sexta-feira, novembro 07, 2014

Pressa expressa


Na era da pressa, não conseguimos mais esperar.

Telefone, mensagem. trânsito, fila. Promoção, crescimento, amadurecimento, oportunidade;
Esperar a sua vez.

Quase não temos mais paciência para as coisas que não levam o tempo que gostaríamos que levassem. O programa a ser baixado, a mensagem a ser enviada, o contato a ser feito, a resposta aguardada. A impaciência se torna, então, uma companheira de todas as horas..

De tanto estabelecermos  tempo, esquecemos que relacionamentos, pessoas, oportunidades, e até mesmo o clima, não obedecem relógio humano nenhum. E, então, trazemos para dentro de nossas vidas frustrações que não precisariam estar lá, se apenas lembrássemos que o tempo de algumas coisas importantes não têm a mesma pressa de andar.

Podemos trocar essa pressa expressa pelo expressar confiança Naquele que é o dono do tempo. Especialmente, do tempo exato de as coisas aconteceram. Ele já deu provas disso. Quando “veio a plenitude do tempo”, enviou aquele que conquistou todo o tempo do mundo – a vida eterna. Caminhando neste passo, a impaciência cede espaço à segurança e a confiança de que o relógio está sempre a nosso favor. Pois não estamos mais presos a um mero cronos, e sim conectados a Cristo, o dono dele. Seu amor é sempre pontual. Em todos os sentidos.

Amor expresso em atos precisos, e impressos com precisão em nossos corações. Amor que pode ser compartilhado com quem nos cerca de maneira um pouco mais precisa, sem tanta impaciência, respeitando tempo e o jeito de quem precisa do nosso olhar, do nosso gesto. Pessoas que precisam muito de alguém que não se prenda a um tempo exato quando o assunto é se relacionar

Na era da pressa, ainda vale a pena esperar. Pois o que é mais importante continua acontecendo sempre no tempo certo.

 P.Lucas André Albrecht


Fonte da imagem
Postar um comentário