quinta-feira, dezembro 09, 2010

Tradutores

Em palestras com convidados estrangeiros, a cena é comum: há alguém postado ao lado ou próximo ao palestrante. A cada duas ou três frases deste, aquela pessoa traduz o conteúdo para o idioma local.  
O tradutor.

Agora, imagine filmar o evento e, depois, editar somente com a fala deste intérprete. Poderíamos transmitir, para alguém que não estava presente, a idéia de que ele entende muito daquele assunto, não? Só que, na verdade, sabemos que o conteúdo é do palestrante. Quem realmente fala com autoridade e propriedade é aquele que domina o tema. È isto que, naquele momento, habilita o tradutor, ainda que conheça pouco do assunto, a falar algo importante a muitas pessoas.

E a plateia fica tranqüila de que estas palavras são verdadeiras. Pois o conteúdo vem, na verdade, de quem tem autoridade no assunto.

Este é um resumo do que significa ser um mensageiro, anunciador, compartilhador das Palavras da Bíblia. Quem quer que deseje falar do Evangelho, precisa ter consciência disto: é um tradutor intérprete do conteúdo. A autoridade não está em si mesmo, mas naquele que realmente domina o assunto. À parte disto, a platéia pode e deve ficar desconfiada. Pois o que for transmitido não vai fechar com o conteúdo original. Os tradutores, intérpretes, só podem falar algo com propriedade à medida que estão conectados em fé Àquele que lhes dá esta função.
.
É assim que os receptores ficam tranqüilos. Pois o conteúdo vem de Quem tem autoridade no assunto.
Postar um comentário