Possibilidades

Um tabuleiro de 64 casas. 16 peças para cada lado. Jogado por milhares de pessoas diariamente, em todo o mundo. Outro dia, então, fiquei pensando: será que com tanta gente jogando xadrez, não chega um ponto em que as partidas começam a se repetir?.

Dificilmente. A análise combinatória eleva as possibilidades aos milhares. Talvez milhões - algum matemático poderia nos ajudar. Aparentemente, são raras as chances de alguém ver em toda a sua vida uma partida deste jogo se repetir. Como exemplo, nas últimas semanas eu joguei centenas de partidas no computador. Nenhuma chegou perto de repetição.

A matemática e suas propriedades desconcertantes. Mas e o que, às vezes, nós pensamos, do Criador dela?

Em determinadas situações, somos tentados a limitar o poder de Deus. Achamos que tal coisa não dará certo, ou dificilmente se concretizará. Outras vezes, pensamos que Ele não vai nos perdoar por algum erro grave. Ou ainda, que suas bênçãos são em número x. Nossa cota pode estar perto do fim.

Engano. A análise combinatória da ação divina, se pudesse se feita, indicaria possibilidades inesgotáveis. Se no xadrez for possível, por fim, chegar a um numero finito, a contabilidade divina está acima desta conta. Se nossa vida parece, em alguns momentos, uma partida de xadrez, podemos jogá-la com quem nunca é vencido. Jesus Cristo é o Rei que, ao contrário daquele do tabuleiro, não tem movimentos curtos e limitados. Vai em todas as direções. Especialmente para o coração. Oferecendo a alternativa e o cuidado que nos deixam seguros, lutando em seu exército. Viver a fé nunca coloca nossa alma em xeque-mate. Porque Nele temos vida.

A cada novo movimento.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida