Ciência bíblica, Bíblia científica?

“A Bíblia não é um livro de ciências.”A frase é muito utilizada para não se utilizar a Palavra de Deus como ferramenta para determinar descobertas científicas. Segundo o argumento, o propósito da Bíblia não é dar resposta para tudo, mas sim apontar a Cristo e dar todas as respostas que precisamos para nossa vida de fé Nele.

Tem sua razão.
Mas outra frase também precisa ser acentuada: A Ciência não é interpretação Bíblica. Não é papel da ciência determinar a correta explicação de termos, frases ou proposições do Texto Sagrado.

Só que nem sempre isto fica claro. Existe, às vezes, a idéia de que não se pode dizer que o relato bíblico da criação é referência para criação e idade da Terra, surgimento do homem, etc, por causa de descobertas científicas que, aplicadas às ‘metáforas’ bíblicas, mostrariam algo diferente.

Mas este não é o caminho. A Bíblia é interpretada por ela mesma, com ferramentas que o próprio texto sagrado disponibiliza. E estes são os instrumentos que a Teologia utiliza para trabalhar coma Escritura. Assim, não é com ferramentas científicas específicas que se afirma ou não que ‘dia’ no texto de Gênesis representa uma era, ou que o capitulo 2 dá apenas uma ‘idéia’ do surgimento do homem..Se o sol parou ou não no céu em Josué ou se o mar Vermelho se partiu ou não em 2 para o povo atravessar a pé. Se Jesus Cristo era mesmo Deus e homem, se o corpo e sangue dele estão mesmo presentes na Santa Ceia. As ferramentas para interpretar estes textos são outras. E a ferramenta para aceitá-lo também.

Teólogos não são cientistas. Cientistas não são teólogos.

Cada um, dentro da área que domina, trabalha com suas hipóteses, idéias e pensamentos, consubstanciados ou não do ponto de vista racional. As explicações são construídas com as ferramentas que têm a disposição dentro do seu círculo de atividades. Teólogos e cristãos, portanto, não buscam na ciência nem defeitos nem apoio para suas interpretações. E cientistas não têm como interpretar a Bíblia com ferramentas que não sejam teológicas e exegéticas.

O propósito da Bíblia, de fato, é apontar para Cristo e sua obra de amor pela humanidade. Em todos os seus relatos, quer olhar para a cruz como o símbolo da fé. No entanto, o trabalho de interpretação bíblica sempre pode apresentar alternativas nas demais áreas. E apresenta. Assim como a Ciência também,. E aí, neste ponto, a fé de cada pessoa entra em ação para determinar a tendência que mais parece ser importante seguir.

Nem ciência bíblica, nem Bíblia científica. Ciência e Palavra. Ambos sempre terão seu lugar importante ao alcance da fé humana.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração