quarta-feira, novembro 22, 2006

Forma

Fonte da imagem


Daqui a pouco é hora de ir pra academia. E, se eu simplesmente não parar tudo para ir, não vou mesmo. Óbvio, não? Mas real. E mais óbvio ainda: ninguém vai fazer isso por mim.

Fazer exercícios desta forma, além de fazer bem para a forma, tem me ajudado na essência também. Uma das coisas boas é exercer a disciplina. Outra, a persistência. Quando começamos a pedalar, andar ou puxar ferros, o embalo é grande. 'É agora que eu fico com a cintura da Barbie'. Mas alguns dias ou semanas se vão e, com eles, toda a explosão. Preguiça, compromissos, desânimo, falta de tempo, não importa o nome da desculpa, ela aparece.

Essa é a hora de forçar mais um pouco. De dar um passo além. Ainda ontem me aconteceu. Estava em 12 minutos de corrida e pensei em parar. "mas eu quero chegar aos 20", pensei. Nos quinze quase desisti. Por fim, a esteira foi parceira e juntos vencemos as pernas e a desmotivação.

Se o corpo pode, tenho certeza que a alma, a fé, também. Talvez você esteja pensando que seu relacionamento amoroso/familiar não tem mais jeito. Que sua promoção ou aumento não vai sair. Que não vai mais conseguir contornar aquele determinado problema. Que não vai saber mais viver sem a pessoa que partiu.

Mas corra mais um pouco. Vença o ranço. Resista. Só mais uns minutos, e depois mais uns. Se acontece no exercício, é certo que pode acontecer no interior. E, depois que passa a primeira vontade de desistir surge um novo ânimo para continuar muito mais.

Daqui a pouco você termina de ler este texto e vai pra academia 'vida'. Correr um pouco na 'rotina' , ou pedalar na 'dificuldade'. Mas vá mesmo! De corpo e alma. Continue. O resultado final compensa todo o esforço. Deixar a alma em forma trabalha a essência. Que trabalha a forma. Que reforma toda a sua vida.
Postar um comentário