Porquê





A matéria informava sobre um festival de música. Mas o que chamou a atenção foi o recorte: abordava pessoas que estavam lá sem saber exatamente o porquê. Alguns dos entrevistados diziam que não conheciam os artistas, mas estavam aproveitando para curtir. Uma das falas: “Não gosto de música eletrônica, não conheço, mas aqui é lindo e já fiz vários snaps e fotos", 

Levando isso para a vida como um todo – estamos aqui por quê? Para tirar fotos, para curtir? Mal sabemos o que está acontecendo?

Bem, esta pode ser uma das alternativas de passagem pela vida. Curtir a ignorância enquanto se tira fotos e se toma champanhe. Mesmo quem não tem tanto dinheiro assim pode passar a vida apenas existindo e verificando a próxima atualização da rede social. Mas precisamos ficar atentos, Nem tudo na vida é festa. E nem tudo acaba em música. Pode acabar bem mal. E não poderemos alegar ignorância.

É por isso que Jesus Cristo oferece a festa da fé, a vida com paz e sentido  Ela nos tira do final infeliz e nos coloca no ambiente da família de Deus.
Perdoados Poe Ele, somos seguros e cientes. Assim, quanto mais estivermos atentos ao nosso propósito de vida, menos mecânica ela fica, mais autêntica. E com um sentido que é menos selfie e mais de ação na direção do próximo, como expressão da fé em Quem sempre está próximo do coração

Isto não quer dizer que vamos deixar de curtir e celebrar. Mas sempre saberemos muito bem  o porquê.


 P. Lucas André Albrecht
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Inveja e justiça