sexta-feira, junho 11, 2010

Antes do chamado

Eu conversva com um grande amigo, um experiente pastor. Ele comentava um grande sonho que queria ainda colocar em prática. Ao começar a conversa, disse:
- Lucas, antes de o Pai me chamar para casa, eu tenho planos de...
E então falou a respeito da idéia.
Mas este não é o foco desta mensagem. O que me chamou a atenção foi esta frase suave, doce e confiante: “Antes de o Pai me chamar”. Ela ficou na minha cabeça, e eu sabia que ainda escreveria algo sobre.

A razão é porque este é um pensamento que sempre pode nos acompanhar: o que estou fazendo, o que vou fazer, antes de o Pai me chamar para casa?

Ficar magoado, reclamar? Quem sabe achar que os outros sempre são mais felizes do que eu? Falar mal das pessoas tirando conclusões que não podemos sustentar? O ainda, julgar o pelo que vemos, ao invés de ir perguntar? Desistir, lutar? Sorrir, não tentar? Procurarmos nos servir do poder ou querer o poder de servir?
Viver sem fé?

Estas questões tornam-se ainda mais importantes quando lembramos que “o Pai me chamar para casa” pode ser hoje, e não necessariamente só quando tivermos 90 ou 100 anos. NIguém sabe o dia de amanhã. “Hoje é o tempo oportuno” (2 Coríntios 6.2)

Jesus Cristo, antes de voltar para o lar, realizou a obra que dá sentido à nossa vida. O que Ele fez por nós dá capacidade de viver o agora, o presente, o “antes de o Pai nos chamar pra casa”, confiantes, felizes e esperançosos. Para podermos também compartilhar esta boa noticia e colocar em ação o conteúdo do Seu amor. Antes de chegar o dia em que o Pai estará diante de nossos olhos, podemos viver confiando e agindo conforme esta fé. Aliás, é somente por causa de Seu amor que podemos viver tão seguros o agora. Porque sabemos o que vem depois

Algo que podemos viver agora, amanhã e sempre. Até o Pai nos chamar para casa.
Postar um comentário