quarta-feira, maio 29, 2013

O que você faz pra ser feliz?


Repare em alguns filmes ou peças publicitárias que falam sobre felicidade. Que tipo de cena é retratada?  Alguns exemplos: familia à mesa. Pessoa correndo. Beira da praia. Dança. Caminhada. Amigos reunidos. Gente comprando. Pessoas com animais de estimação. Pessoa deitada numa rede. Gente fazendo outra coisa que não seja aquilo que é considerado ‘pesado’, ‘difícil’ ou ‘inconveniente’.

Posso estar enganado, mas não lembro de alguma propaganda focando a felicidade que enfatize:
-Pessoas trabalhando;
-Pessoas ouvindo outras em seus problemas;
-Mães ou pais disciplinando os filhos ou com olheiras às duas da madrugada;
-Pessoas trabalhando muito;
-Gente tensa estudando muito para ou fazendo uma prova difícil;
-Gente recebendo um não ou dando de cara com uma dificuldade;
-Qualquer cena que ilustre uma das inúmeras dificuldades cotidianas;
-Pessoas contentes trabalhando;

Ou seja, gente fazendo aquilo que é considerado pesado, difícil ou inconveniente. Se existem, são bem poucas.

Mas é preciso atenção para não gerar a expectativa errada, que só vai nos frustrar mais rapidamente e com mais intensidade. Os exemplos da primeira lista não são exatamente felicidade, mas são uma parte dela, chamada alegria. Ou euforia, boas sensações, como queiramos definir. Se só aquilo é felicidade – e que ocupa, vá lá, um terço do nosso tempo acordados, se muito - onde fica o resto todo?  Trabalho é castigo, criar filhos é problema, dificuldades são inúteis e provações não servem para nada?

Felicidade é uma definição que abarca tudo que faz parte da vida enquanto estamos na estrada certa. Pois quando na estrada errada, nada mais vale a pena. Corremos, vamos à praia, temos umas horas de diversão com amigos, ...só para, em seguida, voltarmos à realidade infeliz em que estamos inseridos. E aí o pão e circo, futebol, bebida e diversão, “ainda bem que é sexta/que droga que é segunda” e outras válvulas de escape começam a predominar. Deixar que imagens equivocadas determinem o que nos faz feliz pode justamente minar a felicidade em nossa vida. Pois ela vai além de sensações boas e momentos eufóricos. Está em cada pedaço do caminho quando o caminho em que estamos é correto.


Do ponto de vista cristão, este caminho seguro se recebe pela fé, que nos garante esta felicidade no conceito abrangente do termo. Momentos eufóricos e afônicos, momentos alegres e angustiantes, horas boas ou abatidas... Sabemos que tudo conduz para enxergarmos cada vez melhor e confiarmos cada vez mais que Jesus Cristo conhece cada ponto do caminho em que vamos pisar. E o melhor, não depende de nossas forças, Ele fez tudo para que pudéssemos ser felizes, no sentido completo e perfeito que o termo pode ter.


Rev. Lucas André Albrecht

terça-feira, maio 28, 2013

Marcos Ziemer fala sobre o momento da ULBRA

Entrevista com o reitor da Ulbra, Marcos Ziemer, na Rádio Pampa, de Porto Alegre, RS, falando com clareza e objetividade a respeito do momento e perspectivas da Instituição.

Parte 01

Parte 02


segunda-feira, maio 20, 2013

ULBRA e CELSP comemoram aniversário da Capela universitária

Fonte: ACS ULBRA


A ULBRA e sua mantenedora, Comunidade Evangélica Luterana São Paulo (CELSP), comemoraram no último domingo, 19.05, os 10 anos de inauguração da Capela Universitária no campus Canoas. Na ocasião, uma cerimônia foi celebrada pelo pastor da CELSP, Marco Jacobsen, juntamente com o capelão geral da ULBRA, Lucas André Albrecht, o capelão universitário do campus Canoas, Gehardt Grasel e o capelão de música Paulo Brum. O Coro Universitário, a Orquestra Sacra e mais dois grupos musicais da congregação conduziram os cânticos durante a cerimônia.
O presidente da CELSP, Adilson Ratund, e o diretor do campus Canoas, Erivaldo Diniz de Brito, destacaram a participação da comunidade universitária em eventos promovidos pela Pastoral, lembrando que a Capela é um espaço para reflexão e convívio na fé cristã.   
Capela está localizada no coração do campus da ULBRA
em Canoas.
O pastor Jacobsen fez um agradecimento especial pelo aniversário da Capela. “É o que simboliza a confessionalidade da ULBRA, se tornando um marco de sua comunhão cristã”, destacou. De acordo com Jacobsen, em média 130 pessoas da comunidade participam das celebrações semanais que ocorrem na Capela do campus Canoas.  
Ao final da celebração, os participantes deram um abraço na Capela e soltaram balões coloridos com mensagens. 

sexta-feira, maio 17, 2013

Celebraçao: 10 anos Capela da ULBRA


ULBRA confirma adesão ao PROIES e ofertará 49 mil bolsas


A confirmação da adesão ao programa encerra o processo iniciado em 13 de julho de 2009, com a assinatura do Termo de Compromissos e Ajustes Procedimentais entre a CELSP/ULBRA e a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN). Ainda será definida a data de início de concessão das bolsas que poderá ser em até um ano.Está confirmada a adesão da Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) ao Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino (PROIES). O anúncio ocorreu durante a reunião do Conselho Universitário na tarde desta quinta-feira, 16.05. Serão concedidas ao longo de 15 anos cerca de 49 mil bolsas de estudos integrais. O ingresso ao Programa faz parte das medidas de recuperação da Instituição.

Entrevista do reitor Marcos Fernando Ziemer sobre a adesão da ULBRA ao PROIES.
Rádio CBN AM 1.340 Khz | Porto Alegre/RS - 17.05.2013
Confira: http://migre.me/eAKMH



Fonte: ACS ULBRA

segunda-feira, maio 13, 2013

Apoiando a transformação social


Fonte: ACS Ulbra


Na constante consolidação de suas ações filantrópicas a Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) iniciou neste mês de maio o processo seletivo para a concessão de mais de 1,2 mil bolsas sociais em todos os seus campi, exceto Porto Alegre. São oportunidades integrais e parciais em diversos cursos presenciais. O pró-reitor de Planejamento e Administração, Romeu Forneck, explica, na entrevista a seguir, que esta ação integra um conjunto de iniciativas que visam a promover uma ação social direta, que atenda uma sociedade plural. Forneck também destaca programas como o Universidade para Todos (PROUNI) e o de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino Superior (PROIES) como estratégicos entre o público e o privado. Confira a entrevista na íntegra:


Qual a finalidade da implantação do Programa da Ação Social e Filantropia da CELSP/ULBRA?

O objetivo do programa é fazer com que esse projeto histórico da Igreja Evangélica Luterana do Brasil, que também é uma proposta cristã, se torne disponível para a sociedade plural. Neste aspecto, a gente vê que as propostas públicas tendem a ser afirmativas do status quo social. As instituições privadas têm melhores condições para causar este efeito no desenvolvimento social a partir de suas ações.
Na perspectiva de que existem barreiras de ingresso nas instituições públicas, e não nas privadas, uma proposta como esta da CELSP está à disposição de toda a sociedade. Então, pelo Programa da Ação Social e Filantropia a entidade passa a organizar recursos com vistas à transformação social. Uma parte importante dos recursos das unidades de ensino superior da CELSP, em todo o país, passará a ter este destino, prevendo ter em seus cursos e projetos toda a sociedade representada. Aí nós conseguiremos sair deste quadro histórico onde o Estado e as instituições públicas tendem a chancelar o status quo social - o Estado, como regulador, e as instituições federais de ensino superior direcionadas de fato para a sociedade menor posicionada socioeconomicamente pelas limitações impostas de acesso de vagas. É possível conseguir, nas instituições privadas, reverter este quadro.

Então, o que diferencia o Programa da Ação Social e Filantropia da CELSP/ULBRA das políticas públicas para acesso ao ensino superior?

No ano passado nos tivemos na UERGS entre 2,2 mil a 2,3 alunos sendo atendidos por um orçamento de aproximadamente R$ 40 milhões. E aqui na ULBRA nós destinamos para este fim, exclusivamente para PROUNI R$ 50 milhões. Com estes R$ 50 milhões - um pouco acima do orçamento da Universidade Estadual – ao invés de 2,2 mil alunos, nós atendemos em média 5,5 mil alunos.

A CELSP confirma-se como entidade filantrópica. Sendo assim, quais outros benefícios ou programas que estão previstos para a linha da filantropia?

Além das bolsas sociais, estamos trabalhando nas frentes das bolsas PROUNI, com alternativas de financiamento estudantil, com bolsas de gratuidade que a Universidade voluntariamente deseja conceder no sentido de promover uma ação social direta, além de projetos sociais pelos quais também se consiga fazer fluir toda a questão da confessionalidade institucional.

E o PROIES também está inserido neste conjunto de ações filantrópicas da Instituição?
Pelo PROIES está sendo previsto um volume impressionante de bolsas. Serão 49 mil bolsas, distribuídas em um período de 15 anos nas unidades da CELSP de todo o Brasil. Estamos levando a termo esse conjunto de ações, dando-lhe mais corpo e ordenamento, de forma mais estratégica. É importante quando nos posicionamos como instituição filantrópica, nos instrumentalizarmos para que se possa mensurar este resultado, para que assim sigamos nesta parceria entre público e privado nas políticas públicas.

Para qual nível de ensino é destinado e quais as unidades beneficiadas pelo programa de bolsas sociais?

Essas bolsas sociais que estamos agora com processo de seleção aberto se destinam a alunos do ensino superior nas instituições mantidas pela CELSP. Elas preveem primeiramente a atender uma lacuna que ainda há no PROUNI. Hoje, de acordo com os requisitos da lei do PROUNI, nós temos a necessidade de a cada nove alunos concedermos uma bolsa integral do programa.

Por que nem todos os cursos são contemplados por bolsas sociais? E por que Porto Alegre não tem oferta de vagas?

Nós estamos ainda em alguns lugares, em alguns cursos com alguma lacuna. Neste aspecto (de atender a lei do PROUNI). Então nós fizemos essa ação (inscrições para o programa de bolsas sociais) para que alunos em curso, matriculados regularmente em 2013/1 possam concorrer e antes da matrícula terem a resposta se tiveram a bolsa ou não e, já no segundo semestre 2013, poderem se matricular.  Alguns cursos já conseguiram atender a esta demanda do PROUNI, e por isso, não têm oferta de bolsas.

Quem pode participar?

Todos os alunos devidamente matriculados no semestre 2013/1. No processo da escolha do candidato não entra em questão pendências financeiras. Para se matricular no próximo semestre precisa regularizar a situação para atender aos requisitos para as rematrículas. Por isso, todos os alunos têm o direito de participar da seleção. 

Como se dá a renovação das bolsas?

A renovação é semestral. O aluno precisa se rematricular e anualmente é realizada a verificação do perfil socioeconômico. Verificamos se o aluno ainda está na mesma condição da época da concessão de bolsas. Ele passa pela Comissão da Ação Social da CELSP. Também é realizada a verificação in loco no endereço dos alunos e às vezes fazemos uma ação de amostragem também.

sábado, maio 11, 2013

às vezes sempre

Às vezes você está longe – mas está sempre por perto do meu ser.
Você pode ter momentos tristes – mas a ser alegre, aprendi com você.
Às vezes você pode estar cansada da vida real - mas com você aprendi a sonhar.
Você até ralhou comigo em tantos momentos – mas com você aprendi belas palavras, que valem por uma vida.
Às vezes você me deu o seu colo – mas sei que muitas vezes gostaria do meu abraço.
Você é sempre exaltada pelo que faz – mas sei que às vezes não dispensaria ser lembrada por quem é.
Às vezes você quase perde as esperanças – mas sempre ensinou o melhor caminho: fé em Deus.

Às vezes lembramos da mãe somente em um dia especial. Mas sabemos que este dia se repete sempre. Porque mãe não deixa de ser nem por um minuto. É uma missão de Deus para toda a vida.

Às vezes ser mãe tem seus momentos de tensão, ansiedade e dificuldades, mas jamais torna-se apenas uma obrigação ou fardo. Porque uma mãe não trabalha apenas com as mãos, não orienta apenas com a voz, nem enxerga somente com os olhos. Uma mãe não sorri apenas com os lábios nem repreende apenas com o olhar.  Ela faz tudo isso sempre com o coração. Ele é quem faz. Quem acolhe e quem educa. Quem sustenta.

Por isso, mãe, se às vezes teu coração está triste, machucado ou sofrido, lembre-se sempre de que o Papai do céu te ama como filha, te acolhe com carinho e te fortalece a fé no Filho para que sigas em frente, com a força que Ele dá.
MÂE!
Às vezes eu não digo,
Mas sempre penso muito:
EU AMO VOCÊ!


Rev. Lucas André Albrecht


quinta-feira, maio 09, 2013

Subidas e descidas

por Marcos Schmidt


A palavra "ascensão" puxa diversos assuntos, todos interligados. Por exemplo, a ascensão do consumismo: gente que se alimenta de produtos processados, mora em casas bem equipadas, carro na garagem, endividada com estilo de vida devoto ao acúmulo de bens não essenciais – um sério problema à sustentabilidade do planeta; a ascensão da violência: a cada 13 minutos um brasileiro é assassinado; a ascensão da injustiça: um relatório da ONG Transparência Internacional revela que a corrupção global aumentou consideravelmente nos Tribunais de Justiça; a ascensão da desonestidade: segundo pesquisa, seis de cada dez pessoas no mundo afirmam que a desonestidade aumentou nos últimos tempos; a ascensão das separações conjugais e da desestruturação familiar (disto nem precisa pesquisa).

No meio destas e de outras elevações, hoje é o dia da Ascensão de Jesus aos céus. Alguém pode pensar: ele deu no pé, fugiu deste mundo cheio de problemas. Mas não foi isto que ele prometeu: "Não vou deixá-los abandonados (...) Deixo com vocês a paz. É a minha paz que eu lhes dou; não dou a paz como o mundo a dá. Não fiquem aflitos, nem tenham medo" (João 14.18, 27).  Mesmo que pareça fora de propósito para os que buscam ascensões terrenas, este último ato visível de Jesus deixa um recado aos 7 bilhões de terráqueos: "Arranjem bolsas que não se estragam e guardem as suas riquezas no céu, onde elas nunca se acabarão" (Lucas 12.33). Aliás, se hoje a população mundial consome dos recursos naturais 1 planeta e meio por ano, conta que não fecha e deixa um futuro endividado, isto não é a ascensão da ignorância em tempos de tanta inteligência científica? Bem disse Paulo sobre as ascensões meteóricas, que para destruir o que o mundo pensa que é importante, Deus escolheu o que é desprezível e desvalorizado (1 Coríntios 1.28).  Diante disto, se Ele prometeu descer como subiu, que nos encontre fazendo o que pediu: "sejam minhas testemunhas".


Marcos Schmidt
pastor luterano
fone 8162-1824
Igreja Evangélica Luterana do Brasil
Comunidade São Paulo, Novo Hamburgo, RS
9 de maio de 2013

R2


Você está em mais uma daquelas semanas em que não sabe de onde vai tirar tempo e forças para cumprir tudo o que precisa fazer. Num raro momento de pausa e conversa, comenta: “Puxa, essa minha semana está uma loucura. Estou tão cansado!...”

Possíveis reações do interlocutor ao seu comentário:

R1) “Ih, a minha também, você nem sabe! Ontem tive que fazer (isso, isso e aquilo), amanhã já tenho (aquilo, aquilo e aquilo outro) e na semana que vem, olha, a coisa vai ser pegada e...”

R2) ‘Puxa, deve estar sendo pesada mesmo. Como você está lidando com isso?”

Qual delas lhe dá um novo ânimo, um sentimento de alento e amparo? Com qual delas você pensa: “Puxa, alguém que me compreendeu. Obrigado, amigo! Nem precisa me dizer uma frase de motivação. O fato de você ouvir, se importar e se interessar já valeu muito!” ?  

O tipo R1 é mais comum que gostaríamos. Não só da parte dos outros, mas também de nós mesmos. Tanta gente falando e tão pouca gente escutando...o resultado são tentativas de encontrar brechas para extravasar um pouco da nossa dor de ser. Alias, as vezes parece que este é um dos fascínios das redes sociais como Facebook. Ao menos por um instante temos a ilusão ou impressão de que muitas pessoas vão ler/ouvir o que temos para falar.

A postura R1 não é incomum também em nossa relação com Deus. Mal temos tempo para ouvir o que Ele tem a dizer em Sua Palavra e já saimos falando de nós mesmos. Reclamação, queixa, projetos, planos,... esperando que Ele ouça tudo e, se possível, responda conforme já sabemos de antemão. Não que Deus não queira nos ouvir falar. Mas faz muito bem para o nosso coração tirar um tempo para ouvir. Receber. Entender. E então reagir.

Na verdade, não será mais meramente reagir. O R de reação vira R de Resposta. Intencional, motivada pelo amor de Deus, por meio da fé. Por termos um Pai do tipo R2 – ouvinte, paciente, amoroso, carinhoso – somos estimulados à mesma postura. Não apenas reagir, mas responder. Pró-agir, como diz uma antiga palavra da moda. O bem que isto fará ao nosso próximo é incalculável. E não precisamos nos assustar se fizer um grande bem a nós mesmos também.

Ah, e se você tem ou encontrou amigos R2, segure-o com as duas mãos. Eles não são artigo comum.


Rev. Lucas André Albrecht

terça-feira, maio 07, 2013

Bolsas sociais

Fonte: ACS ULBRA

Estão abertas inscrições para bolsas sociais de estudo

A Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) por meio do Programa de Ação Social e Filantropia da Comunidade Evangélica Luterana São Paulo (CELSP) está com inscrições abertas até 31.05 para bolsas sociais de estudos integrais e parciais (50%). Para participar do processo de concessão é preciso estar devidamente matriculado em um dos cursos de graduação presencial com vagas oferecidas. Com o objetivo de fomentar a educação de nível superior à população de baixa renda podem ser beneficiados até 1.222 estudantes em todos os campi da Instituição, exceto Porto Alegre.

As oportunidades são para o segundo semestre de 2013.  As bolsas têm duração de seis meses e podem ser prorrogadas por mais seis conforme regras previstas no edital. O processo de concessão constará de 10 etapas. A classificação dos candidatos passará por análise dos dados socioeconômicos e entrevista com o serviço da unidade para qual se inscreveram.

Os interessados devem ficar atentos a algumas exigências para a seleção. Entre outras, possuir renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo (R$ 1.017,00) para bolsa integral e de até três salários mínimos (R$ 2.034,00) para bolsa parcial de 50%.  A documentação comprobatória deve ser entregue até 03.06. 

Dúvidas podem ser enviadas ao e-mail: bolsassociais@ulbra.br . Para inscrever-se no processo de seleção de bolsa social de estudo é necessário acessar www.ulbra.br/beneficios .

Clipe "Mais Viver"

Clipe da  Banda Mais Viver, da Pastoral da ULBRA.

Clique e assista!




Baixe a canção:: http://www.ulbra.br/bandamaisviver/ma...



Realização:: ACPA (Associação Cristã de Produção Audiovisual)
Imagens: Laércio Leitzke
Edição: Laércio Leitzke e Lucas Albrecht
Produção: Mais Viver e ACPA
Pòs-produção: Laércio Leitzke
Direção: Lucas Albrecht

Mais Viver é:
Eduardo Alves - Bateria
Djenane Albrecht: Vocal
Paulo Brum - Baixo e instrumental
Lucas Albrecht - Violão e guitarra

sexta-feira, maio 03, 2013

Mais Viver

Está no ar o videoclipe da Banda Mais Viver, da Pastoral da ULBRA.


A canção "Mais Viver" teve suas imagens captadas na capela do campus da ULBRA em Canoas. A produção é  da Banda Mais Viver e ACPA (Associação Cristã de Produção Audiovisual).

Clique e assista!




Baixe a canção:: http://www.ulbra.br/bandamaisviver/ma...


Realização:: ACPA (Associação Cristã de Produção Audiovisual)
Imagens: Laércio Leitzke
Edição: Laércio Leitzke e Lucas Albrecht
Produção: Mais Viver e ACPA
Pòs-produção: Laércio Leitzke
Direção: Lucas Albrecht

Mais Viver é:
Eduardo Alves - Bateria
Djenane Albrecht: Vocal
Paulo Brum - Baixo e instrumental
Lucas Albrecht - Violão e guitarra

To be accepted


How much would you pay in order to get in that university you always dreamed of? And how much for that desired vacation or in order to become a member of an exclusive group? How much is the perfect outfit worth? How can we calculate the price of being accepted, integrated, and valued in human society?

We usually have to pay to be accepted. In clubs, parties, groups. In events and meetings. Even at church, sometimes. One spends much money to get the outfit, shoes, accessories, car, house, person, well... that which will make him a part of that group he admires. Human beings are willing to spend huge amounts of money for the feeling of being accepted and included. Humans crave a sense of belonging.

But there is just one acceptance that truly changes our lives. How much would you be willing to pay for it?

Forget the math. There is no need for payment. And, actually, you would never be able to pay for it. This acceptance is given to you...free of charge.

Maybe that is the reason why many times it is despised. If it is for free, maybe it is not that cool. Might it be that religious groups have "fees" under the cloak of "offerings?" But, God's favor is Free for all. It can not be bought. Paying to be accepted is not true acceptance!

We don’t have to spend a penny for God’s acceptance, not even a down payment. The entire price, extremely high, was paid in full by His Son – it cost him his own blood.  In other words, God’s acceptance is a gift, received through faith. All that we can do is to thank this loving Father for this gracious gift which grants us access to our true identity of sons and makes us live up to our divine sonship.

By knowing that true acceptance cannot be bought we are able to reject any deal that subjects acceptance to an amount of money, looks or anything else. For it is just not the way God intended it to be.

In Christ we don’t have to pay for God’s acceptance. And we will never be able to calculate how much this means!

Rev. Lucas André Albrecht
Senior Chaplain at Ulbra,
Parish Pastor at “St. Paul’s” Lutheran Congregation,
Canoas ,RS, Brazil
www.ulbra.br/pastoral


Translation:
Rev. Paulo S. Albrecht
Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Text  revision
Ms. Kim Starr
MA Practical Theology & Deaconess Certified
Wisconsin, US

quinta-feira, maio 02, 2013

Vestibular ULBRA 2013/2 abre inscrições amanhã, 03.05




A Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) inicia amanhã, 03.05, o período de inscrições para o Vestibular 2013/2 para cursos presenciais, de Educação a Distância (EAD) e semipresenciais/EAD.  As provas serão aplicadas no dia 08.06 para os campi de Itumbiara (GO), Manaus (AM), Palmas (TO), Rio Grande do Sul e Santarém (PA) e polos de educação a distância. No dia 09.06 é a vez dos candidatos das unidades de Rondônia (Ji-Paraná e Porto Velho) realizarem o exame. A inscrição deve ser feita pelo site da Instituição (www.ulbra.br/vestibular) ou em um dos campi. A taxa é de R$ 60 para cursos presenciais e R$ 50 para EAD e semipresenciais/EAD. Quem se inscrever ao vestibular presencial entre 03 e 24.05 terá desconto de 50% na taxa. Na unidade de Manaus a taxa será de R$ 30 para todos os formatos sem desconto.
No Rio Grande do Sul os nove campi estão com cerca de 10,5 mil vagas, distribuídas em 133 cursos presenciais. O campus Canoas concentra o maior número de oportunidades, com mais de 5,3 mil vagas. Para EAD e semipresencial/EAD estão abertas aproximadamente 16,5 mil vagas para 13 opções de cursos.

Processo seletivo - Os concorrentes às vagas presenciais serão submetidos a 20 questões objetivas (15 de Língua Portuguesa e cinco de Matemática), além da Redação. No caso da EAD e semipresencial/EAD, a prova é de Redação. Os processos seletivos iniciam às 9 horas, horário local, nos dois dias. O gabarito será divulgado no site da Universidade às 16 horas do dia da realização das provas.  Já o listão com os aprovados será divulgado no dia 10.06 a partir das 18 horas para os campi do Sul. Para os demais os aprovados serão conhecidos conforme o edital das unidades, também pelo site.
Candidatos com deficiência devem informar sua condição em campo próprio. Aquele que precisar de atendimento diferenciado no dia da prova precisa preencher requerimento no protocolo especificando a situação até o dia 05.06 para que sejam tomadas as devidas providências. Candidatos com deficiência intelectual (síndromes e outros) devem apresentar laudos médicos recentes, com validade não superior a um ano, contado de sua emissão, até a data do vestibular.

Matrículas - Os aprovados do Rio Grande do Sul devem ficar atentos ao período de matrículas que vai de 11 a 13.06, das 8h30 às 20h. As outras unidades da ULBRA ainda estão definindo suas datas e as disponibilizarão no site.

Novidade em Porto Alegre

A unidade da ULBRA em Porto Alegre ofertará 100 vagas para o curso de Administração, no Vestibular 2013/2. A novidade decorre da autorização do Ministério da Educação, oficializada pela Portaria Nº 174, de 17.04.2013, já publicada no Diário Oficial da União.
A diretora da unidade, professora Vera Reinhardt, cita que os alunos ingressantes encontrarão uma proposta diferenciada de curso. “Temos um corpo técnico integrado por seis empresários voluntários, que atuarão como consultores de mercado. Eles participarão de reuniões com nosso corpo docente duas vezes por semestre; estão estabelecidas cerca de 15 atividades extensionistas por semestre; um projeto de pesquisa próprio; e nossas bancas de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) serão especializadas, integradas por dois professores doutores e um professor mestre”, enfatiza a gestora.
O curso de Administração da ULBRA Porto Alegre é noturno, com duração de oito semestres. Segue a mesma matriz curricular praticada em todos os cursos presenciais de Administração, nos 14 campi da Mantenedora no Brasil, e na modalidade EAD.  O coordenador é o professor Eduardo Basso Júnior e a coordenadora de Ensino, a professora Raquel Usevicius Hahn. O corpo docente programado para atuar é constituído de mestres e doutores.

Ingresso pelo ENEM

A ULBRA reserva até 10% (dez por cento) das vagas dos cursos ofertados nesta edição, para candidatos que desejam utilizar sua avaliação do Exame Nacional do Ensino Médio, dos anos 2011 e 2012 como critério de classificação para o processo seletivo. Para a inscrição, o candidato deve acessar o site www.ulbra.br/vestibular e realizar o cadastro em formulário próprio, anexando cópia digitalizada do desempenho no ENEM. Neste caso, o candidato está dispensado de realizar a prova, e concorrerá com a nota do seu Boletim de Desempenho. Após, deverá efetuar o pagamento da taxa de R$ 60 até a data do vencimento do boleto bancário.

Período de inscrições:
Presencial
Prova dia 08 de junho: Pela internet até as 20h dia 05.06
                                       No campus até as 21h do dia  06.06

Prova dia 09 de junho: Pela internet até as 20h do dia 06.06
                                        No campus até as 21h do dia  07.06

EAD/Semipresencial/EAD

Prova dia 08 de junho:  Pela internet até as 23h59 (horário de Brasília) do dia 07.06
Prova dia 09 de junho: Pela internet até as 23h59 (horário de Brasília)  do dia 08.06