ParaVocê

Fonte da imagem
Para ilustrar a mensagem de hoje, basta pedir que você lembre de como é uma corrida de 100m nos jogos Para-Olimpicos.

Lembrou?

Aos que nunca viram, atualizo: o corredor, portador de deficiência, não corre sozinho. 'Amarrado' a ele vai o seu guia, que precisa acompanhá-lo no mesmo ritmo. Correr junto.
O que na verdade não é nada diferente dos corredores chamados de 'normais'. Eis que também eles têm seus treinadores, apenas que estes não correm junto. Mas estão junto.

Quando o autor bíblico de Hebreus estimula a seguirmos em frente na corrida que temos diante de nós(12.3), leva em conta a mesma coisa. Amarrados a Deus, pela fé, jamais corremos sozinhos. Nosso Guia amarra-se ao nosso coração pela fé para correr junto.
E Ele corre mesmo. Cada passo. Cada curva. Correndo no mesmo ritmo, e vai ser assim até o fim, até cruzarmos a linha de chegada. A menos que a gente decida não mais precisar dele.

Esta é uma, das várias ilustrações que o ParaPan nos traz para aplicarmos em nossa vida. E, levando em conta que 'pará', em, grego, quer dizer 'junto a, ao lado de', esta é uma corrida da qual Ele não só não abre mão de prestigiar com também de atuar sempre: o ParaVocê.
2 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida