Bens

De todas as cenas de catástrofes recentes - Japão, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul... - qual mais lhe chamou a atenção? Que tipo de pensamento lhe ocorreu? Qual foi sua reflexão diante destas tragédias?

Difícil dizer qual cena foi a mais forte, mas a dos carros sendo arrastados como peças de brinquedo, as casas sendo levadas como se fossem de boneca, barcos levados pelas águas...sem dúvida impressiona. O patrimônio de alguns meses, anos, décadas de trabalho, de repente saem do lugar, são levados embora. Acabam.

Difícil não lembrar também de como costumamos confiar neles. Por querer ou sem querer, não é raro estarmos seguros porque temos uma casa, andamos num carro bom, temos conforto e acessibilidade, ganhamos um bom salário.. Tudo isso é tão bom. Mas é tão atingível, frágil! Pode, de um momento para outro, deixar de constar em nossa lista de bens.

O que não é difícil é lembrar é que dentro do peito está o que nada pode destruir. Jesus Cristo nos dá de presente o bem maior, do qual vem todos os demais: Fé. Firmada Nele, nada consegue arrastar, levar, impedir, fazer parar. Por isso, lembrar do amor de Deus por meio de Seu Filho é o verdadeiro preparo para qualquer terremoto que a vida possa trazer. Nele temos amor, esperança, confiança, segurança, força. Sustentação.

Uma lista de bens ao alcance de todo coração.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração