Paz?

Vamos confessar, você e eu não preferimos viver em paz. Não é verdade?

Bom, só isso explica porque nos irritamos tanto com o carro que não arranca meio segundo depois do sinal abrir. Com a espera em qualquer lugar por qualquer coisa. Com as pessoas que não fazem as coisas do jeito que imaginamos. Pra não falar de assuntos maiores e mais importantes.

Nós procuramos a incomodação. Fazemos de tudo por um pouco de impaciência. Damos muita chance para a irritação. Enchemos nosso dia destas gotas que vão enchendo a jarra do coração, -às vezes está mais para copo de cafezinho -, que transborda ou quebra com muito pouco. Pequenas gotas que causam grandes enchentes. Coisas simples da vida que são complicadas por quem a vive – nós mesmos. Nos tiram do sério, nos tiram o sono. Nos levam a paz.

É, fazer o que o salmo bíblico 34 pede, “procurem a paz e façam tudo para alcançá-la”, é mais difícil do que parece. E não somente por causa das guerras, e sim porque fazemos de muitos de nossos dias uma batalha, que, em grande parte, são desnecessárias.

Se é fato que temos dificuldade em procurar a paz, é muito mais certo também que Jesus, a Paz em pessoa, abriu guerra contra estes problemas. E venceu, na cruz. Isto nos garante a paz de coração, aquela que realmente importa e dá sustentação à paz que queremos para nosso dia.

Isto quer dizer que, vivendo com Ele, buscamos e alcançamos paz não apenas para a sinaleira, a fila de espera ou dentro de casa. Temos paz eterna, real, a porta que permite alcançar o perdão e a vida plena. Isso é, de fato, querer e buscar viver em paz.

É o que você prefere?
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração