O jeito


Dia de gravação, bastante trabalho pela frente, mas não tinha jeito de acertar a regulagem da bateria. Aperta daqui, ajeita dali, tenta, muda, vai de novo.... e nada. Lá pelas tantas, “bom, vou tentar ainda mais este jeito”, disse o operador de áudio. Preocupado com a perda de tempo e consequente atraso da programação, perguntei. ”Tá, mas e se isso não resolver?”. A resposta:

-Ai então a gente se abraça e chora todo mundo junto.

Grande figura o Betinho Amaral. Sempre bem-humorado, sem deixar de ser sério e competente no que dizia respeito ao trabalho, conseguia fazer as horas trancados no estúdio até ficarem mais leves. Nâo teve como não rir. E espantar a preocupação. Ele não estava entregando os pontos, mas apenas dizendo, “calma, que algum jeito sempre tem”. E teve. E a gravação prosseguiu.

Algum jeito sempre tem.
Talvez sua dificuldade no momento seja bem maior do que perda de tempo. Pode ser que você esteja num dos locais severamente castigados pelas águas em Santa Catarina, ou ser próximo a alguém de lá. Pode estar numa região em que falte água, emprego ou luz. Pode estar doente. Pode estar de luto. No nosso caso, estamos em uma realidade em que as dificuldades se avolumam e a apreensão pode se tornar companhia diária.

Mas algum jeito sempre tem. Porque Deus é por nós. Portanto, nada pode ser contra. Nada. Se acontece algum mal, Deus trabalha para o nosso bem. Se aparece uma interrogação, ele trabalha para nossa resposta. Se crescem o medo do futuro e a angústia pelo que virá, é somente Ele quem pode firmar nosso coração para que não seja levado pelas torrentes de tristeza e desesperança. É confiando em Deus que encontramos a Força para não confiarmos apenas em nossas forças, mas caminharmos seguros na palma de Sua mão.

Podemos até nos abraçar e chorar juntos uns com os outros, em alguns momentos. Faz parte de nossa vida. Mas este não é o fim da história. A verdade é que Ele sempre vai nos abraçar muito mais forte para enxugar nossas lágrimas e nos dar o horizonte de que precisamos para não aceitarmos desistir. Mais do que ‘algum’,´este é o jeito de lutar, reconquistar, reconstruir.

E voltar a sorrir.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração