segunda-feira, fevereiro 28, 2011

Iguais

Dois amigos conversavam sobre a apresentação musical à qual compareceram na noite anterior, quando um deles comentou:


-Não gostei. Houve microdesafinações e a execução não estava perfeita.
-Puxa, mas você está sendo detalhista! – disse o outro. Tá certo que aquele cara transmite uma certa arrogância, meio que “se acha” O bom, mas ninguém consegue acertar tudo!
-De fato, ninguém consegue. Mas quando alguém se considera acima dos outros, quase “um deus” – como é o caso dele -, então eu passo a exigir perfeição.

Uma grande verdade. Aquele que, em sua auto-suficiência ou pretensão, julga-se superior a outros, deveria agir e ser exigido como tal. Mas sabemos que é impossível, e a própria Bíblia já deixou isso claro. Ninguém consegue ser melhor do que ninguém. Estamos de igual para igual.

Por isso, só pode haver Um que é realmente perfeito e bom: DEUS.

O melhor que pode nos acontecer, portanto, é sermos esvaziados por completo, para então sermos preenchidos pelo amor de Jesus Cristo. Desta forma, não só recebemos amor, fé, vida, e dons, como também poderemos compartilhar com o outro. E ainda receber de volta palavras de compreensão e estímulo.

Sempre de um igual para outro.
Postar um comentário