O futuro

Assim fica fácil.

Para prever que um casamento poderá acabar em divórcio – no caso, do príncipe da Inglaterra - , não precisa ser entendido em muita coisa, nem receber qualquer tipo de revelação. Basta ter olhos e saber ver a realidade.

As estatísticas, por exemplo, do número de divórcios. Ou do número de casamentos – quanto mais casais, mais chances de separações. Ainda, por conhecermos as dificuldades de todo relacionamento; por sabermos como é o ser humano. Ou simplesmente pelo fato de que prever que algo poderá dar errado é uma ciência quase exata.
Assim fica fácil.

Mais fácil ainda é prever o futuro com a Palavra de Deus nas mãos. Aí, não tem erro mesmo. “Ele não permitirá que os teus pés vacilem”, diz o Salmo 121. “O meu futuro está em tuas mãos, tu diriges a minha vida”, diz o Salmo 16. “Bem aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus”, Jesus Cristo, em Mateus 5. “Estarei convosco todos dias”, Jesus em Mateus novamente, 28. “Sê fiel até a morte e te darei a coroa da vida”, Apocalipse 2. Muito fácil. Porque são promessas de Deus. Sempre vão acontecer.

Fundamentados nisto é que podemos prever o futuro do jeito mais difícil – mas certo: fazendo com que ele aconteça. Lutar pelo casamento. Valorizar a família. Não ceder ao mais fácil, - que muitas vezes é o mais perigoso -, Fidelidade. Respeito. Carinho. Falar coisas boas. Crer. Amar. Sem esquecer de que tudo está nas mãos Dele. Isto é olhar para a frente tendo uma noção muito precisa do que vai acontecer.

Assim não é fácil, sabemos. Mas é seguro.
É adentrar o futuro sem medo de se perder.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida