para seguir em frente

O que têm em comum estas situações?

_Corredor que perde o tênis no meio do caminho
_Motoqueiro que deixa cair um capacete na estrada
_Alguém que esquece a chave do carro.
_Alguém que não apaga a mágoa de um mal sofrido
_Uma pessoa que não se livra da culpa por algo de errado que fez.

Em todos os casos, o que ficou para trás vai prejudicar o seguir em frente.

Sempre que alguma coisa nos prende demais ao passado, compromete nosso futuro. Sempre que insistimos em olhar muito para trás, já não temos mais condições adequadas de seguir em frente. É assim. O retrovisor, que tanto ajuda um motorista, pode atrapalhar, se vier a ser o foco principal da atenção

No caso do capacete, do tênis ou do retrovisor, o problema até que se resolve rápido. Mas nossa culpa, medo, ansiedade e dor precisam de algo mais. E aí, entra Jesus Cristo. Ele no deu a cura que tira nossos olhos de um passado dolorido e aponta nosso olhar para um futuro promissor. Não precisamos mais focar tanto no que para trás fica, a não ser para lembrar do que se aprendeu, mas agora sem dor. É seguindo em fé, em frente, que está o que nos espera. Andando adiante é que encontramos o sentido para sorrir.

Pois é quando resolvemos o que ficou pra trás que estamos mais prontos para seguir em frente.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração