Um pouco de pai

Tem sempre um pouco de pai dentro de cada filho. Tem sempre um pouco dele que se leva para o viver, como algumas frases características podem bem ilustrar.

_Um pouco de falta de tempo, de pressa, de preocupação.
“Estou ocupado agora”

_Desejo de acertar, disciplinar, educar. Talvez nem sempre certo, mas sempre tentando acertar.
“Espere só até eu chegar em casa”

_Um pouco de dúvidas, anseios, indecisões.
“Vá perguntar para sua mãe”

_Vontade de lutar, perseverança. Consciência da necessidade de luta, de força, superação.
“No meu tempo eu ia para a escola a pé”

_Boas lembranças, bons tempos. Um passado de lutas que sustenta o presente.
“Quando eu tinha sua idade...”

_E sempre a importância da presença. Do apoio, do carinho, do sempre auxiliar.
“Vem cá que eu te ajudo”

Um pouco de medo, um pouco de angústia. Um pouco de alegria, um pouco de apreensão. Por isso é importante termos um pouco daquele Pai que é quem pode nos acompanhar em qualquer situação.

O Pai Celeste nos orienta, ampara, nos move a viver. Mostra quando o erro bate à nossa porta, mas traz o perdão que é quem entra para morar. Traz a alegria para fazer parte da vida, amor para preencher o coração. Deus é referência sempre certa e segura. Também os pais, que pela fé no Filho são filhos, recebem deste Pai o Seu colo e amor.

Na verdade, um pouco é pouco. O melhor é ter muito. Termos tudo de bom que Ele tem a oferecer.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Inveja e justiça