Sugestão para os pensadores do Código Penal. Se uma mulher se declarar incapacitada de cuidar da VIDA que está dentro dela, não precisa matá-la. Quando a criança nascer, ela pode ser entregue a um dos milhares de casais da fila de adoção, que a receberão com amor, de braços abertos.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Inveja e justiça