exato.
- E ele só te falou sobre o que está bem? Não te disse nada o que está mal, e o que fazer para curar?
- Até quis falar, mas eu disse que não queria saber. Gosto só de coisas positivas.

Às vezes parece que a humanidade se encaixa neste exemplo. Não quer ouvir a verdade, aquilo que realmente precisa mudar. Não se pode falar em pecado, em culpa, falta de responsabilidade, depressão.... Morte. E qualquer outra coisa que mostre a verdade: temos a imperfeição dentro de nós.. “Vira essa boca pra lá”. “Não seja negativo”. “Fale coisas positivas”.

Vamos ao médico para ele dizer apenas tudo o que está bom? Ou queremos saber o que está errado, para corrigir? Quando alguém nega que algo em seu corpo está doente, sabemos como pode acabar...

Jesus Cristo aponta o erro, sim. Conhecido pelo nome de pecado. Mas ao contrário de muitos em nossos dias, que se contentam apenas descobrir o pecado para malhar o pecador, Ele acolhe. Perdoa. Reanima. O que vai se refletir em uma nova vida, onde tratamento e profilaxia andam juntos. Para não descuidarmos nunca desta saúde que é a mais importante – porque mantém a vida para sempre.

Aliás, isto é que é ser altamente positivo: apontar o erro e oferecer solução. Se achamos que ‘ser positivo” é somente apontar o que está bem, seguidamente vamos nos pegar tentando curar cardiopatia com água, repouso e mel.

Sorteio promoção 4 anos - Toque de Vida por email

Setembro é o mês de aniversário do Toque de Vida por email. Desde o dia 21.09.2006, mais de 690 mensagens foram produzidas e enviadas para o país e exterior. Sempre com a idéia de levar uma pequena reflexão para a semana dos leitores cadastrados que, no inicio eram 30, e hoje somam 860.


Para marcar a data, mais uma promoção exclusiva para o TdV por email aconteceu esta semana. Foram sorteados:
_2 CDs do novo lançamento do Grupo Címballuz, “Todo tempo e tudo mais”
_2 Cds do Vocal Carpem Diem, “Nas Estrelas”.
e 4 livros do Toque de Vida

Abaixo, você confere o video do sorteio e os nomes dos 8 ganhadores.



video

Festival de Coros Infantis

Sexta-feira, 24.09, a Capela do campus de Canoas recebe cantores da Rede de Escolas da Ulbra para mais uma edição do Festival de Coros Infantis. Participam 8 coros: Coral Ulbra Concórdia (Candelária), Coro Infantil São Lucas, Coro Infantil Martinho Lutero, Coro Infantil Paz, Coro Infantil São Marcos, Coro Infantil Cristo Redentor, Coro Infantil São Mateus e  Coro Infantil São João.


O evento inicia às 19h30 e a entrada é franca. A Ulbra TV vai gravar o Festival, que será apresentado 10.10, às 8h da manhã, no Toque de Vida de domingo, em homenagem ao Dia da criança.

Responsabilidade Social

A ULBRA convida a toda a comunidade para participar do Dia Nacional da Responsabilidade Social, que será realizado no próximo dia 25 de setembro no estacionamento do campus da Universidade (E1), entre o Hospital Universitário e o prédio da Odontologia. O evento começará 9 horas e tem a previsão de término marcada para as 13 horas. Não será cobrado nenhum tipo de ingresso para os participantes.(Fonte: ACS/Ulbra)

Saiba mais



quinta-feira, setembro 23, 2010

Confiança

por Élvio Erdmann


Durante os dias do último recesso escolar, tive a oportunidade de descansar um pouco, curtir mais tempo com minha família, especialmente meu filho pequeno. Aproveitei também para assistir à TV, especialmente bons filmes. Entre um intervalo e outro, naquela troca de canais, encontrei o programa do Padre Fábio de Melo. Então, o padre contar um episódio que acontecera com ele, que compartilho com os leitores.

Contou que, em certa ocasião, estava conversando com uma mãe sobre os desafios de conciliar o papel de mãe com o trabalho, os afazeres domésticos, a correria do dia a dia. Quando ela então falou: - Padre, eu procurei nunca mentir para o meu filho. Quando ao sair de casa pela manhã dizia a ele que hoje não poderia almoçar com ele, mesmo que tivesse surgido a possibilidade, não ia almoçar com ele. Mas quando prometia levá-lo à escola e depois também buscá-lo, lá estava eu, como havia prometido. Por isso meu filho confia em mim e sabe que não vou deixar de cumprir o que prometi.

“Meu filho confia em mim”. Confiança que foi construída com base na verdade. Sem mentiras. Sem falsas promessas. Sem falsas expectativas. Sem tentar suprir a ausência com bens materiais. Mesmo ausente em muitos momentos, a mãe transmitia ao filho a segurança necessária, a certeza de que mesmo longe ela estava por perto e que, no momento certo ela estaria lá, sem deixá-lo na mão.

Não somos nem seremos perfeitos. Mas construir nossa vida e nossos relacionamentos sobre aquele que é a Verdade, Jesus Cristo, é investimento certo e seguro, que não irá falhar.


Rev. Élvio E. Erdmann
Capelão da Escola Ulbra São Lucas
Sapucaia do Sul, RS

Responsabilidade Social

A ULBRA convida a toda a comunidade para participar do Dia Nacional da Responsabilidade Social, que será realizado no próximo dia 25 de setembro no estacionamento do campus da Universidade (E1), entre o Hospital Universitário e o prédio da Odontologia. O evento começará 9 horas e tem a previsão de término marcada para as 13 horas. Não será cobrado nenhum tipo de ingresso para os participantes.(Fonte: ACS/Ulbra)

Saiba mais



quarta-feira, setembro 22, 2010

Festival de Coros Infantis na Ulbra Canoas

Sexta-feira, 24.09, a Capela do campus de Canoas recebe cantores da Rede de Escolas da Ulbra para mais uma edição do Festival de Coros Infantis. Participam 8 coros: Coral Ulbra Concórdia (Candelária), Coro Infantil São Lucas, Coro Infantil Martinho Lutero, Coro Infantil Paz, Coro Infantil São Marcos, Coro Infantil Cristo Redentor, Coro Infantil São Mateus e  Coro Infantil São João.


O evento inicia às 19h30 e a entrada é franca. A Ulbra TV vai gravar o Festival, que será apresentado 10.10, às 8h da manhã, no Toque de Vida de domingo, em homenagem ao Dia da criança.

No momento de saída

Sugestão da leitora Camila Machado.



Profissionalismo no momento de saída é fundamental
Fonte:  RH.com.br  - Taís Andrade Targa

Pode-se dizer que estamos em um momento histórico no qual vínculos são rompidos de forma instantânea, principalmente, quando se trata do vínculo empregatício. Mudar de empresa (seja por vontade própria ou não) é hoje visto como algo absolutamente normal e até certo ponto denota flexibilidade e capacidade de encarar novos desafios. No entanto, alguns profissionais mostram-se pouco preparados para situações de rompimento e acabam trocando os "pés pelas mãos" neste momento tão delicado de suas vidas profissionais. Desligar-se da empresa com classe e elegância é básico nos dias de hoje e alguns descuidos e descasos nesta ocasião podem denegrir a imagem que se levou muito tempo para ser construída.


Mesmo quando se pede demissão de uma empresa e se tem que cumprir o tal do aviso prévio é imprescindível mais uns dias de muita disciplina para não deixar a "peteca cair" e mostrar o seu profissionalismo. Neste momento a tendência do funcionário que está se desligando é diminuir o nível de energia e o comprometimento geral. É nesta hora que o profissional em fase de desligamento acaba pecando por detalhes quase que insignificantes, mas que afetam por demais a sua imagem profissional seja entre os pares, superiores e ainda pelo profissional que irá substituí-lo. É muito desagradável deixar tarefas inacabadas, informações desorganizadas e pendências desnecessárias para o seu sucessor. Como provavelmente o contato com seu substituto não será muito extenso, esta é a imagem que ele irá ter de você, ou seja, de alguém descomprometido e displicente.

Já para quem é desligado o cuidado tem que ser ainda maior, pois geralmente esta informação vem de surpresa e o tempo para processar a notícia é mínimo, geralmente uma tarde de sexta-feira. Tal momento é propício para mostrar controle emocional, esconder as mágoas e ressentimentos e deixar para "discutir a relação" em outra ocasião. Não é adequado tentar reverter a demissão, já que para a empresa isto está formalizado e foi bem planejado. A hora é de sair com a "cabeça erguida" e agir com calma e elegância. Agarre-se a toda dignidade que lhe resta.

Para tornar o momento menos difícil, seguem algumas dicas (bem básicas) para quem por algum motivo está se desligando de qualquer organização:

Enviar um e-mail de preferência com um tom de agradecimento aos colegas de trabalho. Se tiver tempo, pode ser um e-mail para os pares, outro para os subordinados e um especial para o superior. Neste e-mail é de bom tom deixar disponível e-mail particular e telefone móvel. É uma boa forma de manter o contato e quem sabe ser lembrado para uma indicação.

Nunca entrar em detalhes sobre o motivo da demissão e muito menos "desabafar". Não é hora também de enviar Currículo e pedir indicação de emprego. Deixe isto para outra oportunidade e se for mandar o Currículo o faça com e-mail individual, ou seja, apenas com um destinatário.

Se puder desocupe a sua sala e leve os pertences mais significativos. Peça para um colega encaixotar o resto e busque ou mande alguém buscar em outro momento. O ritual de arrumar as malas em fim de relação é desgastante para todos e pode eliciar respostas emocionais desagradáveis.

Não é hora também de salvar todos os arquivos eletrônicos, existem inclusive muitas empresas que bloqueiam o acesso dos demitidos no momento subseqüente à demissão. Portanto, mantenha sempre um back-up eletrônico das informações mais importantes, pois nunca se sabe o dia de amanhã.

Sair com classe, elegância e profissionalismo é o que se espera de qualquer profissional e isto pode ser inclusive um ponto favorável para a sua imagem no futuro, pois como muito bem pontuou Saramago, "Das habilidades que o mundo sabe essa ainda é a que faz melhor: dar voltas".
Quem faz as pazes com o que ficou pra trás está mais pronto para seguir em frente.

domingo, setembro 19, 2010

Culto gauchesco

O culto cristão na linguagem e tradições do Movimento Tradicionalista Gaúcho.


Domingo, 19.09, 8h da manhã

Segunda, 20.09, 21h20


na Ulbra TV.


Lista de retransmissoras
Pela internet

sábado, setembro 18, 2010

Passeio pelo Rio Amazonas

Oportunidade de conhecer um pouco do norte do Brasil. A reportagem é de Aline Koller.

Parte 1


parte 2

Culto gauchesco

O culto cristão na linguagem e tradições do Movimento Tradicionalista Gaúcho.


Domingo, 19.09, 8h da manhã

Segunda, 20.09, 21h20


na Ulbra TV.


Lista de retransmissoras
Pela internet

sexta-feira, setembro 17, 2010

para seguir em frente

O que têm em comum estas situações?

_Corredor que perde o tênis no meio do caminho
_Motoqueiro que deixa cair um capacete na estrada
_Alguém que esquece a chave do carro.
_Alguém que não apaga a mágoa de um mal sofrido
_Uma pessoa que não se livra da culpa por algo de errado que fez.

Em todos os casos, o que ficou para trás vai prejudicar o seguir em frente.

Sempre que alguma coisa nos prende demais ao passado, compromete nosso futuro. Sempre que insistimos em olhar muito para trás, já não temos mais condições adequadas de seguir em frente. É assim. O retrovisor, que tanto ajuda um motorista, pode atrapalhar, se vier a ser o foco principal da atenção

No caso do capacete, do tênis ou do retrovisor, o problema até que se resolve rápido. Mas nossa culpa, medo, ansiedade e dor precisam de algo mais. E aí, entra Jesus Cristo. Ele no deu a cura que tira nossos olhos de um passado dolorido e aponta nosso olhar para um futuro promissor. Não precisamos mais focar tanto no que para trás fica, a não ser para lembrar do que se aprendeu, mas agora sem dor. É seguindo em fé, em frente, que está o que nos espera. Andando adiante é que encontramos o sentido para sorrir.

Pois é quando resolvemos o que ficou pra trás que estamos mais prontos para seguir em frente.
“Um milagre é quando Deus faz algo que, se Ele não fizesse, não aconteceria.”



(C.S. Lewis)

quinta-feira, setembro 16, 2010

Depois desta vida

Se alguém já teve a paciência para assistir ao horário eleitoral “gratuito” – ou ouvir, - vai acabar chegando a uma conclusão inevitável: alguém está mentindo.

Não é possível que dois ou mais candidatos/partidos falem tantas coisas diferentes sobre o mesmo assunto e todos estejam certos. Sei do imperativo filosófico moderno, “a verdade é relativa”. Mas quando, diante de uma pedra, alguém diz que é peixe e outro, que é arvore, alguém não está certo. Não nos cabe aqui julgar quem está faltando com a verdade. Mas não há como escapar da lógica simples.

O mesmo vale para as questões espirituais. Quando muitos dizem coisas diferentes, alguém não está conseguindo manter-se no caminho correto. Vida após a morte, por exemplo. Não é possível que 5 explicações diferentes descrevam a mesma realidade.

No livro bíblico de 1º João, os cristãos têm o seu critério de verdade. Depois de falar do amor, “Deus é amor, e aquele que permanece no amor, permanece em Deus, e Deus nele”, João afirma: “Todo aquele que nega o Filho, esse não tem o Pai”. O Filho aqui, refere-se a Jesus Cristo. E não apenas como um mestre, um ‘guru’, um guia espiritual. É um Jesus Cristo de carne e osso, ser humano, que viveu e morreu em nosso lugar. E tornou a viver. Aí está o fundamento e a linha norteadora de toda vida de fé.

Esta linha fala muito não apenas sobre esta nossa vida, mas também sobre o que vem depois. Jesus Cristo nos preparou um lugar, uma morada. O nosso Lar. Onde, depois desta vida, que é única e precisa ser bem vivida sob o amor do Pai, vamos estar em eterna alegria, para sempre.

E isto não é promessa política. É a verdade que liberta.


(texto a partir de uma Idea do Prof. Gerson Linden)

Hospitais - nota à imprensa

NOTA A IMPRENSA


Ao longo dos próximos 60 (sessenta) dias, a contar desta quinta-feira (16/09/2010), a Comunidade Evangélica Luterana São Paulo (CELSP), na intenção de voltar a operar os hospitais Independência e Luterano, vai alinhar-se ao esforço das entidades representativas na busca de recursos necessários para a recuperação e reabastecimento dos mesmos, com vistas a retomada da operação.

Fica deliberado o esforço da CELSP da seguinte forma:

1) Aceitar a proposta do Juiz Federal Guilherme Pinho Machado para que a CELSP mantenha o pagamento da folha salarial dos hospitais HI e HL pelos próximos 60 (sessenta) dias.

2) Neste tempo, a CELSP, em conjunto com os órgãos competentes, irá buscar recursos públicos necessários para o funcionamento dos hospitais, de modo que a retomada das operações não comprometa a reestruturação da Instituição.

Canoas, 16 de setembro de 2010

Assembléia de Gestão da Celsp


Jonas Dietrich
Diretor Jurídico

Augusto Ernesto Timm Neto
Presidente

Você está satisfeito com o seu trabalho?

"Quando você vai ficar doente, o seu corpo sinaliza. Você tem febre, ou dores de cabeça, ou ainda um leve mal estar. No emprego é a mesma coisa. Quando você está insatisfeito, começa a dar sinais. Logo vem a saturação ou a frustração profissional. O grande problema é que muitas vezes esses sinais não são percebidos: são inconscientes ou não se pensa neles como sintomas."


Texto interessante e importante para a vida profissional, trazido pelo site Noticenter. Abaixo, você confere alguns trechos. E aqui, a matéria na íntegra.

Sugestão da leitora Dãmaris Feld.


Especialista mostra sintomas de que a hora de mudar pode estar chegando


Por Marina Melz
marina@noticenter.com.br


A consultora da SBA Associados e especialista em carreira, Giovana Tensini de Aguiar, comenta que o motivo de não enxergar estes motivos é, muitas vezes, a zona de conforto gerada por um salário bom. “É importante fazer essa constante autoanálise do comportamento profissional. Às vezes, um ou dois sintomas podem indicar que algumas coisas suas ou da empresa precisam mudar. Mas, quando são muitos fatores, é preciso ligar um sinal de alerta”, explica ela. Giovana também ressalta que alguns desses aspectos são naturais. “Todo mundo tem dias ruins. O problema é quando, na soma, restam mais ruins do que bons”, complementa.


FATOR RELÓGIO
Preguiça todo mundo tem. Cansaço também. O problema é quando os cinco minutinhos a mais ou a desculpa esfarrapada para faltar ao trabalho são constantes. A especialista diz que este é um dos sinais mais fáceis de perceber. “Quando você acorda pensando qual é a desculpa que vai dar hoje para o atraso, é um primeiro sinal”, diz Giovana.Outro sintoma: as tardes intermináveis. “Claro, todo mundo tem dias em que o tempo parece não passar. Mas quando você aguarda ansiosamente para chegar 18 horas para poder sair do escritório, há algo de errado”, sinaliza a especialista.


(...)

FATOR FEEDBACK
O grande objetivo do feedback, seja ele formal ou informal, é agregar benefícios a carreira do profissional. Dentro desta ferramenta há alguns fatores que podem caracterizar a desmotivação. “O primeiro é quando não se corre mais atrás do feedback. Quem não quer mais saber como a empresa o vê e no que precisa melhorar para fortalecer seu cargo na companhia não se interessa mais em ajudá-la a crescer”, explica Giovanna.

(...)FATOR SIMPATIA
Na mesa ao lado da sua está um grande amigo seu. Vocês convivem fora do expediente e têm uma excelente relação também dentro da empresa. Mas e os outros da sua equipe? “A falta de interesse pela equipe é também um fator que pode demonstrar o cansaço de um profissional”, diz Giovana, que brinca: “não é fofocar. É interagir, se interessar”.

quarta-feira, setembro 15, 2010

Brasileiros

Circula por email um texto que, resumidamente, diz:

"Reclamando dos politicos....? E você age como?...
Brasileiro reclama de quê?
O Brasileiro:
- Saqueia cargas de veículos acidentados nas estradas 

- Estaciona nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.
- Fala no celular enquanto dirige.
- Pára em filas duplas, triplas em frente às escolas.
- Viola a lei do silêncio.
- Dirige após consumir bebida alcoólica.
- Fura filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas desculpas.
- Espalha mesas, churrasqueira nas calçadas.
- Estaciona em vagas exclusivas para deficientes.
- Compra produtos pirata com a plena consciência de que são piratas.
- Emplaca o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA.
- Leva das empresas onde trabalha, pequenos objetos como clipes, envelopes, canetas, lápis.... como se isso não fosse roubo.
E quer que os políticos sejam honestos...
Escandaliza-se com a farra das passagens aéreas...
Esses políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo, ou não?
Brasileiro reclama de quê, afinal?
Sugiro adotarmos uma mudança de comportamento, começando por nós mesmos, onde for necessário!
Vamos dar o bom exemplo!
Espalhe essa idéia!"

Uma das versões pode ser encontrada aqui.
 
Minha opinião sobre o tema:
 
O texto é até pertinente e fala dos problemas diários da vida dos cidadãos. Destaca, com correção, a necessidade de uma vida que seja moralmente correta o tanto quanto possivel. Mas faço 2 observações:


1) Este texto, que faz looping na internet há vários anos, aparentemente sempre vem para justificar e aliviar o lado de determinado governo que esteja no poder.

2) Exemplo prático: tento, há 4 anos, 'começar por mim" e parar no PARE do trânsito. Não adiantou nada, se eu continuar a fazer, vão passar por cima . Então, "a mudança começa por mim/minha casa" nem sempre tem os efeitos que, no papel, achamos que vai ter.

Por outro lado, quando o governo fez leis e campanhas de conscientização - como a do cinto de segurança, p.ex - , a prática pegou, na maioria dos casos.

Acredito, portanto, que para muitas coisas, o exemplo precisa vir de cima.

E há ainda uma terceira observação: muitos dos exemplos relacionados fazem mais parte da vida privada de cada um. Apesar de serem erros, não há comparação com o fato de que os politicos estão investidos de um cargo público e de confiança, dado pelos cidadãos, no qual têm o poder de alterar a vida de milhoes de pessoas. Roubar 'um clipe' da empresa é errado moralmente, mas suas consequências sao infimas perto de roubar 100 milhoes da saúde, superfaturamentos, desvios, sentenças compradas., uso da máquina pública, etc.. O mesmo vale para o legislativo e o judiciário.

Sem falar que, na maioria das vezes, o cidadão leva a multa ou vai preso. As figuras públicas...bem....
Na Igreja, sim, a abordagem é diferenciada; todo pecado é igual e precisa de arrependimento e perdão igualmente. Na pólis, há distinção prevista em lei para a gravidade de uma ação, manifesta inclusive na diferença de penas previstas para cada delito. Creio que nenhum de nós acharia justo sermos comparados a um politico que rouba, mata, corrompe, prejudica e alicia, para o prejuizo de milhoes, pelo fato de pararmos em fila dupla, espalharmos mesa e churrasqueiras nas calçadas ou furamos a fila num banco.

Não que eu não concorde com o fato de que precisamos ter valores e agirmos o mais corretamente possivel no nosso cotidiano. É uma obrigação moral de todo cidadão da pólis. Mas a mim parece que este tipo de texto pode vir somente a contribuir para deixar as coisas cada vez mais como estão. Porque o povo não muda, ou muda muito lentamente(falta educação de qualidade e eficaz - e também exemplo de cima) e os poderes da Republica são, então, desculpados para continuar a fazer o que quiserem.

terça-feira, setembro 14, 2010

Algumas pessoas sabem o preço de tudo, mas não sabem o valor de nada.


(adaptado de Oscar Wilde)

Festa e alegria

Faz tempo que não ficava tão nervoso, ansioso, agitado, emocionado. Ao mesmo tempo.


Sábado, 11.09, depois de participar de pelo menos umas 70 cerimônias como capelão desde que estou na Ulbra (2004), foi a formatura da Djenane, minha esposa. Agitação na preparação, para tudo dar certo. Nervosismo nos bastidores, ensaiando o devocional de abertura. Ansioso na mesa, aguardando o momento de entregar o diploma. Emoção em poder abraçar e beijar minha esposa num dos dias mais importantes de sua vida.

Podemos ir em dezenas de eventos, mas quando é com a gente, tudo muda. A formatura parece mais emocionante, mais grandiosa, menos demorada. Tudo acontece diferente. Porque não só nosso corpo e mente, mas nosso coração está completamente ali.

Uma verdade importante para toda a vida. Se seguimos nossos dias apenas de ‘corpo presente’ ou de ‘mente atuante’, até que conseguimos algumas coisas. Mas tudo fica diferente quando nosso coração está completamente ali. Porque, então, todo o nosso ser participa.

E para tudo ser não apenas diferente, mas completo, nosso coração precisa estar completamente Nele. Jesus Cristo não é apenas ensino para a mente ou saúde para o corpo. É fé para o coração. Para poder caminhar, pra poder insistir, pra saber onde ir, contamos sempre com Seu olhar, Porque quando há fé, há querer, há viver. Há formas de a gente lutar e sorrir. A presença Dele em nosso caminho nos dá a noção exata do que é viver uma vida estável, confiante, feliz.

Claro que com nervosismos, ansiedades, agitação e emoção. Tudo isto faz parte. Mas com a certeza - como aconteceu no sábado - de que tudo vai terminar em festa e alegria.

sábado, setembro 11, 2010

“A melhor maneira de modificar o gosto de uma pessoa não é falar mal do que ela gosta, mas ensiná-la como apreciar algo melhor”.




(C.S. Lewis)

sexta-feira, setembro 10, 2010

Solução

Nova canção da Banda Herdeiros, de Porto Alegre. Confira!


Seguir e liderar

Já estava para sair do posto de gasolina, indo pra casa, quando uma moça pediu orientação. Queria chegar na Ulbra. Percebendo que ela não conhecia nada de onde estava, e sabendo que o caminho não era tão simples, sugeri: “quem sabe tu me segues e eu te deixo bem perto da Universidade?” Ela aceitou.


Não sei se você já fez algo parecido, mas esta uma ação que nos faz sentir bem. Poder ajudar alguém que está perdido, conduzindo esta pessoa para o lugar em que ela deve ir. Perto da Ulbra, ela agradeceu e seguiu o caminho. Sem dúvida, bem mais tranqüila e confiante, por já saber aonde ia chegar.

Ficamos contentes em poder servir.
Mas isto também nos torna responsáveis ao liderar.

Nos próximos 10 minutos, aquela pessoa estava completamente dependente de mim. Poderia ter chegado à Ulbra ou ido parar em um bairro qualquer. Chegar rápido ou fazer uma grande volta. Talvez estivesse em risco caso eu não conhecesse bem o caminho. Poderia estar incapaz de ajudá-la se não estivesse em condições de dirigir.

Lamentavelmente, temos ao nosso redor aqueles que pregam intolerância e julgamento. Pessoas despreparadas almejando cargos de liderança e poder. Muitos ineptos conduzindo pessoas para o lado errado, levando-as a se perder. Então, somos lembrados de uma certeza: para poder liderar, é preciso saber a quem seguir.

Neste ponto, ao seguir a Deus, a sensação não é apenas boa; é completa. Com Ele, temos condições não de indicar uma rua, mas de mostrar o caminho que leva à vida...E, como seguidores Dele, nos tornamos também lideres, auxiliando muitos que estão precisando de orientação para poder caminhar. È assim que se pode seguir em frente, sem medo de se perder.

Porque o coração fica tranqüilo e confiante, já sabendo aonde vai chegar.




Feliz, mesmo se ondas vêm;/contente ainda que nada bem/como explicar?...


É fé, não há explicação./ É força,vida,gratidão/no Seu amar.

quinta-feira, setembro 09, 2010

nas veias

Semana passada fui novamente fazer o que, segundo os médicos, precisa ser hábito. Coletar sangue para exames de rotina. Jejum, acordar cedo, retirar senha. Agulha... Agora, é ir lá buscar o resultado e então levar para o médico analisar e prescrever o que for necessário.


Mas há duas coisas que um exame de sangue como este jamais conseguirá determinar em minhas hemáceas. Nem o melhor microscópio conseguiria demonstrar:

_que meu sangue é imperfeito. Ao contrário de qualquer idéia otimista de que o ser humano é bom mas a sociedade o corrompe, já estou corrompido. Sou imperfeito e não há nada que possa fazer em contrário.

_quer dizer, há sim. E está é a segunda coisa. Nenhum laboratório consegue enxergar a fé que corre pelas minhas veias, bombeadas pelo coração. Não por mérito, mas presente. E é ela que se constitui no antídoto para a imperfeição, que corre nas mesmas artérias. Jesus Cristo derramou o seu sangue para que o meu, o seu, o de todos, pudesse receber a transfusão que salva nossa vida.

Os exames periódicos precisam continuar, sem dúvida, pois o laboratório mostra aquilo de que não devemos descuidar. Mais ainda, o exame regular do coração. Para que ele jamais canse de seguir a prescrição Dele.

E continue a bombear por todo o nosso ser o conteúdo que nos faz mais viver.

segunda-feira, setembro 06, 2010

Deus se arrepende?

Reflexões enviadas a um amigo que nos repassou esta pergunta.


A Escritura nos apresenta Deus em antropomorfismos(formas humanas atribuídas a Deus) e antropopatismos(Sentimentos humanos atribuídos a Ele). Se assim não fosse, nosso conhecimento sobre Deus seria completamente nulo, pois sua essência e atributos estão tão acima de nossa compreensão que nada poderíamos saber. Assim, vemos a Bíblia falando da “mão, voz, olhos, emoções...” de Deus. Isto para ‘acomodar’ Deus dentro de uma linguagem que possamos entender. No entanto, ele permanece acima e maior do que tudo isto.
Martinho Lutero escreveu:
“A Escritura atribui a Deus a forma, voz, ações, emoções, etc.. de um ser humano. Isto serve para mostrar consideração com os de menos conhecimento e os fracos. Mas também os grandes e esclarecidos homens, que conhecem bastante das Escrituras precisam adotar estas imagens simples, pois Deus as apresentou e se revelou a nós por meio delas. (Lutero, Leituras em Gênesis, 2-46)


Ou seja, Deus, que está fora do tempo e do espaço e muito acima de qualquer limite humano, entra no tempo e espaço para se dar a conhecer ao ser humano e, por isso, utiliza de expressões, figuras e sentimentos humanos para isso.

É assim que aparece a figura de um Deus que ‘se arrepende’, isto é, muda de idéia. Para alguns aqui está presente a idéia de que Deus, na verdade não sabe exatamente tudo de tudo. Sobre o futuro, pode haver coisas que Deus não conhece exatamente como será, não sabia como terminariam quando começaram. Por isso, mudaria de idéia. Esta linha de pensamento é conhecida como “Teísmo Aberto”. No entanto, conforme demonstrado acima, esta é uma forma de mostrar algo de forma que entendamos. Isto deve permanecer sob o prisma do fato de que Deus permanece Onisciente em todas as situações




É opinião de muitos teólogos que a tradução destas passagens possa ser melhorada. O verbo Nacham, utilizado no original hebraico nestes dois versículos, e em outros também, não tem apenas o sentido de ‘arrepender-se’. Mas pode ser traduzido também como ‘ficar profundamente triste”, ‘lamentar”, “sofreu muito” . Importante destacar que, quando Deus ‘se arrepende’, ou ‘muda de ideia’, o verbo que aparece ali sempre é diferente do utilizado para falar do arrependimento humano,. Deus nunca erra. Por isso, não se arrepende no mesmo sentido que nós precisamos nos arrepender.


Assim, temos em Gn 6.6 esta expressão de antropomorfismo “Deus se arrependeu”. Na sequência, mais uma ‘humanização’.”Isto lhe pesou no coração”. Se eu admitir que “Deus se arrependeu” é o mesmo arrependimento do homem, teria que admitir também que ele tem um coração igual ao nosso, o que não é verdadeiro. Em ambos os casos, são expressões humanas para mostrar a reação de Deus diante da maldade humana e, ao mesmo tempo, mostra que Ele não é um Deus que não é distante. Ele se aproxima, se importa, quer ajudar. Pelo contexto, a tradução de nacham mostrada acima parece ficar melhor no contexto: “Deus ficou profundamente triste por ter criado o homem (Em 1Sm 15.11, 15.35 1 Crônicas 2.15 o verbo nacham aparece, e com o mesmo sentido e contexto).


Poderia permanecer a pergunta: “Mas será que Deus já não sabia que o homem seria mau?” Sabia, de fato, pois ele é Onisciente. È importante lembrar que Deus criou o homem perfeito, em intimo relacionamento com ele. Na queda em pecado, o homem, em seu livre arbítrio, escolheu romper o relacionamento e a partir daí, tudo só piorou. Deus sabia de tudo isso, no entanto, isto não o impede de sentir profunda tristeza pelo fato. Como um pai que, vendo um filho já crescido (que pode decidir por si) ir por um caminho errado, já sabe o que vai acontecer. E mesmo assim sente tristeza por isso.

Ainda, é importante acrescentar que Deus já havia prometido o Salvador (Genesis 3;.15) para a sua criatura mais preciosa, o ser humano. Por isso, ele não estava arrependido de ter criado, no sentido que achava que não devia ter feito ou que devia parar por ali. Este antropomorfismo, ‘Deus sentiu muito...isso lhe pesou no coração’ demonstra um Deus próximo, que fica triste por ver muitos homens seguirem o caminho da maldade. E que, reforçando, já anunciara o meio pelo qual redimiria esta humanidade.


O mesmo caso pode ser observar em Êxodo 32.14, quando Deus ‘se arrepende do mal que dissera que faria ao povo”. A melhor tradução de nacham, aqui, (que, no hebraico, está no Nifal), é “recolheu/ recuou”, o que confere com outros contextos onde o verbo aparece na mesma forma. (ex: Exodo 32:12; 2 Samuel 24:16 (1 Crônicas 21:15); Isaías 57:6; Jeremias 42:8, entre outras)

Em Números 23.19, o verbo nacham (utilizado aqui no hitpael), vem logo após “para que minta”. Dentro do paralelismo hebraico, (repetição da mesma idéia em duas frases em sequência), vemos que o ‘não arrepender-se”, está conectado com mentir e também com “ser humano”. Ou seja, Deus não fracassa moralmente, não erra, assim, não tem porque se arrepender –já nós seres humanos, sim.


Deus não é como o ser humano para se arrepender de algum mal que tenha feito, como diz Tiago, “Nele não há variação ou sombra de mudança “(Tiago 1.17)


Quando se trata do arrependimento humano, onde estão envolvido erro, queda moral e posterior necessidade de perdão, o hebraico utiliza o verbo shuv – este nunca é utilizado para Deus, somente para o homem.



Fonte de consulta:
Does God repent or change his mind?
(Walter Maier III)

sábado, setembro 04, 2010

"Livros digitais e de papel não coexistirão"

Jean Paul Jacob. Há 40 anos prevendo o futuro. Vale a leitura. http://ow.ly/2nJzN
(via www.twitter.com/fabioreynol)


Trecho:

EXAME - A palestra que você dará no Fórum Internacional do Livro Digital tem o nome "O futuro já não é mais o que era". O que quer dizer com isso?



Jacob - O futuro não é o que era porque antes olhávamos apenas para o mundo físico. O que eu vejo no futuro é uma invasão cada vez maior do mundo digital na realidade. Você viverá em um mundo físico que também terá elementos digitais e você nem se dará conta disso. Antes vivíamos em um mundo físico, nossos vizinhos eram as pessoas que moravam na casa ao lado. Hoje você se corresponde com vizinhos virtuais. Hoje, você vai ao cinema e vê um filme em que um ator parece ter corrido um grande risco para gravar a cena. Mas não foi uma pessoa que correu aquele risco, é uma imagem criada totalmente de maneira digital. É impossível detectar a diferença, e para você não interessa em que cenas é o ator real e quando é a cópia digital dele.
No dia a dia, as coisas, não as pessoas, vão perceber o que estão acontecendo no mundo. Haverá sensores em todo o mundo, sensores de temperatura, de poluição, de intensidade de trânsito, de pressão, de presença CO2 no ar. O futuro não é o que era antes. Agora o futuro depende de como esses mundos vão nos invadir.

sexta-feira, setembro 03, 2010

O Grande Projeto

Uma das afirmações do novo livro do físico inglês Stephen Hawking o colocou no topo dos Trending Topics(assuntos mais comentados) do Twitter de ontem para hoje. Em “The Grand Design” (O Grande Projeto), ele declara que Deus está descartado da origem do Universo. Segundo Hawking, a criação espontânea explica porque existe algo no lugar do nada. Por causa da lei da gravidade, o Universo cria a si mesmo do nada.


Para Hawking, em seu pensamento de hoje, não há um Criador.

É sempre bom lembrar: trata-se de uma hipótese não consubstanciada. É diferente do que dizer “a grama é verde” ou “as baleias são mamíferos”. De minha parte, mesmo não tendo um décimo do conhecimento deste cientista, me parece necessária uma boa dose de boa vontade para aceitar que a lei da gravidade explica a geração espontânea do nada para o tudo.

Mas isto é ciência. Pesquisa, explicação, mudança. Pesquisa de novo, explicação de novo. Mudança mais uma vez. O próprio Hawking é prova disso. Em 1988, já havia dito que, se pudéssemos encontrar uma teoria perfeita para o Universo, atingiríamos a mente de Deus. Para seu pensamento da época, Deus fazia parte dos planos. Hoje, 22 anos depois, está descartado.

Neste contexto, faz sentido. A nossa mente jamais conseguirá colocar Deus no cenário. Não temos nem alcance para isso. Tudo precisa passar pela fé, que um presente que nos permite ter certeza daquilo que não se vê, como diz a Bíblia. Quando passa pelo coração, Deus entre em cena como o Criador, renovador, mantenedor da lei da gravidade e de todas as outras mais que Ele estabeleceu. E também mudador delas, se assim Lhe aprouver. Como escreveu o colega capelão Elton Fischer: “Entendo que a questão de Hawking não é se Deus existe ou não, mas que importância Ele tem na sua vida. Enquanto Ele ficar restrito ao campo da razão e não tocar o seu coração, nada mudará. É nisso que cremos e é isso que vivemos.”

Para Hawking, em sua hipótese não consubstanciada de hoje, o Criador não faz parte do projeto.

Para o Criador, na sua obra de amor já consubstanciada, o Grande Projeto inclui todos. Hawking e cada um de nós.
As vezes perdemos tempo tentando convencer o outro de algo que não é necessário ele mudar.


quinta-feira, setembro 02, 2010

Nota Oficial da Reitoria da Ulbra

INFORME



A UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL – ULBRA vem a público para esclarecer à comunidade em geral notícia veiculada na mídia, sobre possível execução fiscal, como segue:



São de amplo conhecimento os fatos que motivaram a crise na Universidade;

A Justiça, cada vez mais, se aproxima na individualização da culpabilidade dos responsáveis pelos eventos sucedidos;

A Nova Gestão não mediu esforços e recursos no sentido de sanar as principais sequelas deixadas pela antiga gestão. Desta maneira, colocou os salários em dia, focou na educação, cumpriu 1/3 do tempo integral dos docentes, saneou os cursos em diligência administrativa, etc.;

A Nova Gestão aderiu ao Refis IV parcelando débitos fiscais que julgava incontroversos;

A Nova Gestão mantém diálogo transparente com a Advocacia Geral da União (AGU) e Procuradoria da Fazenda Nacional (PGFN) apresentando a ambas, em novembro de 2009 e março de 2010, respectivamente, o Plano de Reestruturação Fiscal e Plano de Reestruturação Administrativa e Financeira em cujos documentos estão averbadas propostas de equacionamento e quitação da atual dívida fiscal e comercial;

A Nova Gestão, em ato contínuo de transparência e probidade, dialoga diuturna e constantemente com a Justiça Federal, Ministério da Educação, Ministério Público Federal, Justiça Comum e do Trabalho, Procuradoria do Trabalho, entidades de classe, sindicatos, etc., no afã de apresentar os planos de trabalho e relatórios respectivos no sentido de prestar contas à sociedade e às instituições das ações concretas efetivadas para sanar as dificuldades herdadas do passado;

Para a quitação da prestação fiscal de competência da Nova Gestão há duas propostas protocoladas, desde o ano passado (dezembro de 2009), cuja resposta ainda pende a ser dada pelo Governo Federal;

Desde o ano passado, a Nova Gestão vem fazendo pagamentos parciais de tributos e nos dois últimos meses quitou integralmente todos os tributos devidos;

Reitera, a Nova Gestão, que está muito próximo o ponto de equilíbrio que, segundo a Consultoria KPMG, será alcançado em meados do ano que vem (2011);

Por último, está protocolado pedido judicial de compensação de valor a ser restituído pela SRF à ULBRA, como também verba pecuniária pertencente à CELSP, retido em conta judicial, ambas totalizando 33 milhões para pagamento de tributo corrente.


Reitoria da ULBRA

Idioma

Ontem, os cursos de Comunicação e Design na Ulbra de Canoas tiveram sua aula inaugural. O palestrante foi Thiago Falcão. O tema: "Jogos Sociais - padrões de interações e consumo".



No devocional de abertura, além da canção "A Vida assim", utilizamos uma versão do Salmo 23 com termos do ambiente da Internet (Confira no blog). A reação percebida do publico foi positiva, que até mesmo riu em alguns momentos, dada a identificação com o tema e o casamento web e Word. Algo parecido já tivemos aqui em cultos de formatura, por exemplo, onde utilizamos expressões próprias de algumas áreas para falar de Deus. As pessoas chegam até a rir, dada a identificação que acontece.

No entanto, como é próprio da democracia, existe quem não concorde. Como este(a) comentarista anônimo do blog do Toque de Vida. “Achei lamentável, pastor. Quando o senhor teria oportunidade de usar algo bom para atingir as pessoas, usa do nome de Deus em vão além de fazer Ele virar motivo de chacota. Perdeu a chance!”

A pergunta é compreensível, diante de uma novidade. A preocupação deste(a) leitor(a) é correta – o mau uso da Palavra. Por isso a importância do estudo dos originais bíblicos (uma das ênfases da Igreja Luterana, por exemplo), para chegar o mais próximo possível do sentido do texto. E aí então escolher as palavras que se vai utilizar. Como no caso desta versão do Salmo, em que cada expressão se aproxima ao máximo do sentido que o texto original quer expressar.

Mantendo o sentido, as expressões, verbos e frases podem mudar. Não existe uma língua, expressão ou idioma que possam ser definidos como o(s) único(s) no qual a mensagem bíblica deve anunciada sem ‘usar o nome de Deus em vão”. A própria tradução em milhares de idiomas mostra isso. Ou seja, o Salmo foi traduzido para uma língua compreendida por determinado grupo. Em outro contexto, provavelmente não vai fazer sentido. Fazemos o mesmo para falar com crianças, por exemplo, utilizando linguagem própria, bem diferente dos adultos. E sem perder o respeito e o sentido do Texto Sagrado.

Como o objetivo maior sempre é chegar a quantas pessoas se puder alcançar, os idiomas humanos mudam, variam. Devem se adequar.

Só a Palavra permanece para sempre.

#aBiblianotwitter - Salmo 23

Ontem, 01.09.2010,. os cursos de Comunicação e Design na Ulbra de Canoas tiveram sua aula inaugural. O palestrante foi  Thiago Falcão. O tema:  "Jogos Sociais - padrões de interações e consumo".
Confira alguns tweets sobre o conteudo do evento

No devocional de abertura, além da canção "A Vida assim", utilizamos esta versão do Salmo 23.


O Senhor é meu tutor, nada me faltará.

Ele me faz repousar em copy/pastes verdejantes.

Leva-me para junto de torrents de descanso.

Guia-me por http corretos, por amor de seu ID.

Ainda que eu navegue por um site obscuro como a morte,

não terei medo de nada, porque tu estás online 24/7.

O teu mouse e teu browser me dirigem.

Preparas-me um banquete na presença dos meus trollers.

Tu me recebes como guest de honra, o meu cálice flooda.

Bondade e misericórdia com certeza serão meus followers todos os dias da minha vida.

E farei minha home na Farmville d@oCriador

para todo sempre.

GPS do céu

por Marcos Schmidt

Uma pesquisa na Inglaterra confirma o que já sei por mim: os homens dirigem cerca de 440 km a mais por ano que as mulheres porque não pedem informações. A pesquisa foi realizada com mil motoristas, e mostrou que 74% das mulheres param a fim de pedir informações, enquanto que 37% dos homens não. Preciso admitir que sou um desses que não se dobra quando está perdido. A minha mulher fica braba comigo. Só depois de alguns litros de combustível em vão é que obedeço aos insistentes pedidos dela.

Por que a gente é assim, tão teimoso? Acho que é por isso que tem mais mulher na igreja do que homem. Igreja é lugar onde a gente estaciona e pede ajuda. Para fazer isto, é preciso reconhecer que se meteu em lugar desconhecido, e sozinho não vai encontrar o caminho certo. Este foi o problema do rei Davi. Só depois de gastar todo o tanque, confessou: “Ó Senhor, eu já não sou orgulhoso (...) Não vou mais atrás de coisas grandes e extraordinárias, que estão fora do meu alcance” (Salmo 131). A triste história deste motorista na Bíblia nos serve de lição (2 Samuel 11 e 12). Por isso também as suas palavras no Salmo 32 (8,9): “O Senhor Deus me disse: Eu lhe ensinarei o caminho por onde você deve ir; eu vou guiá-lo e orientá-lo. Não seja uma pessoa sem juízo como o cavalo ou a mula, que precisam ser guiados com cabresto e rédeas para que obedeçam”.

Jesus insistiu muito com os arrogantes fariseus para que estacionassem o carro e pedissem orientação. A palavra “fariseu” vem do hebraico e significa “santo”, alguém separado dos outros. Eles se achavam os tais. Um dia Jesus lhes disse: “Ai de vocês, mestres da Lei! Pois guardam a chave que abre a porta da casa da Sabedoria. E nem vocês mesmos entram, nem deixam os outros entrarem” (Lucas 11.52). Hoje Jesus diria: Vocês têm a chave do carro, mas nem vocês nem os caroneiros chegam ao destino certo.

Tomé era homem e cabeça-dura, mesmo assim humilhou-se e perguntou: Como podemos saber o caminho? Jesus respondeu prontamente: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém pode chegar até o Pai a não ser por mim” (João 14.6). E ele atendeu a sugestão!


Rev. Marcos Schmidt
Comunidade Luterana São Paulo, Novo Hamburgo, RS
marsch@terra.com.br
www.celspnh.blogspot.com

quarta-feira, setembro 01, 2010

Social Media Day Porto Alegre

Participei com a turma de webjornalismo da Ulbra(professora Maria Clara Aquino) do Social Media Day, ontem, 31.08, em Porto Alegre.

A convidada foi Rosana Hermann, Mestre em Física Nuclear, twitteira atômica e blogueira profissional, como ela mesmo se define no Twitter. A palestra foi sobre o Twitter. Conteudo muito bom e oportunidade para interação.

No final, ainda tive a oportunidade de tirar uma foto com a Rosana. Bem legal!


Mais sobre o Social Media Day Poa


Pequeno trecho da palestra:
video
“Na escola, ensinam uma lição e então aplicam um teste. Na vida, você recebe um teste que vai lhe ensinar uma lição.”

(Tom Bodett)