Namorados

Antigamente os três passos até a vida a dois eram: namoro, noivado e casamento. Hoje é o dia dos que estão no primeiro deles. Mas não sei se ainda dá pra falar em namoro. Pois parece que hoje este não é o primeiro, mas o quarto passo. Antes de namoro, noivado e casamento, vêm ficar, ficante e rolo. Que são os que eu conheço, pode até ter mais.

Mas vou me arriscar a falar em namoro, já que muitos ainda namoram. Talvez todos até ainda namorem, mas cada um tem um conceito diferente para isso. Mas principalmente porque o ser humano ainda quer ter compromisso. Tanto que anel de noivado ficou meio raro, mas anel de compromisso existe aos montes. De alguma forma, se busca sinalizar. “ele ou ela é meu”.

Na minha opinião, principalmente, indicar eu sou de alguém. Ta certo que aquela música dizia, “eu sou de ninguém, sou de todo mundo...”. Mas isso dura pouco. Talvez o mesmo tempo que o energético ou a festa. Depois, é grande a busca por ajuda, conselhos, solução para a necessidade de ser amado, e não apenas usado.

Namorar é bom e faz bem. Faz bem porque é um período de conhecimento mútuo. E porque, apesar de tanta ficação por aí, continuam acontecendo inúmeros casamentos - a capela da Ulbra e sua beleza que o digam. Então, nada melhor que um período de para conhecer o conteúdo por trás da casca. De ver o outro não apenas bem arrumado e cheiroso, mas também nos diversos momentos e estágios dia, da semana, do ano.

Sobre isso, uma consultoria rápida e gratuita para saber se seu namoro já está bem encaminhado para um casamento. Duas perguntas:

_Você já discutiram ou brigaram (claro, não de soco) alguma vez? Não? Então esperem até acontecer. Vocês precisam saber como vão lidar com isso. Se não, o casamento termina na primeira toalha molhada em cima da cama.

_Você consegue ver algum defeito no outro? Não? Então espere conseguir. Já que ninguém é perfeito, enquanto você não vir isso, é sinal que está apenas apaixonado. Na paixão, vemos só alegria. Mas amor é quando vemos o que há de bom, de não tão bom, e então aceitamos e amamos a pessoa toda, como ela é.

Igual a Deus. Ele aceita você do jeito que você é, por meio da fé. Para que também se sinta seguro para amar alguém, namorar, e ser feliz.
2 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração