quinta-feira, abril 16, 2015

RIQUEZA

675,000 dólares.

Que valor é este? Prêmio de Loteria? Venda de uma casa? Impostos pagos em um ano? Riqueza acumulada em uma vida de trabalho?

Nada disso. Trata-se de... troco.. Moedas que as pessoas deixam cair e não percebem, ou não param para ajuntar. E isto só nos aeroportos americanos no ano de 2014. A informação é da TSA, agência responsável pela segurança aérea naquele país. “Sempre tentamos reunir as pessoas com aquilo que elas perdem”, disse um funcionário. “Mae em alguns casos, como das moedas, isto se torna impossível”. Até porque ninguém volta para reclamar o que é seu’

Quem diria... Uma moedinha que se deixa cair aqui e ali soma, ao final do ano, uma quantia que poderia mudar uma vida.

Parece com os pequenos ‘trocos’ que esquecemos que deixamos cair em relacionamentos diários. Parece tão pouco dizer uma palavra errada aqui, uma ofensazinha leve ali, uma desconsideração mais adiante. Seguimos em frente gastando a paciência, a energia e o coração das pessoas e achamos que tudo está bem.

Ao final de um período, no entanto, frequentemente estes trocos voltam na forma de uma grande volume de mágoa, ressentimento. E muita dor. Acabamos mudando uma vida. Só que para pior.

A troca que Jesus Cristo fez no alto de uma cruz foi para trazer um cenário diferente. Toda a divida que tínhamos, foi paga para, pela fé, poder ser feita a troca feliz:  erro por perdão, tristeza por segurança, frieza por consideração. Podemos viver, pela fé, notando melhor as pequenas coisas, antes que fiquem grandes. Voltar para reclamar, quer dizer, para ouvir, para recuperar. E investir não trocados, mas esforço inteiro em cultivar relacionamentos, pessoas, vidas.

A matéria relata, ainda, que, desde o surgimento o Iphone, em 2007, a perda de pequenas moedas aumentou em cidades como, por exemplo, Nova York. Não parece ser mera coincidência com o que a tecnologia móvel pode fazer com muitos relacionamentos, trocados por vaidades e coisas efêmeras, gerando mais dor e decepção.

Deus nos convida a trocarmos a vida feita de pequenos trocos por um amar de forma integral.

E Ele sempré quer nos reunir com aquilo que perdermos. Porque é riqueza para levarmos pela a vida toda.


(P. Lucas André Albrecht)
Postar um comentário