Reforma

A data de hoje tem se pautado pela festa importada do norte, que fala de bruxas, abóboras, monstros e afins. No entanto está é uma...hum... ‘celebração’ incomparavelmente menor do que outra, que impactou a sociedade mundial: a Reforma Protestante, que tem como marco o dia 31 de outubro de 1517.

E quando olhamos para a trajetória do principal líder do movimento, vemos que muito da vida de Martinho Lutero pode ser inspirador para a nossa.

Um dos motivos: ele tinha consciência de que podia não estar certo. Foram anos de pesquisas e debates antes de tomar uma posição mais definitiva. O que mostra a importância do interesse de unir, não separar.

Outro, foi sua obstinação pelo estudo e conteúdo. Não bastava contestar. Era preciso ter conhecimento, conteúdo. Não só querer falar e discutir mas principalmente ter o quê falar, com maior exatidão e clareza possíveis. A importância do conhecimento.

Ainda outro, dentre muitos, foi sua fidelidade à Palavra. Em seus escritos e documentos, procurava fundamentar tudo com o Fundamento da Vida, de onde realmente se podem buscar ensinamentos para uma vida inteira. A importância da Palavra.

E também sua coragem em enfrentar, apoiado por muitos amigos, as maiores adversidades possíveis, permanecendo firme na fé em Jesus Cristo e nos seus ideais. Ficar de pé para defender aquilo que acreditava. A importância da fé, que leva à coragem e ousadia.

Não foi passe de mágica nem bruxaria. Lutero lutou com as armas que estão disponíveis também ao nosso alcance: fé, perdão, coragem, conhecimento, amor. O mundo ainda hoje precisa de constante Reforma. Sem deixar pra trás o que não faz bem e manter o que faz, constantemente, a vida se torna uma eterna repetição. Isto é ser reformador todos os dias, sem medo dos fantasmas da tristeza, desespero e frieza que insistem em assombrar e tentar fazer desistir. A história pessoal daquele monge está aí para apontar o fato: de Deus vem nossa sustentação e o nosso querer reformar.

No dia 31 de outubro, portanto, se nossa vida precisa de sentido, sustentação, força e orientação, já sabemos qual das duas celebrações aponta Quem realmente tem o poder de nos encantar. 



P. Lucas André
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração