A gente sabe

Final da conversa, no corredor. A situação não muto boa, grandes dificuldades para serem enfrentadas. Um abraço, uma despedida.
-Até mais... fica com Deus, que Ele te dê forças sempre, tá bom?
-Tá certo, obrigado!...
E o complemento:
-...Ele tem dado muita força, sim. A gente às vezes chora, desanima ou fica com medo. Mas sabe que Ele sempre vai dar forças.

A gente sabe.

Sabemos que quando levantamos, Ele já estava de pé, esperando nosso primeiro olhar.
Sabemos que quando escovamos os dentes ou arrumamos o cabelo, Ele já tinha nos visto antes do espelho, sabendo que somos belos até quando acabamos de acordar.
Sabemos que à medida que o nosso dia segue Ele mantém o vagão preso aos trilhos, já que só por nossas forças, começaria  a descarrilhar.
A gente sabe que cada vez que nossos pés encontram o chão, o caminho está observado de perto, com tranquila precisão.

Sabemos. Mas mesmo assim fraquejamos.
O que é um bom sinal.

Se você fraqueja, mesmo sabendo que Deus existe. Se você chora, mesmo sabendo que a alegria no Senhor é nossa força. Se você, irado, reclama, mesmo sabendo que Nele temos paciência. Se você, em alguns momentos, pensa em desistir, mesmo sabendo que sempre é possível lutar, é um bom sinal.
Porque mostra que você não está se entregando a promesas fáceis de felicidade, nem está enxergando o mundo como um grande tobogã. Não faz da vida um parque de passeio nem acredita que, só por ter fé, precisa sorrir de tarde, de noite e de manhã.

E sinal melhor ainda é olharmos pelos Seus olhos, quando os nossos já não conseguem enxergar. Caminhar pelos Seus pés, quando os nossos já não sabem onde andar. E principalmente, estarmos ligados a Jesus Cristo pela fé, quando o coração quiser tentar parar. Sinal de que continuaremos em frente, descendo ladeiras e subindo montanhas, confiando que Nele está o nosso querer e o nosso realizar.


Porque, ligados a Ele, a gente sabe, confia e segue em frente. Sabendo que, na fraqueza, forças nunca vão faltar.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração