sexta-feira, março 20, 2015

Viagem de ida

  

Há dois, anos, escrevi uma mensagem a respeito do ousado projeto da entidade chamadaMars One: colonizar Marte. Foram abertas inscrições para voluntários e mais de 200 mil pessoas aderiram. Há alguns dias, uma noticia relatava que 100 pessoas já estavam pré-selecionadas, das quais 24 seriam escolhidas para dedicarem sua vida ao projeto – já que a passagem é só de ida.

Mas há noticia mais recente. E a principal delas é de que o projeto está levantando suspeitas de sua viabilidade. Cientistas do MIT apontam problemas de viabilidade da façanha. E até integrantes dos 100 pré-selecionados estão colocando em dúvida a austeridade do projeto. Por outro lado, porta-vozes da empresa continuam afirmando que ele é viável e que vai acontecer.

Ou seja, garantem que essa viagem só de ida não é enganação. É fato.

Isso me fez lembrar que outra promessa de uma viagem só de ida. Jesus Cristo prometeu que, por meio dele, não apenas 200 mil, mas todo e cada ser humano tem acesso a uma passagem só de ida para a eternidade. E, desde que ele partiu, prometendo vir buscar a tripulação em breve, há inúmeras tentativas de desqualificar Suas palavras. É inviável. É lenda. É ingenuidade. È só promessa.

Todas sem sucesso.

Porque a boa notícia permanece. A viagem de ida para a eternidade está garantida. Ela começa já aqui, quando recebida por meio da fé Nele. É nesta fé, mantida até o fim desta vida, que temos a certeza de que há um outro mundo possível. Não apenas possível, mas real e duradouro.A vida eterna.

Quando somos chamados para dentro desta promessa, ela também nos compromete. Não com Marte, mas com o ser humano, seja onde ele estiver. Especialmente, se estiver muito próximo, precisando de cuidado e atenção. Precisando de alguém que conheça mais do seu mundo e lhe alcance um pouco de compreensão. Compartilhe fé, amor e esperança para bilhões de pessoas que estão aqui, bem perto do chão.

Virão mais décadas e séculos. Virão mais tentativas de desconstrução. Mas todas vão falhar. Porque, neste caso, a promessa não vem de uma entidade privada, que tem processo de seleção questionado e que depende de doações para efetivá-la

Ela vem do The One. Aquele que doou a si próprio para que esta viagem fosse segura.

E que não quer deixar ninguém para trás..



(P. Lucas André Albrecht)
Postar um comentário