Crer e ver



Você certamente já ouviu falar de São Tomé, aquele do “ver para crer”. Do ponto de vista racional e científico, é até mesmo possível afirmar que todos somos assim, certo?

Não creio. Se observarmos bem, o que realmente acontece é que nós acreditamos naquilo que queremos acreditar. Pois quando não queremos, o não ver torna-se o argumento mais à mão. Já quando queremos acreditar, uma única justificativa já serve de sustentação.

Alguns exemplos:
Garra – alguém de nós já viu e pode comprovar cientificamente que ‘garra’ existe? No entanto, é muito difícil achar alguém que não acredite que ela exista.
Silêncio – Ninguém de nós nunca viu o silêncio. No entanto, provavelmente todos nós acreditamos que ele exista. Não vemos e nem ouvimos.
Felicidade – Não é possível enxerga-la, mas todos acreditam nela, tanto que é considerado um direito legitimo procurá-la.

Muitas outras coisas poderiam entrar nesta lista. Intangíveis e invisíveis como solidariedade, paciência, inteligência emocional; e também previsões, ovnis, promessas de times de futebol e de campanha, e tantas outras coisas. Até os considerados fatos do passado precisamos acreditar, em certa medida. Ninguém de nós pode vê-los, apenas procuramos comprová-los pelo que até nós chegou.

No fundo, o ser humano é crente. E isto inclui até os que se declaram agnósticos ou ateus. Por outro lado, quanto não queremos acreditar, não cremos nem que vejamos a coisa na nossa frente.
Com Jesus Cristo isto aconteceu. Com a Bíblia, acontece até hoje. A diferença é que aqui, antes do nosso querer, vem o realizar de Deus. Ele age, para que possamos crer. E passarmos a ver o que só a fé revela aos olhos e ao coração.

E é por isso que Jesus disse a Tomé “Bem-aventurados os que não viram e creram”. A fé é justamente a certeza do que não se vê. Fundamentada na Verdade, se a apega ao que recebe da Sua Palavra. E, neste caso, o ser crente se refere a nada menos que DEUS! Não é num time, numa pessoa, num objeto desconhecido, nenhuma ideia qualquer. É o Criador e Mantenedor do mundo e da vida.

No fundo, todos somos crentes. Alguns admitem. outros, apenas o fazem de outra forma. Mas quem está em Jesus Cristo, não está apenas em fé como senso comum. Está na comum unidade que somente a fé Nele é capaz de trazer.

E da qual também fez parte o próprio São Tomé.


Rev. Lucas André Albrecht
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração