sexta-feira, dezembro 31, 2010

Quando começa

Quando começa um novo ano
O ser humano gosta de sonhar.
Gosta de pensar que vai conseguir fazer agora
aquilo que ainda não conseguiu realizar.
Gosta de pensar, quase que magicamente,
que a partir do outro dia, tudo vai mudar.

Quando começa um novo ano
Se não me engano, todos gostam de festejar.
Deixar para trás o que já não tem serventia
olhar pra frente, procurar enfrentar
o ano novo, que começa com promessas
pródigas em esperança, prontas para se realizar.

Mas é quando começa o novo ano
que, lentamente, todos começam a perceber
aquilo que já sabiam há um ano
mas que quase 12 meses fizeram esquecer:
o novo ano oferece os mesmos dias
que o velho, anteriormente, já veio oferecer.

É quando começa o novo ano, agora,
É quando as horas começam a avançar,
que vem à memória a certeza esquecida
de que nada, por si só, vai mudar.
De que não adianta somente a euforia .
No fim, é quase querer se enganar.

Quando começa o novo ano, já sabemos
Embora tentemos tantas vezes esquecer
Que a partir dos dias de janeiro
Decisões é que precisam acontecer.
Agindo na estrada que está adiante
É que há chance de algo poder acontecer.

É por isso que quem começa o novo ano
Já sabendo com Quem vai estar
começa o novo mês, a nova vida
com a mesma certeza em que viu o ano acabar.
Com a mesma fé que sustenta, dirige e guia,
a mesma convicção que faz continuar a andar.

O ano vai terminar também, nós já sabemos
E tendemos a querer esquecer, fugir.
Mas vale lembrar o que já sabemos
E que, em 12 meses, vai se confirmar.
Começar o novo ano com Jesus Cristo
É o jeito de, ao longo da estrada, poder sorrir.

Quando se começa o novo ano
com esta Verdade presa ao coração;
com a mente presa ao que é certo
Não há dúvida que este é um ótimo começar.
Prosseguir, confiar, viver a graça,
firmes, felizes. Até o ano terminar.


terça-feira, dezembro 28, 2010

Quando começa

Quando começa um novo ano
O ser humano gosta de sonhar.
Gosta de pensar que vai conseguir fazer agora
aquilo que ainda não conseguiu realizar.
Gosta de pensar, quase que magicamente,
que a partir do outro dia, tudo vai mudar.

Quando começa um novo ano
Se não me engano, todos gostam de festejar.
Deixar para trás o que já não tem serventia
olhar pra frente, procurar enfrentar
o ano novo, que começa com promessas
pródigas em esperança, prontas para se realizar.

Mas é quando começa o novo ano
que, lentamente, todos começam a perceber
aquilo que já sabiam há um ano
mas que quase 12 meses fizeram esquecer:
o novo ano oferece os mesmos dias
que o velho, anteriormente, já veio oferecer.

É quando começa o novo ano, agora,
É quando as horas começam a avançar,
que vem à memória a certeza esquecida
de que nada, por si só, vai mudar.
De que não adianta somente a euforia .
No fim, é quase querer se enganar.

Quando começa o novo ano, já sabemos
Embora tentemos tantas vezes esquecer
Que a partir dos dias de janeiro
Decisões é que precisam acontecer.
Agindo na estrada que está adiante
É que há chance de algo poder acontecer.

É por isso que quem começa o novo ano
Já sabendo com Quem vai estar
começa o novo mês, a nova vida
com a mesma certeza em que viu o ano acabar.
Com a mesma fé que sustenta, dirige e guia,
a mesma convicção que faz continuar a andar.

O ano vai terminar também, nós já sabemos
E tendemos a querer esquecer, fugir.
Mas vale lembrar o que já sabemos
E que, em 12 meses, vai se confirmar.
Começar o novo ano com Jesus Cristo
É o jeito de, ao longo da estrada, poder sorrir.

Quando se começa o novo ano
com esta Verdade presa ao coração;
com a mente presa ao que é certo
Não há dúvida que este é um ótimo começar.
Prosseguir, confiar, viver a graça,
firmes, felizes. Até o ano terminar.


“Encontrar um erro é fácil. Fazer melhor pode ser mais difícil.”




Plutarco

segunda-feira, dezembro 27, 2010

Festa

A cada ano, nesta época, temos renovados não só os votos de Feliz Natal, paz , amor e harmonia, etc.... O pacote sempre contém também os já tradicionais ataques à data. Desde ao “consumismo desenfreado, ‘busca frenética por presentes”, gastos e compras, expectativas, até às comidas tradicionais e ao convívio em família. A crítica está ficando séria, a ponto de alguns considerarem um Natal um período depressivo. Já o Ano Novo, este sim seria o momento da euforia.

Tudo bem, concordo que às vezes há um certo exagero no Natal. Mas por que a crítica não acontece ao Ano Novo?

Ou na virada do ano também não há busca desenfreada por consumo, gastos, roupas, comidas, objetos? Pensando bem, porque é menos ‘consumista’, porque é mais digno gastar dinheiro com fogos do que com presentes de Natal? Pode ser considerado mais aceitável correr para preparar a festa que, não raramente, se passa rodeado de estranhos do que o agito para celebrar uma ceia com as pessoas mais próximas? É menos consumismo pagar viagem, hotel, comida, bebida, roupas de determinada cor, oferendas... do que preparar uma celebração natalina de fé, família e amor?

Para mim, emergem algumas pistas para entender esta diferenciação.
Primeiro, o Natal é a celebração de que alguém fez algo por mim – Jesus. O Ano Novo, via de regra, sou eu fazendo o que quero a respeito do ano que vem. Qual delas o orgulho humano aceita melhor?
Outra, Natal é tempo de olhar para dentro, para trás, encontrar coisas boas e outras nem tanto, e quem sabe ter de enfrentá-las para superar. No Ano Novo, o barulho dos fogos e o gosto da champanhe são um convite à euforia da consciência e ao otimismo superficial, trazendo a ideia de que de primeiro de janeiro em diante tudo será diferente.
Quem sabe também pelo fato de que a fé do natal é bem definida – Jesus Cristo. Já as crenças do ano novo são quase tão variadas quanto as pessoas que delas participam. Assim, parece mais atrativo uma festa onde eu defino o cardápio do que celebrar algo que já nos foi entregue assim, e que não muda – ainda que se renove a cada ano.

Cada um tem o direito de gostar da festa que mais lhe apraz, disto não há dúvida. O que também não pode deixar dúvida nenhuma é que o Natal, em seu sentido real, é festa que merece ser festejada. Abraçada, vivida, compartilhada, com o melhor que estiver ao nosso alcance, sem culpa. Gastamos dinheiro com tanta futilidade. Porque não investir em algo que realmente vale a pena?

Depressão, esta não-convidada até pode aparecer no período natalino, sim; como também em qualquer dia do ano novo.

Fundamental é lembrar e crer que Jesus Cristo apareceu naquele primeiro Natal para nos dar a certeza diária: viver com Ele é sempre ter muito para festejar.

Prêmio Betinho 2010

Matéria do Ulbra Notícias, da Ulbra TV., sobre o trabalho social do Rev. Irmo Wagner em Guaíba, RS.

sexta-feira, dezembro 24, 2010

Toque de Vida: natal

Especial de Natal Ulbra TV

Para marcar sua celebração em família, a Ulbra TV traz para você o Especial Natal 2010, dividido em dois momentos:

Na primeira parte, ‘Um toque de Natal’. Seu Donato leva uma vida difícil, tentando para se recuperar. Longe da família, cético e amargurado, apenas luta para sobreviver. Desta vez, entretanto, o Natal lhe trará uma surpresa.



Na segunda parte, “Concerto de Natal”, Gravado na Comunidade Luterana Concórdia de Porto Alegre, traz a história e as obras clássicas do período Natalino, Orquestra Sacra e Coro Sacro da Ulbra e solistas, Coros Adulto e infantil das Comunidades Concórdia (Poa) e São Paulo (Canoas).



Sexta-feira, 24/12, às 20:30.
Se você perder (ou quiser rever), aproveite mais estes dois horários:
Sábado (25/12) às 14:00.
Domingo (26/12) às 14:00.


Arte e música trazendo fé, reflexão e alegria para a Noite de Natal!
Acompanhe!


Ulbra TV – Canal 48 UHF e 21 da NET Porto Alegre.
Clique e veja a lista de retransmissoras.


Para assistir via internet, acesse:
http://www.ulbratv.com.br/streaming.php

quinta-feira, dezembro 23, 2010

Natal no HU

Uma mensagem para quem, por um motivo ou outro, vai precisar estar no Hospital.
sAxtividade de Natal deste ano no Hospital Universitário da Ulbra.

quarta-feira, dezembro 22, 2010

Natal - Toque de Vida

N tal?

Você, sem dúvida, notou que está faltando no título a letra ‘a’, na palavra Natal.  “Ah, mas é só uma letra, não muda nada...”.
Bem, talvez porque estamos em época natalina, e você esteja esperando algo do tipo, conseguiu entendê-la. Mas uma letra pode mudar todo o sentido.

Se tirarmos, por exemplo, o T, temos Na al; Em turco, “Familiarize-se com”
Se tirarmos o segundo A, Nat l, temos, em híndi, “L avançada”
Já se tirarmos o L, temos uma palavra em bom português: Nata.
E a versão do titulo, sem o primeiro A, quer dizer ‘úmero’, em sueco

Mudou um bocado.

Isso não acontece só com a palavra. Acontece com o sentido, com a essência e razão de ser da data. Tire um nome do seu meio – Jesus - e o que acontece com o significado?
Natal – festa de luz.
Natal – Boas festas.
Natal – Uma noite de presentes, bebida, comida, abraço, dia seguinte ressaca, tudo volta como era antes.
Natal – pregação contra o consumismo da data.
Natal – Na....da!

Não adianta. Tirando o nome central da festa, ela fica sem sentido. Pode acontecer todo o resto, mas é preciso mudar o nome. Que seja, então, ‘Boas Festas’, ‘celebração’, ‘Noite da familia’,  ou “oportunidade de mais vendas”.

Quando vemos o menino da manjedoura no centro da data, então tudo faz sentido. Até mesmo a luz, a comida, a festa, a celebração. Porque parte de cima a fé para reconhecer o amor e o perdão, parte de dentro o motivo para celebrar a paz e a vida, parte para os lados a vontade de se encontrar. Parte de todos a vontade de não celebrar em parte, mas o todo do Natal. Completo, essencial. A festa da fé.

Fim de ano, fazemos N coisas e tal. Mas não podemos nos contentar com Ntal, nem nada incompleto. A Festa verdadeira, de fato, só se tiver cinco letras: J e s u s.

sAxtividade de Natal no HU

Uma mensagem para quem, por um motivo ou outro, vai precisar passar o Natal em um Hospital.
sAxtividade de Natal deste ano no Hospital Universitário da Ulbra.

sexta-feira, dezembro 17, 2010

Renúncia

Você gosta muito de uma função, mas vendo a necessidade pelo bem maior, evita exercê-la. Você consegue vislumbrar uma melhor alternativa, mas não age fora de critérios, mesmo que seja visto como omisso. Você ama o que faz, mas aceita restrições por entender que no momento é a melhor postura a tomar. Você gosta demais daquilo que faz, mas cede quando o ambiente de insegurança se instala para não deixar de ser quem é.
A grandeza de uma pessoa está também naquilo a que ela é capaz de renunciar.

Não é todo mundo que está disposto a isso. Não é qualquer um que consegue se sujeitar. Porque o orgulho humano às vezes fala tão alto que o que é mais importante ninguém mais consegue escutar.

Deste ponto de vista, confirma-se que Jesus Cristo é de fato, alguém sem igual. Renunciou à glória celeste para assumir a condição humana. Renunciou a tantas coisas que, mesmo inocente, acabou sendo morto. Tudo porque queria ceder para poder salvar. Renunciou para poder mostrar amor. Despiu-se de poder para exercer o poder de servir.

Nele podemos lançar nosso orgulho, vaidade e insegurança, pedindo em troca humildade e capacidade de enxergar. Ter a coragem de fazer renúncias quando necessário, sem nunca renunciar à fé e à possibilidade de amar. Viver princípios, enxergar circunstâncias, ter mais clareza para poder decidir e julgar.

Renunciar ao viver por conta própria, para viver a fé que motiva a continuar.

quinta-feira, dezembro 16, 2010

“Quando minha escolha é consciente, nenhuma repercussão me assusta. Quando não é, qualquer comentário me balança.”

(José Eustáquio)
 

Quando tudo está bem II

A Igreja - a vida de fé, a Palavra de Deus - às vezes é vista pelas pessoas apenas como uma funerária. Para as horas em que alguma palavra, conforto ou consolo diante da morte se fazem necessárias, recorre-se a ela, a um ministro, um sacerdote, que traga uma palavra animadora.

Sim, a Igreja está aí pra isso também. Talvez até seja a única que consiga dar uma palavra que traga paz ao coração no momento da perda de um ente querido.

Mas é importante lembrar: ela está aí para muito mais.

Está aí para os momentos em que a vida está em todo o seu vigor; em que a felicidade é a companhia constante. As horas em que tudo se encaixa. Para celebrar a vida. Para estes momentos, também existe Igreja, fé, gratidão, alegria!

É normal nas horas ruins buscamos a Deus. Mas nas horas boas, também pode ser! Deus não é apenas um médico da emergência ou agente funerário, acionados somente porque não há outro jeito mesmo, estamos precisando... De outra forma, iríamos pensar que religião e fé só fazem sentido quando há dor e dificuldade. O que evidentemente não é verdade. Todos os dias, a cada momento, o ser humano continua precisando do Salvador Jesus, ser mantido nesta fé, viver a gratidão e alegria de estar com Ele e poder viver a vida guiado pelo seu amor.

Celebração e gratidão que podem se estender por toda a vida. Até a nossa hora chegar.

domingo, dezembro 12, 2010

Mensagem

Culto de domingo na capela da Ulbra, Canoas, RS

Parte 1


Parte 2

Concertos de Advento

No domingo 12.12, a segunda oportunidade de conferir a O Concertro de Advent. Desta vez, na CELSP(Comunidade Evangélica Luterana São Paulo), mantenedora da Ulbra, no centro de Canoas (Fioravante Milanez, 206). O Concerto, que também inicia às 20h, traz a alegria das canções e do período natalino à Comunidade canoense.

Veja o convite em video:


Comunidade Concórdia recebeu o Concerto de Advento em 2009



CONCERTOS DE ADVENTO 2010
Regência Geral: Maestro Rev. Paulo Brum
Coral da CELSP: Maestros Ângelo Elicker e Vaneska Ratund
Coral Concórdia: Maestro Paulinho Winterle
Orquestra Sacra e Coro Sacro da Ulbra: Rev. Paulo Brum
Solistas: Suelen Scholl Matter (soprano), Jean Regina (tenor)
Narração: Rebeca Kunzendorff e Samuel Bierhals
Direção Artística: Paulinho Winterle
Roteiro: Paulinho Winterle, baseado na “Pequena Antologia do Natal”, de Leo Krey

sábado, dezembro 11, 2010

“As pessoas esquecem se você foi rápido ao fazer um trabalho – mas lembram se você o fez bem.”

(Howard Newton)

Concerto de Advento - 12;12;2010

Duas oportunidades, presencial e eletrônica.
Confira no video convite:


sexta-feira, dezembro 10, 2010

“Muitas pessoas gostariam de ser livradas da tentação, mas gostariam que ela mantivesse contato.”

(Robert Orben)

quinta-feira, dezembro 09, 2010

Tradutores

Em palestras com convidados estrangeiros, a cena é comum: há alguém postado ao lado ou próximo ao palestrante. A cada duas ou três frases deste, aquela pessoa traduz o conteúdo para o idioma local.  
O tradutor.

Agora, imagine filmar o evento e, depois, editar somente com a fala deste intérprete. Poderíamos transmitir, para alguém que não estava presente, a idéia de que ele entende muito daquele assunto, não? Só que, na verdade, sabemos que o conteúdo é do palestrante. Quem realmente fala com autoridade e propriedade é aquele que domina o tema. È isto que, naquele momento, habilita o tradutor, ainda que conheça pouco do assunto, a falar algo importante a muitas pessoas.

E a plateia fica tranqüila de que estas palavras são verdadeiras. Pois o conteúdo vem, na verdade, de quem tem autoridade no assunto.

Este é um resumo do que significa ser um mensageiro, anunciador, compartilhador das Palavras da Bíblia. Quem quer que deseje falar do Evangelho, precisa ter consciência disto: é um tradutor intérprete do conteúdo. A autoridade não está em si mesmo, mas naquele que realmente domina o assunto. À parte disto, a platéia pode e deve ficar desconfiada. Pois o que for transmitido não vai fechar com o conteúdo original. Os tradutores, intérpretes, só podem falar algo com propriedade à medida que estão conectados em fé Àquele que lhes dá esta função.
.
É assim que os receptores ficam tranqüilos. Pois o conteúdo vem de Quem tem autoridade no assunto.

quarta-feira, dezembro 08, 2010

Concerto de Advento - 2ª oportunidade

No domingo 12.12, a segunda oportunidade de conferir a O Concertro de Advent. Desta vez, na CELSP(Comunidade Evangélica Luterana São Paulo), mantenedora da Ulbra, no centro de Canoas (Fioravante Milanez, 206). O Concerto, que também inicia às 20h, traz a alegria das canções e do período natalino à Comunidade canoense.

Veja o convite em vídeo:



A entrada é franca.

CONCERTOS DE ADVENTO 2010
Regência Geral: Maestro Rev. Paulo Brum
Coral da CELSP: Maestros Ângelo Elicker e Vaneska Ratund
Coral Concórdia: Maestro Paulinho Winterle
Orquestra Sacra e Coro Sacro da Ulbra: Rev. Paulo Brum
Solistas: Suelen Scholl Matter (soprano), Jean Regina (tenor)
Narração: Rebeca Kunzendorff e Samuel Bierhals
Direção Artística: Paulinho Winterle
Roteiro: Paulinho Winterle, baseado na “Pequena Antologia do Natal”, de Leo Krey
Lembrar de tentar perdoar ajuda a esquecer de tentar se vingar.


terça-feira, dezembro 07, 2010

Esquecidos

Esquecemos onde deixamos a chave do carro, o controle remoto da televisão. Não lembramos onde estão os óculos, as ferramentas, o celular, a roupa que precisamos para uma ocasião. Sempre que esquecemos alguma coisa, o que mais queremos é lembrar de onde a deixamos. Recuperar o que precisa estar à mão.

Somos pessoas que esquecem. E tentamos nos lembrar.

Se somos esquecidos para algumas coisas, por outro lado existem coisas que, ao invés de esquecer, insistirmos em lembrar. Deveríamos deixar num canto qualquer, mas não conseguimos deixar de recordar. São mágoas remoídas, são frases sem perdão. São lembranças doloridas, são recordações de dor e ilusão. Vontades de violência, impertinência, agressão. Às vezes, quando parecem quase escorregar para o fundo do baú, ressurgem renovadas, deixando muito mal nosso coração.

Somos pessoas que lembram, mesmo querendo ou devendo esquecer.

Este é o tipo de coisa que Deus sempre esquece. Para ele, perdoar, significa nunca mais lembrar. Quando há arrependimento e fé, não há mais memória, arquivo ou pasta guardada. Não há a espera pelo momento de fazer tudo voltar em nossa face, nos fazendo desanimar. Ele é muito esquecido para estas coisas; só lembra de oferecer graça e novo começo. E também a força para o que, sabemos, não é nada fácil praticar. Nós, humanos, frágeis, sabemos que esquecer o que machuca e perdoar o que causa dor é, muitas vezes, difícil de conseguirmos alcançar. É em Jesus Cristo, então, que precisamos ainda mais permanecer. Confiar, crer, sem desistir.

Tentar ter a memória fraca quando se trata de manter leve o coração.



(Ilustração inspirada em um texto


segunda-feira, dezembro 06, 2010

sexta-feira, dezembro 03, 2010

O necessário

“É uma quebra de paradigma sobre o que realmente é necessário à vida".

Cientistas norte-americanos descobriram uma bactéria que muda o que se achava necessário à vida. Em vez de fósforo, ela tem arsênio. Os outros 5 elementos são carbono, hidrogênio, nitrogênio, oxigênio, enxofre. Até o momento, achava-se que todos os organismos terrestres precisavam para seu metabolismo ao menos desses seis elementos”, explica Douglas Galante, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP.

Se a descoberta estiver correta, a certeza que valia até aqui não mais está. Pode haver vidas que fogem ao paradigma amplamente aceito.

Comentários:
_Toda certeza científica é certa até que surja uma nova descoberta ‘mais certa’, mudando ou modificando a hipótese anterior. Isto é próprio da ciência.
Por isso, quando se encontra pelo caminho tentativas de desqualificar a fé, a Palavra, e tudo a que elas se relaciona com base no que ‘está comprovado” pelas evidências da sabedoria humana, não vale a pena discutir. Não é com esta linha de raciocínio que a verdadeira ciência trabalha.

_Nem todo mundo concordaria que bastam estes seis elementos para a vida. Pelo que se vê de bens, propriedades, carros, celulares, compras, publicidade, gastos, endividamento...para muitos a vida é inviável sem grandes quantidades de um sétimo elemento, bem conhecido em seu poder de atração.

_Quando mais o ser humano explora a descobre a natureza, mais encontra provas da complexidade, variedade e maravilha daquilo que é obra do Criador. Sensacional.

Por fim, o que é realmente necessário à vida? Do ponto de vista biológico, como vimos acima, são seis elementos. Mas para a vida verdadeira, sabemos que está faltando um - que dá sentido a todos os outros: fé. Quando este elemento está presente, todos os demais ganham perspectiva. Jesus Cristo compõe a vida e a deixa completa, certa, precisa. E nada pode mudar esta afirmação.

Não importa quantas quebras de paradigma a vida ainda possa trazer.

Questions, Answers

"When we think we found the answers then life changes the questions”. It’s a known quote that seems to be preparing us to the unexpected of life.

But in daily life sometimes we can find another version of it: “When I found the questions someone changed the answers”.

In this case we are talking about people who do not keep their word when faced with precise questions about the consequences of their acts. They change the facts to adjust things to their perception or to try to escape what’s evident, correct, true.

Changing the answers. It's what we do at times when confronted about our attitudes. We lack the follow through.

The answers God gives to our lives never change. What He promisses will always be accomplished. No matter what comes next whether happy or unhappy moments, whether up or down. Jesus Christ is the living, dead and living again proof that every single word His mouth speaks will happen as He designed it to be.

He invites us through faith to make our answers match the questions. That is, being coherent. Whether, in faith, repentant of our bad attitudes or, in faith, standing for the truth even when pressured to answer differently. Living by faith daily in him we can always ask for his love and care knowing that his answers always will be the perfect ones for what we need the most.

Questions, answers, promises. As God's own we will not want to change anything.
We’ll take them as they are.

______________________________

Missionary news from the north
Pastor Tiago, from Macapá (Amapá), up north Brazil shares some great news about the missionary work in that State.
“Hi folks!

Our congregation's emphasis is outreach and inter-city ministries. Thus, we would like to share a bit of it with you through our blog. There's an English post there with some pictures in a way you may have
a glance what's going on! The e-address is:

Thanks for you attention! In Christ's love,

Rev. Tiago Albrecht
Macapá, Amapá State – Brazil

____________________________________



Text revision:
Kim Starr
USA

Concertos de Advento 2010

Arte, música e a celebração do período natalino. Neste domingo, 05.12, as Comunidades Luteranas São Paulo, de Canoas (Celsp) e Concórdia, de Porto Alegre, trazem novamente esta oportunidade com o Concerto de Advento na capital gaúcha. O evento será na sede da Comunidade Concórdia, na Rua Lucas de Oliveira, 894, Montserrat. O repertório apresenta desde Handel e Vivaldi até as canções natalinas tradicionais. Participação do Coro Sacro da Ulbra, Coro da CELSP e Coro da Comunidade Concórdia. Os solistas convidados são Suelen Scholl Matter(soprano) e Jean Regina(tenor). A apresentação inicia às 20h.



Comunidade Concórdia recebeu o Concerto de Advento em 2009

No domingo 12.12, a segunda oportunidade de conferir a apresentação é na CELSP(Comunidade Evangélica Luterana São Paulo), mantenedora da Ulbra, no centro de Canoas (Fioravante Milanez, 206). O Concerto, que também inicia às 20h, traz a alegria das canções e do período natalino à Comunidade canoense.


CONCERTOS DE ADVENTO 2010
Regência Geral: Maestro Rev. Paulo Brum
Coral da CELSP: Maestros Ângelo Elicker e Vaneska Ratund
Coral Concórdia: Maestro Paulinho Winterle
Orquestra Sacra e Coro Sacro da Ulbra: Rev. Paulo Brum
Solistas: Suelen Scholl Matter (soprano), Jean Regina (tenor)
Narração: Rebeca Kunzendorff e Samuel Bierhals
Direção Artística: Paulinho Winterle
Roteiro: Paulinho Winterle, baseado na “Pequena Antologia do Natal”, de Leo Krey

quinta-feira, dezembro 02, 2010

quarta-feira, dezembro 01, 2010

Concertos de Advento 2010

Neste domingo, 05.12, a Orquestra Sacra da Ulbra realiza mais uma edição do Concerto de Advento na capital gaúcha. O evento será na Comunidade Luterana “Concórdia” (Rua Lucas de Oliveira, 894, Montserrat). O repertório apresenta desde Handel e Vivaldi até as canções natalinas tradicionais. Participação do Coro Sacro da Ulbra, Coro da CELSP e Coro da Comunidade Concórdia. Os solistas convidados são Suelen Scholl Matter (soprano) e Jean Regina (tenor). A apresentação inicia às 20h.

Comunidade Concórdia recebeu o Concerto de Advento em 2009

No domingo 12.12, nova oportunidade de conferir a apresentação. Desta vez na CELSP(Comunidade Evangélica Luterana São Paulo), mantenedora da Ulbra, no centro de Canoas (Fioravante Milanez, 206). O Concerto, que também inicia às 20h, traz a alegria das canções e do período natalino à Comunidade canoense.

A Entrada é franca em ambos os eventos.



CONCERTOS DE ADVENTO 2010
Regência Geral: Maestro Rev. Paulo Brum
Coral da CELSP: Maestros Ângelo Elicker e Vaneska Ratund
Coral Concórdia: Maestro Paulinho Winterle
Orquestra Sacra e Coro Sacro da Ulbra: Rev. Paulo Brum
Solistas: Suelen Scholl Matter (soprano), Jean Regina (tenor)
Narração: Rebeca Kunzendorff e Samuel Bierhals
Direção Artística: Paulinho Winterle
Roteiro: Paulinho Winterle, baseado na “Pequena Antologia do Natal”, de Leo Krey