que tipo?

Certa tarde, dois garotos jogavam juntos. A brincadeira mal tinha começado e o mais velho tomou vantagem do seu adversário mais fraco. O menor, orgulhoso demais para reclamar, afastou-se e sentou num banco ali perto, lutando para não deixar rolarem as lágrimas.

Depois de um tempo, o mais velho ficou cansado de jogar sozinho e disse:
-Ah, Daniel, vem jogar de novo. Me desculpe!
Daniel, lembrando de outras experiências similares, não respondeu logo ao convite.
-Vem, vem cá, vamos jogar - insistiu. -Eu já pedi desculpas!
-Sim - respondeu Daniel, ainda um tanto chateado - Eu ouvi.
Mas que tipo de desculpa? Do tipo que você não vai fazer isso de novo?

Reconhecer erros e mudar de atitude é mais difícil do que parece. Nosso jeito de ser às vezes traz idéias e atitudes de todo tipo, nem sempre fáceis de contornar, e que podem magoar nosso próximo.

Difíceis para nós, mas não impossíveis para Deus. Pois Ele é a referência certa de perdão e recomeço. É a ação Dele que pode mudar nosso coração e levá-lo, em fé, a outro jeito de agir;

Do tipo ‘dessa vez vou me esforçar por fazer o que é mais certo’.



Fonte da ilustração
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Inveja e justiça