Reserva

Achei que um dia aconteceria... e aconteceu. Pela primeira vez, me faltou gasolina.
Antes de sair para buscar a Djenane no trabalho, vi que o ponteiro do combustível já entrava na reserva, mas achei que havia o suficiente. Não havia. Na volta, em plena BR-116 no centro de Canoas, o carro ‘morreu’. Acostamento. Parada total.

Após ligar para o mecânico, para um amigo e duas caminhadas até o posto mais próximo, a situação se resolveu. Com 4 litros do gasolina consegui chegar até o posto e ficar tranqüilo novamente.

Se utilizarmos esta metáfora para a vida, a aplicação mais óbvia já está evidente. Mas abordo duas ou três outras, que foram me ocorrendo à medida que a raiva de mim mesmo foi passando e o bom humor sobre a situação permitiu pensar.

_Se alguém passasse oferecendo uma água pura, um bom suco natural ou qualquer outro liquido para colocar no tanque, teria ajudado? Claro que não. Só gasolina (ou álcool) resolveria meu problema, e nada mais.
Só a Palavra é alimento seguro e saudável para mover e manter nosso coração.

_Ficar sentado dentro do carro, chorando minha má sorte, esperando alguma solução, não adiantaria nada. Era preciso fazer alguma coisa. Nem que fosse caminhar alguns quilômetros ou pagar um guincho.
Orar e confiar em Deus é fundamental. Mas agir, usando as capacidades dadas por Ele, é algo que nunca se deve descartar

_Foi ruim faltar gasolina. Mas só. O resto todo da situação foi o melhor possível. Poderia ter acontecido no meio da ponte do Guaíba, ou no trânsito da BR 116. Poderia ser tarde da noite, ou bem no dia de um compromisso importante. Ou ainda, estragado o motor do carro. Nada disso. Apenas faltou gasolina. O que foi resolvido em 20 minutos.

A reserva de amor e cuidado de Deus nunca se esgota. Nos é que muitas vezes insistimos em querer rodar por conta própria. No entanto, pela fé sempre podemos seguir seguros de que Ele, em Jesus Cristo, já nos deu a estrada certa. Para andarmos com Ele em gratidão, notando as diárias coisas boas que providencia.

Isso não quer dizer que o trafego, os perigos ou as dificuldades da estrada vão sumir. Mas é certo que combustível nunca irá nos faltar.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Inveja e justiça