Sanguedá

Já fazem alguns dias que o termo "sanguessuga" está nas manchetes do país. São os deputados e demais comparsas, acusados de, (que novidade!) abusarem do patrimônio público.

De tanto vermos exemplos de gente querendo somente sugar o sangue dos outros, é até um risco muitos não acreditarem que alguém deu sangue: Jesus, quando morreu pela humanidade. Os políticos da época, como os de hoje, planejaram tudo ás escondidas. Mas Ele, não. Deu a cara para bater, o sangue por sua missão e a vida para quem crê.

Um baita patrimônio. E que é público.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida