Perfis


Outro dia vi na TV matéria que mostrava pessoas atravessando a rua fora da faixa. De certa forma, elas acabaram ficando com uma imagem pública negativa por um fato isolado, não importando sua vida até ali. O mesmo se vê em outras reportagens casuísticas, algumas com “câmera escondida”, onde pode acontecer de alguém ter seu nome manchado para sempre em função de um erro apenas, um evento, uma atitude isolada.

A cantora inglesa morta recentemente tinha uma grande virtude, a voz. No mais, as noticias públicas sobre seu perfil acumularam brigas com a família, idas e vindas em clínicas de reabilitação, uso excessivo de álcool e drogas, uma vida desregrada que à levou à morte, e que poucos iriam querer para si ou para seu filhos. Em alguns meios de comunicação, no entanto, a linguagem floreada sobre sua ‘personalidade’ pareciam apontar um estilo de vida que vale a pena se admirado e celebrado, “ídolo” para uma geração. O mesmo sobre outros artistas de perfil parecido, mortos com a mesma idade.

O ponto aqui não é diminuir o valor da vida ou medir a dimensão de uma perda. A idéia é refletir sobre qual o conjunto de valores que destacam um perfil: um aspecto bom em meio a muitos questionáveis? Um fato ruim em meio a possiveis outros tantos bons? Às vezes parece que a primeira é a resposta mais recorrente. Até na ficção parece ser bem aceito o papel de vilão do que o de mocinho. A idéia, talvez, seria buscar a comparação para, aliviados, podermos dizer "pelo menos não sou só eu que cometo erros"; “até os ‘certinhos’ erram”; ou "tem gente que faz pior”.

Imagine o que custou para Jesus Cristo, então, agir como vilão e mocinho ao mesmo tempo... Para resgatar uma humanidade que, às vezes, é estranha sobre os perfis que escolhe eternizar. Para muitos, Ele era o vilão dos costumes da época, mas foi o Mocinho que, tendo mostrado o defeito de todos os perfis, fez tudo para que o que está errado possa ser mudado, perdoado, reconfigurado. Indicando, assim, valores que tornam nosso perfil não perfeito, mas perfeitamente identificado com o que de melhor Ele oferece a cada um. Sua cruz é o fato de aparência ruim que marca da maneira mais positiva muitos perfis.

E marca como um todo. E marca para sempre.



Pastor Lucas André Albrecht
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração