Causa de vida

Quando bem cuidado, ele é o símbolo da vida, da resistência, do amor, da entrega e de tudo mais que se refira a viver.
Quando não cuidado, ele transforma-se no maior inimigo. Pois é possível sobreviver com a parada ou ausência de diversos órgãos, mas é impossível quando ele deixa de bater

O coração.

Todos, portanto, carregamos dentro de nós aquele que pode salvar nossa vida ou acabar com ela.

Teoria comprovada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que mostra as doenças cardiovasculares como
a maior causa de óbitos no mundo. Seja pelo órgão em si, seja pelos seus ‘correlatos’- veias e artérias que começam a não mais cumprir suas funções. Ou seja, aquele em quem mais confiamos para nos manter a vida pode se transformar naquele que mais a ameaça.

Cuidados, tratamentos, e principalmente, prevenção sãos as grandes recomendações médicas para com este nosso órgão tão fundamental. Mudança de hábitos, exercícios e alimentação estão entre eles. Tudo para que de mocinho, nosso músculo cardíaco não acabe se transformando em vilão.

No que se refere à fé, também o nosso coração merece o mesmo cuidado. É fundamental termos bem certo o que vai ocupá-lo, alimentá-lo e o manter e pulsante na direção de nosso Deus. Se não, acúmulos indesejados podem começar a entupir nossas artérias, prejudicar nossa caminhada e, quando vemos, ele, que deveria estar forte, está sucumbindo diante dos perigos e tentações.

Deus quer cuidar e fortalecer nosso coração diariamente, nos oferecendo alimentação e exercício, além de medidas preventivas, para que ele continue sempre como bom moço, depósito da fé em Jesus, que é a Fonte de vida e força para não deixarmos de pulsar, lutar e sorrir.

E, desta forma, no coração continuará a estar a maior causa de Vida para o mundo inteiro.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Inveja e justiça