Ele não esquece

·         Ouça esta mensagem


Os pais que já tiveram a experiência de deixar o filho na escola no primeiro dia de aula sabem que pode ser uma experiência difícil pra criança. É o momento em que elas se afastam da segurança da familia para um lugar que poderíamos chamar, olhando pelos olhos da criança, de solitário e hostil.

Do ponto de vista do adulto não parece grande coisa. Ele deixa a criança no inicio da manhã, ou da tarde, e, no fim, está lá para buscá-la. Apenas um turno de 4 a 5 horas… Mas, e para ela?... Pois, a gente lembra muito bem: quando somos crianças, a noção de tempo é diferente. Tudo parece que demora mais. Para ela, é uma manhã que parece que não vai acabar. E aí, pode surgir a dúvida, a ansiedade, o medo. ”Onde está meu pai, minha mãe? Será que viraram as costas, será que esqueceram de mim?”

Depois do que parece uma eternidade, chega o momento em que lá estão eles para nos buscar. Alivio. Paz. Segurança da presença deles.

Podemos lembrar  desta ilustração nos momentos mais duros e solitários de nossa existência, aqueles em que a sensação é de que o Pai nos largou em algum lugar e virou as costas. Esqueceu-se de seus filhos. Nossa noção de tempo é diferente, e podemos nos angustiar demais. Podemos nos sentir inseguros.Podemos ficar com muito medo...

Mas o Pai jamais nos esqueceu. Jesus Cristo jamais deixa de ter seu olhar em nossa vida, nem sequer por um minuto.

Ele sempre esteve lá e sempre vai estar.

E no Seu tempo, vai trazer Alivio, Segurança e Paz.

  

(P. Lucas André Albrecht)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Inveja e justiça