Precisamos

Uma das características humanas evidentes nas redes sociais é o moralismo engajado.

A nossa timeline está cheia de receitas, fórmulas e soluções para fazer o mundo ficar melhor, para as pessoas se comportarem bem e para combater os 'ismos' e 'fobias' dos outros. Por outro lado, o próprio moralista engajado já é uma pessoa consciente o suficiente e já sabe fazer uso correto dos meios, das formas, das palavras. É do bem, só fala com coerência, respeita os animais, é contundente e preciso, e fala a verdade doa a quem doer.
Porque, você sabe... são sempre os outros que precisam de conselhos...

Mas a verdade é que somos todos nós que precisamos de perdão.

Perdão oferecido, doado, gratuito. Sem ser condicionado a regras de bom comportamento ou condições moralistas(porque, neste caso, ninguém receberia). Ao alcance da mão – ou melhor, do coração. Oferecido por Quem foi moralmente perfeito para que destruir o nosso moralismo e fazer de nossas ações resultados de uma fé que crê, confessa, age e ama o próximo.

Porque, você sabe... os outros..., e nós!... precisamos de Graça e Amor.

Muito.



 P. Lucas André Albrecht
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração