quinta-feira, agosto 30, 2012

A maior conquista


por Marcos Schmidt

O primeiro homem que pisou na Lua poderia ter aproveitado toda a fama nestes 43 anos de reinado, mas praticou uma frase – entre tantas famosas que deixou: "De repente eu notei que aquela pequena e bela ervilha azul era a Terra. Eu levantei meu dedo e fechei um olho, e meu dedo cobriu totalmente a Terra. Eu não me senti um gigante. Me senti muito, muito pequeno”. Em outra viagem, só que pelos caminhos de nosso planeta em Jerusalém, na companhia de um arqueólogo, Neil Armstrong perguntou se Jesus havia pisado em algum lugar por ali. “Estes são os degraus que levam ao Templo, então Ele deve ter caminhado por aqui muitas vezes”, respondeu o guia. Comovido, o famoso astronauta não se conteve: “Estou mais eufórico pisando nestas pedras do que quando pisei na Lua”.
Tudo indica que as admiráveis pegadas que Armstrong deixou não estão lá na distante Lua, mas aqui mesmo na Terra, de onde decolou definitivamente. A fé cristã dele fez com que ficasse com os pés no chão, mesmo sendo um dos homens mais célebres do mundo. Uma modéstia já manifestada naquele glorioso vinte de julho de 1969 por uma pequena placa com o Salmo 8 que encravou no solo lunar: “Ó Senhor, quando olho para o céu, que tu criaste, para a Lua e para as estrelas que puseste nos seus lugares – o que é um simples ser humano para que penses nele?”
Carecemos da postura deste astronauta numa sociedade que deseja ardentemente registrar suas marcas e conquistas. A vida passa logo e as pegadas que imprimimos nela são a nossa história para aqueles que ficam. Pouco importa a celebridade ou o anonimato de nossa biografia. Porque se os nossos passos estiverem gravados no caminho por onde Jesus cruzou, então seremos lembrados por aquele que criou planetas e estrelas.  “O que adianta alguém ganhar o mundo inteiro, mas perder a vida verdadeira?” – pergunta o Salvador. Sem dúvida, a maior conquista de Armstrong não foi a Lua.



Rev. Marcos Schmidt
Congregação Luterana “São Paulo”
Novo Hamburgo, RS

sábado, agosto 25, 2012

Palavra certa


Quando se está apreendendo outra língua, sempre existe o risco de engano em alguma palavra. Erramos, mesmo querendo acertar. Por exemplo, no inglês, dizer “push” para puxar. No espanhol, arriscar um ‘descuelpa’ para parecer mais correto. Ou ainda, a armadilha pode estar na tradução. Algumas mais inocentes, como dizer que “eventually”  é sempre o mesmo que “eventualmente”. Ou que “embarazado” signifique” embaraçado”. Algumas, até constrangedoras, como a tradução de “excited” ou, “bixa”, do Português de Portugal.

Quando isto acontece, o normal é alguém xingar a pessoa? Claro que não. Pode até haver risos, mas não raiva, pois sabemos que a intenção era certa. A expressão é que foi errada.

Bem que poderíamos utilizar esta mesma postura e boa vontade em outras áreas da vida. Com a esposa, filhos, colegas de trabalho... Nem sempre estão nos ofendendo ou magoando. Podem apenas não ter conseguido utilizar as palavras corretas, sem a intenção de dizer algo errado. Pode ser que ainda não dominem bem a linguagem que melhor entendemos, cometendo, assim, erros de interpretação. Mas não raramente somos rápidos no gatilho, condenado a má verbalização e a imprecisa tradução.

A Palavra nos ensina palavras que têm sentido real e definido, sempre que lidas com atenção e, principalmente, com fé. E nelas encontramos também o pedido de tolerância, compreensão e amor.  Paciência para não repreender de cara, mas procurar o sentido por trás das palavras, que é o que fazemos sempre que alguém tenta falar nossa língua, ainda que imperfeitamente. Evidentemente que há situações em que a repreensão é mesmo necessária. Mas há muitas em que é a compreensão a ferramenta mais eficaz.

Como fez o próprio Jesus Cristo, ao nos dar acesso à Palavra que perdoa nossas palavras, erros e incompreensões, colocando Seu cuidado no centro de nossa vida, e faça para do nosso relacionar com o próximo. Buscarmos a melhor tradução para cultivarmos a melhor relação.

E, não tenha dúvida, isto eventually vai dar muito resultado.



Rev. Lucas André Albrecht

sexta-feira, agosto 24, 2012

I have never heard it before


One day in a master class during lunchtime, our professor, who is a pastor as well, was not feeling well. He tried everything possible to make the discomfort go away but nothing worked. Eventually the students suggested that he go to a doctor. He took the advice. The appointment was unpleasant, uncomfortable and expensive, too.
That afternoon he was back in class. He declared,
"I know why this happened to me today!"
The doctor ordered an electrocardiogram, even though there was no indication that the ailment was serious. But, just to make sure. While in the examining room the professor/pastor chatted with the nurse telling her where he was from and what he did at his church. She revealed that she had many financial concerns and that it affected her emotionally, too. The nurse told also that she used to attend church but had not for a long time. She even shared with him that a few days before this leaders from her church had visited with her.
"And they told you that all those problems were the result of you not going to church anymore, right?" - said the professor
The nurse said, "yes, they did...how did you know?"
The pastor shared God's word of forgiveness and comfort with her letting her know that He does not punish according to our mistakes. He went on, "If that was so, who would be left? Instead, through His love and grace He leads us to repentance; forgiving, embracing, eracing all our sins giving us strength for life."
Tears welled in her eyes, and she said to the pastor:
"These are wonderful words! You know, I have never heard this before!"
In the classroom, tears also came to the professor's eyes as he exclaimed:
“Imagine what this means, my dear students! How is it possible that someone who goes to church never hears that Jesus' forgiveness and embrace are above all condemnation, threat and punishment?"
And he returned to his opening sentence:
“Yes, my dear friends. I know why God let this happen to me today.” 
Why do we so easily get frustrated when our plans and desires fail? Should we not realize that God is always working according to His time? He may offer the opportunity for us to share with someone who had never seen nor heard learn something invaluable. That makes all the difference in the life of a friend, colleague, loved one.  
Maybe the difference even for someone we barely know.

Rev. Lucas André Albrecht
Senior Chaplain at Ulbra, Parish Pastor at “St. Paul”,
Canoas ,RS, Brazil
www.ulbra.br/pastoral



Translator:
Rev. Paulo S. Albrecht
Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Text  revision
Ms. Kim Starr
MA Practical Theology & Deaconess Certified
Wisconsin, US

Graciéli Lopes supera dificuldade na conquista do diploma


Egressa das Ciências Contábeis é primeira surda a se formar


Fonte: ACS ULBRA


A história de Graciéli Lopes, egressa do curso de Ciências Contábeis da ULBRA Canoas e funcionária do setor de Contabilidade da Universidade, mostra que a vontade de buscar a qualificação profissional pode trazer muito mais do que a conquista do diploma ao final do curso. Graciéli é exemplo de superação. Para quem pensava que deficientes auditivos não têm condições de acompanhar o ritmo de aprendizado em algumas matérias, ela prova que é possível. A agora bacharel em Ciências Contábeis formou-se no último dia 18.08, sendo a primeira contadora com este tipo de deficiência diplomada pela Universidade.
Graciéli conta que começou a perder a audição ainda criança. Atualmente, ela identifica alguns sons com a ajuda de uma prótese auditiva e aprendeu a fazer a leitura dos lábios. “Fiquei 20 anos sem estudar, mas queria a profissionalização”, conta orgulhosa.
A contadora lembra que antes de vir para a ULBRA procurou outras instituições de ensino superior, mas nenhuma oferecia condições de adaptação ou intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). Ela argumenta que as leis que garantem a qualquer indivíduo o acesso à educação existem, mas nem sempre são cumpridas. “Também ainda há muito preconceito com o deficiente que quer estudar, em função da falta de conhecimento das pessoas”, destaca. Graciéli acredita que professores e instituições precisam estar mais bem preparados para receber alunos com qualquer tipo de deficiência.
Segundo Graciéli, mesmo com o apoio de um intérprete, o início do curso na ULBRA não foi fácil. A Universidade foi a primeira instituição de ensino gaúcha a oferecer auxílio a alunos e funcionários deficientes, através do antigo Instituto de Pesquisa em Acessibilidade (IPESA), hoje Programa Permanente de Acessibilidade (PPA).


quarta-feira, agosto 22, 2012


A tragédia para os que muito falam é que o esforço de centenas de palavras bem escolhidas e enunciadas pode ser enterrado por uma única e simples atitude.

zero e Um


O zero é o assassino da matemática.

Ao menos é o que diz o texto deste blog. Quando se trata de somas ou subtrações, até que não é o problema. Algo somado a ou diminuido de zero permanece o mesmo. Mas é quando a multiplicação e a divisão entram em cena que tudo se complica. Qualquer conta que seja multiplicada por zero fica zerada. Na divisão, então, a coisa fica pior ainda. Por exemplo, se você tivesse quatro laranjas e não quisesse dividir com ninguém, como ficaria? Você não tem com quem dividir, mas também não quer ficar com elas. Jogar fora não é uma opção... O cérebro entraria em colapso, assim como o universo interio, caso fosse possivel dividir ‘qualquer coisa” por “nada”.

Segundo o texto, as culturas mais antigas nem tinham o zero como algarismo em sua matematica.

Parece o ser humano. Somar ou diminuir coisas em sua vida nem sempre é complicado. O problema começa quando, ao multiplicar, precisa também aprender a dividir. Aí o ego, que nunca é igual a zero, mas sim elevado em grande potência, complica.  Pois a imperfeição impede que consigamos adicionar, multiplicar, potencializar qualquer tentativa de melhorarmos a nós mesmos.  

Mas 3 pregos, dois nas mãos e um nos pés, de Jesus, ao dar sua vida por bilhões de seres humanos, mostram o caminho. O valor que Ele nos atribui nos faz deixar de sermos um zero à esquerda para sermos adicionados à vida em família – a família do Deus que é 3 e também apenas 1. Aquele Um que estende a oportunidade finita e definida de trilharmos o caminho que arranca a raiz do erro e garante a certeza da vida infinita. Para aprendermos também a multiplicar e dividir sem que para isso precisemos dar um nó no cérebro, pois ele pode encontrar fácil a resposta: basta consultar o coração.

Se o zero, portanto, é assassino, é o Um que dá a vida.



Rev. Lucas André Albrecht

Ulbra é homenageada na Câmara Federal



A Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) recebeu homenagem hoje, 20.08, na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), pelas comemorações dos seus 40 anos. O espaço da sessão solene foi uma iniciativa do deputado federal Jerônimo Goergen.

Representando a ULBRA na solenidade estavam presentes o presidente da Comunidade Evangélica Luterana São Paulo (CELSP), Adilson Ratund; a Reitoria da ULBRA, liderada pelo reitor Marcos Fernando Ziemer; a tesoureira da mantenedora, Djenane Albrecht; e cerca de 50 membros colaboradores  do Instituto Luterano de Ensino Superior de Itumbiara, do Colégio de Aplicação e do Colégio Antares, unidades integrantes do complexo educacional, com sede em Goiás.

Em seu discurso, o deputado Goergen frisou que a ULBRA faz jus à palavra universidade por toda a estrutura colocada à disposição dos alunos. Ele, que é egresso da Instituição, se diz honrado por ter feito parte de uma universidade tão completa e dedicada ao ensino, pesquisa, extensão, e em especial, às ações sociais.


terça-feira, agosto 21, 2012

Culto de aniversário emociona Comunidade


Programação dos 40 anos da ULBRA segue essa semana
Em mais uma celebração do aniversário  da ULBRA, a Capela Universitária recebeu neste domingo, 19.08, o Culto de Gratidão pelos 40 Anos, reunindo a comunidade universitária. A Orquestra de Câmara, a Orquestra Sacra, o Coro da CELSP e o Coro Universitário participaram do evento.
Remontando ao início da história da Instituição, o reitor Marcos Ziemer lembrou que a Comunidade Evangélica Luterana São Paulo (CELSP)  surgiu pela vocação em ajudar ao próximo. “Há 107 anos, um grupo de pessoas olhou pro lado e viu a oportunidade de reunir pessoas da mesma fé, dando início à CELSP”, pontuou, durante sua fala. Uma das primeiras ações da comunidade de luteranos foi abrir uma escola, onde seus filhos pudessem aprender o português. “A pessoas já se preocupavam com educação”, comentou.

“Aquelas pessoas decidiram trabalhar pelos outros”, afirmou Ziemer, pontuando que ainda hoje esse espírito continua presente nas ações da comunidade, que busca sempre pela cooperação para progredir. “Todos somos capazes de empreender, de lançar desafios, e de educar”, enalteceu.  O presidente da CELSP, Adilson Ratund, estava presente no culto.
O culto ainda foi marcado pelo ato solene de instalação do pastor Gerhard Grasel como capelão universitário de Canoas e pastor da CELSP, e pela entrega de medalha por reconhecimento a cada diretor de unidade da ULBRA, das escolas e da ULBRA TV e Rádio Pop Rock. Após o culto, foi realizado um almoço de confraternização para os funcionários.
A programação de aniversário da ULBRA segue hoje, com o Grande Expediente na Câmara Federal, em Brasília, às 15h. Para mais informações sobre os outros eventos, acessehttp://www.ulbra.br/40anos/programacao/

ULBRA é homenageada em Brasília



A Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) recebeu homenagem hoje, 20.08, na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), pelas comemorações dos seus 40 anos. O espaço da sessão solene foi uma iniciativa do deputado federal Jerônimo Goergen.

Representando a ULBRA na solenidade estavam presentes o presidente da Comunidade Evangélica Luterana São Paulo (CELSP), Adilson Ratund; a Reitoria da ULBRA, liderada pelo reitor Marcos Fernando Ziemer; a tesoureira da mantenedora, Djenane Albrecht; e cerca de 50 membros colaboradores  do Instituto Luterano de Ensino Superior de Itumbiara, do Colégio de Aplicação e do Colégio Antares, unidades integrantes do complexo educacional, com sede em Goiás.

Em seu discurso, o deputado Goergen frisou que a ULBRA faz jus à palavra universidade por toda a estrutura colocada à disposição dos alunos. Ele, que é egresso da Instituição, se diz honrado por ter feito parte de uma universidade tão completa e dedicada ao ensino, pesquisa, extensão, e em especial, às ações sociais.


quinta-feira, agosto 16, 2012

O Pai Amoroso


por Vilson Scholz

Que é que as pessoas fazem quando recebem críticas, em especial críticas injustas?  Uns tentam se explicar; outros partem para a ofensiva. Jesus Cristo contava histórias! Quando criticaram o fato de ele sentar à mesa com pessoas de má fama, ele se defendeu, contando as parábolas dos perdidos: a ovelha, a moeda, e o filho.  Todas essas parábolas estão em Lucas, capítulo 15.

Parábolas funcionam em dois níveis, o literal e o alegórico; o que está escrito, e o que a história significa. E para entender o filho pródigo é preciso lembrar que o pai representa Deus, que se manifesta em Jesus Cristo; o filho mais moço representa as pessoas de má fama; e o filho mais velho representa os piedosos, que criticavam a atitude de Jesus, considerada por demais liberal.

O título “filho pródigo” sugere que a personagem principal é o filho esbanjador ou mão-aberta (este o sentido de “pródigo”). No entanto, esse título, acrescentado pelos editores do texto bíblico, é enganoso. A personagem principal é o pai, que faz a conexão entre as duas partes da narrativa. Por isso, já houve quem sugerisse o título de “a parábola do pai amoroso”. 

O ponto alto da parábola é a discussão entre o pai e o filho mais velho, que ocorre bem no final. O filho mais velho reclama da atitude bonachona do pai, e o pai tenta convencer esse filho ranzinza a entrar em casa e festejar com os demais.  Diante disso, é preciso dizer que, por mais que essa história seja apreciada de modo especial por gente que é como o filho mais moço, ela foi contada por causa de gente como o filho mais velho e para gente como o filho mais velho.

Na Bíblia, essa parábola tem um toque característico de muita literatura moderna: ela termina sem concluir; tem um final em aberto.  A grande pergunta é: Será que o pai conseguiu convencer o filho mais velho a entrar na festa? O texto não responde. A rigor, quem precisava responder eram os piedosos daquele tempo – e os piedosos de todos os tempos, inclusive o nosso.


Rev. Dr. Vilson Scholz
Professor de Teologia Exegética - Ulbra e  Seminário Concórdia
Consultor de tradução -  SBB

ULBRA comemora 40 anos nesta quinta-feira, 16.08


A Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) completa 40 anos nesta quinta-feira, 16.08. Para comemorar, será realizado um ato solene, a partir das 20h, no Galpão de Eventos do campus Canoas, no qual a Reitoria e a direção da sua mantenedora comemorarão essas quatro décadas de atuação no País, junto com aqueles que fazem a Universidade acontecer. O reitor Marcos Fernando Ziemer presidirá a solenidade, estando acompanhado do vice-reitor e pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários, Valter Kuchenbecker; do pró-reitor de Administração Levi Schneider; do pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação Erwin Tochtrop Júnior; do pró-reitor de Graduação Ricardo Willy Rieth; do pró-reitor adjunto de Graduação, Pedro Antonio González Hernández; do capelão geral Lucas André Albrecht, além do presidente da Comunidade Evangélica Luterana São Paulo (CELSP), Adilson Ratund.

Ainda no dia 16.08, a partir das 18h30min, a Câmara Municipal de Vereadores de Canoas realiza sessão solene em homenagem ao aniversário da Universidade. Às 20h, ocorrerá a Cantata O Filho Pródigo, com início às 20h, na Capela Universitária do campus Canoas. No domingo, dia 19.08, às 10h, será realizado o Culto em Ação de Graças pelos 40 anos da Instituição, também na Capela, com a participação da Orquestra de Câmara da ULBRA.

Missão Institucional
“A ULBRA assume como Missão institucional desenvolver, difundir e preservar o conhecimento e a cultura pelo ensino, pesquisa e extensão buscando permanentemente a excelência no atendimento das necessidades de formação de profissionais qualificados e empreendedores”.

Ação Nacional
Hoje, a ULBRA está presente em 85 cidades distribuídas em 21 Estados do País. Em 20 delas, têm campi universitários e escolas instalados. Em outros 65 municípios, a Universidade mantém polos de educação a distância.

Já são mais de 100 mil profissionais formados pela Instituição, em todo o Brasil, para atuarem no mercado de trabalho. Na EAD, a ULBRA já formou 56 mil pessoas.

ULBRA em números

Unidades de Ensino Superior – 15
Rede de Escolas - 17
Egressos da Universidade– 160 mil
Total de alunos nas Escolas - 7.357
Total de alunos no Ensino Superior e a Distância - 59.580
Egressos do módulo EAD – 56 mil

Ensino ofertado nas Escolas:
Educação Infantil
Ensino Fundamental
Ensino Médio
Educação Profissional
Ensino Especial para Surdos

Cursos ofertados no País que atendem as necessidades regionais:
12 cursos profissionalizantes
232 cursos de graduação e graduação tecnológica presenciais
12 cursos de graduação e graduação tecnológica a distância
95 cursos de especialização
6 programas de mestrado
3 programas de doutorado
Residência Médica
Residência Médica Veterinária


SÍNTESE HISTÓRICA

A Universidade Luterana do Brasil atua no País há 40 anos, completados em agosto de 2012. Para o cumprimento de sua missão educacional, com base na confessionalidade, disponibiliza os saberes acadêmicos na garantia e na ampliação da cidadania da comunidade que a cerca. A ULBRA assume como Missão institucional desenvolver, difundir e preservar o conhecimento e a cultura pelo ensino, pesquisa e extensão buscando permanentemente a excelência no atendimento das necessidades de formação de profissionais qualificados e empreendedores.


O Início

A abertura de uma escola de ensino básico pela Comunidade Evangélica Luterana São Paulo (CELSP), em 1911, na cidade de Canoas-RS deu início à sua atuação na área da educação. Das Faculdades Canoenses, criadas em 1972, a Instituição passou à Universidade Luterana do Brasil (ULBRA). O seu decreto de criação data de 1988 e o seu reconhecimento pelo Conselho Federal de Educação veio em 1989.

A partir dos anos 80, a ULBRA expandiu sua ação educacional para fora dos limites do Rio Grande do Sul, e passa a caracterizar-se por ser multicampi. Hoje, a ULBRA está presente em 85 cidades distribuídas em 21 Estados do País. Em 20 delas, tem campi universitários e escolas instalados. Em outros 65 municípios, a Universidade mantém polos de educação a distância.

Já são mais de 160 mil profissionais formados pela Instituição, em todo o Brasil, para atuarem no mercado de trabalho. Na EAD, a ULBRA já formou 56 mil pessoas.

Universidade é um espaço onde se desenvolvem projetos inovadores e de relevância socioeconômica, não só para a comunidade acadêmica como para as regiões onde está inserida também. A abrangência nacional dá à ULBRA a experiência para valorizar inúmeras culturas, respeitar as regionalidades e refletir sobre a sua ação e intervenção positiva junto às comunidades nas quais está inserida. Ensino, pesquisa e extensão direcionam as ações dos cursos de graduação, graduação tecnológica e pós-graduação, nos níveis de especialização, mestrado e doutorado.

Ensino

A partir de abril de 2009, com a gestão focada exclusivamente na educação, a Universidade recebeu notas 4 e 5 (no índice de 1 a 5) das comissões de avaliação do MEC em mais de 70% dos cursos visitados nos campi do Rio Grande do Sul. O ensino ofertado reflete a capacitação do seu quadro docente, que tem mais de 70% de professores mestres e doutores. A partir do Índice Geral de Cursos (IGC), que avalia a qualidade do ensino, a ULBRA é considerada pelo MEC a sexta melhor universidade particular do Brasil, pelo segundo ano consecutivo. Na modalidade de educação a distância, a Universidade está em primeiro lugar em qualidade de ensino, a partir dos conceitos obtidos pelos alunos no ENADE.

A Rede de Escolas da ULBRA, constituída de 17 unidades no Brasil, oferece educação infantil, ensino fundamental e médio, ensino especial para surdos e educação profissionalizante. Presentes em todas as etapas da formação das crianças e adolescentes, as escolas estão empenhadas em formar melhores cidadãos, dando a eles todo o suporte e orientação necessários para que sejam protagonistas da sua própria vida. Esse é um diferencial da ULBRA, oferecer a formação educacional em todos os níveis, com a possibilidade do  prosseguimento no ensino superior  em uma instituição com a mesma filosofia.

Extensão

A ULBRA é reconhecida por seus programas comunitários inclusivos, que destacam o meio ambiente, a sustentabilidade e a participação das pessoas. Mantém uma rede de cooperação permanente com entidades, instituições e empresas voltada para o apoio ao desenvolvimento científico, tecnológico e social. Essa interação inclui a oferta de cursos e diversas atividades extensionistas. A ULBRA ainda incentiva e promove atividades culturais, através de vários núcleos - Orquestra de Câmara, coral, teatro, dança e literatura.

Pesquisa

Alunos e professores da ULBRA podem participar de programas de intercâmbio acadêmico, científico e de cooperação, com mais de 30 universidades estrangeiras e a ULBRA também recebe alunos do exterior, proporcionando troca de informações e experiências. A produção científica realizada na ULBRA abrange todas as áreas do conhecimento previstas pela CAPES e CNPq. Projetando o futuro, a Universidade implantou a ULBRATECH, implementando seu parque tecnológico e a incubadora de empresas, com o objetivo de alavancar o desenvolvimento em todas as regiões onde está presente.


ulbracom

A ULBRA TV, a rádio Pop Rock e a Editora da ULBRA estão reunidos em uma mesma rede - a ULBRACOM. As retransmissoras da Rádio e TV, juntas, alcançam mais de 50% dos lares gaúchos. A ULBRA TV pode também ser acessada via satélite (PAS-1R) e retransmissoras em diversos Estados brasileiros, e em Rivera - Uruguai, assim como a programação da Pop Rock pode ser acompanhada via internet. O parque editorial e gráfico publica o material produzido pela comunidade acadêmica.


Esporte Universitário

Para os estudantes que estão nas escolas e campi da Universidade, são oferecidas diversas modalidades esportivas. Estruturas, como a do complexo esportivo do campus Canoas, são palco da formação de atletas e do aperfeiçoamento de acadêmicos de áreas como fisioterapia, medicina e educação física.

As unidades de ensino presencial estão localizadas nos seguintes municípios e estados:

Unidades de Ensino Superior
Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná – Ji-Paraná - RO
Centro Universitário Luterano de Manaus – Manaus - AM
Centro Universitário Luterano de Palmas – Palmas - TO
Centro Universitário Luterano de Santarém – Santarém - PA
Instituto Luterano de Ensino Superior de Itumbiara – Itumbiara - GO
Instituto Luterano de Ensino Superior de Porto Velho - Porto Velho - RO
ULBRA Cachoeira do Sul - RS
ULBRA Canoas - RS
ULBRA Carazinho - RS
ULBRA Gravataí - RS
ULBRA Guaíba - RS
ULBRA Porto Alegre - RS
ULBRA Santa Maria - RS
ULBRA São Jerônimo - RS
ULBRA Torres - RS 

Rede de Escolas
Centro Educacional Cristo Salvador – Santarém - PA
Centro Educacional São Paulo - Ji-Paraná - RO
Colégio Antares – Goiatuba - GO
Colégio de Aplicação – Itumbiara - GO
Colégio Especial Concórdia - Porto Alegre - RS
Colégio ULBRA Concórdia – Candelária - RS
Colégio ULBRA Cristo Redentor - Canoas - RS
Colégio ULBRA Palmas – Palmas - TO
Colégio ULBRA São João - Canoas - RS
Colégio ULBRA São Lucas - Sapucaia do Sul - RS
Colégio ULBRA São Pedro - Cachoeira do Sul - RS
Escola Concórdia ULBRA Manaus – Manaus - AM
Escola ULBRA Concórdia Cacoal – Cacoal - RO
Escola ULBRA Martinho Lutero - Guaíba - RS
Escola ULBRA Paz – Canoas - RS
Escola ULBRA São Marcos - Canoas - RS
Escola ULBRA São Mateus – Cachoeirinha – RS


TOTAL DE ALUNOS NAS ESCOLAS 7.357

TOTAL DE MATRÍCULAS NO ENSINO SUPERIOR PRESENCIAL E A DISTÂNCIA – 59.580

sábado, agosto 11, 2012

Eu lhes desejo muito pão


por Max Silva e Marcelo Muller


Não é novidade para ninguém que se aproxima o Dia dos Pais. É dia de desejarmos a eles muitas felicidades, muitos anos de vida e tantas outras coisas mais. No entanto, nós queremos desejar algo diferente, queremos desejar a todos os pais pão, muito pão.

Soa estranho desejar pão no Dia dos Pais, não? Já explicamos.

O pão é um dos alimentos mais antigos do qual se tem notícia, utilizado em diversas formas e com diferentes receitas no mundo inteiro. Ele é tão representativo que, ao pedir em favor de todas as nossas necessidades físicas na Oração do Pai Nosso, Jesus simplesmente disse “O pão nosso de cada dia nos dá hoje” (Mateus 6.11). Este pão é alimento para o corpo, que constantemente necessita alimentar-se mais e mais.

No entanto, ao desejar pão, falamos daquele Pão que alimenta a pior das fomes – a fome de Deus. Carregamos dentro de nós um vazio que anseia, dia e noite, por plenitude. Por vezes tentamos preencher este vazio com “alimentos” inventados por homens, mas assim apenas aumentamos a fome que nos devora por dentro. Somente alimentados daquele que deu sua vida por nós, compreendemos quem somos em nós e quem podemos ser em Deus. Em Jesus Deus sacia a fome de nossa alma, alimentado-nos com o pão da vida, da Vida Eterna.

E sabe o que há de curioso nisto tudo? É que este Pão nasceu numa padaria! Isso mesmo. Belém (em hebraico Beth lehem) significa “casa de pão” ou, poderíamos dizer, “padaria”.

Por isso, queridos papais, desejamos a todos vocês muito Pão, para que vocês sejam alimentados e para que, como testemunhas vivas do amor de Cristo, possam também alimentar vossos filhos.


Max Silva – Capelão da ULBRA em Santarém, PA (pastoral.stm@ulbra.br)
Marcelo Muller – Capelão da ULBRA em Guaíba, RS (marcelom@ulbra.br)



sexta-feira, agosto 10, 2012

7 Minutos em homenagem ao Dia dos Pais


Música, reflexão e agradecimento a Deus
                                          Música, reflexão e agradecimento a Deus    

            A Pastoral da ULBRA Canoas realizou nesta sexta-feira (10.08) o devocional 7 Minutos Itinerante de Dia dos Pais levando música, reflexão e agradecimento a Deus, o grande pai.
           
         A equipe da Pastoral iniciou as atividades pela manhã na Capela Universitária, depois levou o devocional aos prédios da Odontologia, Prédio 01, 06, 11, 14, Oficinas, Almoxarifado, Editora, Gráfica, Hospital Veterinário, ULBRA TV, e encerrou a programação especial do dia no saguão do Prédio 10 (Reitoria). “Esta é uma forma de valorizar os princípios humanos e cristãos de nossa Instituição, oferecendo uma oportunidade de parar para refletir, humanizar e reafirmar a fé cristã”, comentou o capelão geral da ULBRA, Lucas Albrecht. Já o pastor Gerhard Grasel destacou que podemos dizer que somos filhos do Pai, e vivemos sob seu amor.

       A próxima edição do 7 Minutos Itinerante está programada para homenagear os professores da Universidade.

Fonte:ACS ULBRA
Foto: Gabriel de Mello

Dias Dele


No próximo domingo, celebraremos o dia da Energia.

Peraí, acho que não é bem isso. Parece que é o dia do Juiz.

Não, também não. Acho que é o dia da Força.

Também não? Claro, não é. Domingo que vem é dia dos Pais. Lembramos da figura paterna, ainda que em muitos lares ela não seja presente ou esteja desvirtuada. Mas não podemos deixar que o mau exemplo ofusque a devida homenagem aos pais que realmente se esforçam por fazer o melhor para os seus filhos. E por isso, o nome é definido: pai.

É desta forma que também o Pai quer ser lembrado sempre, todos os dias. Não como mera energia, abstrata, que está ‘por aí’. Não apenas como um Juiz pronto para punir todo e qualquer deslize. Nem mesmo apenas uma ‘força’, que aparentemente é capaz de fortalecer algo ou alguém.

Ele é Pai. Tem nome e também face. Ele se revela na figura do Filho, que é o caminho até Ele. E quando Jesus Cristo nos ensinou a orar, começou a oração modelo com “PAI nosso”. Sem dúvida Ele nos dá forças, sem dúvida ele é fonte de energia. E é também Juiz do erro quando não há arrependimento. Mas, acima de tudo, é o Pai Nosso que está no céu. E aqui, bem ao nosso lado.

Se presenciamos hoje tantas más referencias de pais humanos, que mostram descaso e falta até mesmo de humanidade para com o filhos que colocam no mundo, este Pai é a referencia certa de cuidado, amor, carinho por todos aqueles em quem Ele coloca a fé no coração.

Dia dos pais, portanto, é momento para celebrar o dia deles e também os dias Dele.

Ou seja, uma data para todos os filhos lembrarem o quanto precisam do Pai.


(texto a partir de uma ilustração do P. Grasel,
capelão da ULBRA)

Rev. Lucas André Albrecht

segunda-feira, agosto 06, 2012


Ser um bom líder não significa ter sempre todas e as melhores ideias. Significa também aceitar e colocar em prática quando elas são sugeridas por outros.

sábado, agosto 04, 2012

ULBRA será Centro de Treinamento de Seleções para a Copa


Comitê Organizador da Copa confirmou Universidade no mundial

    A ULBRA está confirmada como Centro de Treinamento de Seleções (CTS) para a Copa do Mundo FIFA 2014, que será realizada no Brasil. O Comitê Organizador Local (COL) lançou a primeira versão do Catálogo de CTS para o Mundial durante um evento no Museu do Futebol, localizado no estádio do Pacaembu, em São Paulo, na manhã desta quinta-feira (1º.08).
            Ao todo, foram enviadas ao COL 279 inscrições de locais de treinamento para candidatura em busca de receber este credenciamento. O catálogo oficial terá mais de 50 pareamentos de hotéis e campos de treinamento. A ULBRA está presente no catálogo, junto com Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre, que firmou parceria com a Prefeitura de Canoas, através da SECOPA Canoas.

(Fonte: Assessoria de Comunicação ULBRA)

sexta-feira, agosto 03, 2012

Eu nunca tinha ouvido



Em um dos dias do curso de inverno, o professor e pastor não sentiu bem na hora do almoço. Tentou de tudo para ver se passava o mal estar, mas a angústia e a tensão continuavam. Por fim, os alunos, que tentavam ajudar, sugeriram que fosse a um médico, o que o mestre acabou aceitando. Não apenas era algo imprevisto e incômodo, como ainda o fez gastar uma boa quantia de dinheiro na consulta particular.

No meio da tarde, entretanto, de volta à sala de aula, começou a sua fala aos estudantes dizendo:

-Eu sei porque tudo isso aconteceu comigo hoje!

Relatou então que o médico, mesmo achando que não era nada grave, decidiu por fazer um eletrocardiograma, para não restar duvidas. Na sala do exame, ele iniciou uma conversa com a moça que preparava o procedimento. Falou de onde era e o que fazia em sua Igreja. Ela, depois de comentar os diversos problemas pelos quais vinha passando, não apenas materiais, mas também emocionais, falou que também pertencia a uma igreja, mas que andava afastada. Lembrou ainda que alguns lideres de sua igreja a tinham visitado há alguns dias.

- E eles te disseram que esses problemas todos eram um castigo divino por tua ausência, não foi? – disse o professor
- Sim, disseram.... como o sr. sabia?...

A conversa prosseguiu e o mestre, ao ver a angústia e tristeza sob o peso dos problemas e dos julgamentos, pôde compartilhar com aquela moça a palavra de perdão e acolhimento de Deus, que não castiga segundo os erros. “Se não, quem sobraria”? Mas sim, por meio do arrependimento e da confiança irrestrita neste amor Ele perdoa, abraça, apaga os erros e fortalece para a vida.

Com lágrimas nos olhos, a moça olhou para o pastor e disse:

- Que belas palavras! Sabe, eu nunca tinha ouvido isto antes!

A esta altura, na sala de aula, o professor também enchia seus olhos de lágrimas de emoção ao comentar:
- Imaginem o que é isso, meus caros alunos! A pessoa freqüentar uma igreja e nunca ter ouvido falar que o perdão e o abraço de Jesus Cristo estão acima de costumes, condenações e ameaças de castigo?...

E retomou sua frase inicial:
-Sim, queridos amigos. Eu sei porque Deus deixou que isto acontecesse comigo hoje...


Antes de nos abatermos com o que acontece no nosso dia ou semana, por que não dar tempo ao tempo de Deus? Pode ser que, com ou sem palavras, ele nos dará oportunidade de comunicar algo que alguém nunca tenha visto ou ouvido. E isto poderá ser a diferença na vida de um amigo, um colega, alguém a quem amamos.

Ou até mesmo de alguém a quem mal conhecemos.



Rev. Lucas André Albrecht



“Eu mal podia esperar pelo sucesso. Então fui em frente sem ele.”

(Jonathan Winters)

quinta-feira, agosto 02, 2012

Deus está vendo



“Era hora do almoço numa escola religiosa e as crianças já estavam na fila. Na ponta da mesa, uma grande quantidade de maçãs. A professora dava as orientações de sempre e acrescentou.
- Atenção, alunos – disse ela. Cada um depois do almoço pode pegar uma maça. Mas somente uma, hein? Deus está cuidando!
Na outra ponta da mesa havia pratos com uma porção de biscoitos de chocolate. Um garoto escreveu um bilhete e deixou ali: “Pegue quantos biscoitos quiser. Deus está cuidando das maçãs.”

Em algumas ocasiões, quando estamos para cometer um erro, utilizamos esta mesma ideia para tentar enganar nossa consciência. A desculpa é tão bem bolada e trabalhada que acabamos nos convencendo de que Deus não vai estar olhando para os biscoitos que vamos pegar.

A noticia ruim é que a criança estava errada. Deus não cuida apenas das maçãs e dos biscoitos, mas também de cada passo de cada hora em cada dia de cada ano. O que pode ser assustador.

E seria, se não houvesse a noticia boa: de que este cuidado é terrível apenas quando o erro não é admitido e o orgulho tenta levar a melhor. Pois ao coração arrependido e confiante, é cuidado perdoador e amoroso, como um pai que estende ao seu filho não apenas maçã e biscoitos, mas sustento e fundamentação para a vida. Saber que Deus está vendo é a alegria de sentirmos alegria a qualquer momento. Pois Jesus Cristo deu inteiramente sua vida para que em nossa vida inteira nos saibamos filhos amados do querido Pai.

Desta presença e cuidado podemos pegar o quanto quisermos. Pois a medida do amor de Deus é não ter nenhuma medida.


Fonte da ilustração: