Crível

Betty Lou Oliver Ela sobreviveu a dois desastres no mesmo dia. Uma história incrível.

Em 28 de julho de 1945, devido a uma densa neblina, o avião de William Smith Jr. chocou-se contra o 79º andar do Empire State Building, em Nova York. Betty trabalhava no 80º. Ficou seriamente queimada, mas sobreviveu. Quando o resgate chegou, decidiram baixá-la pelo elevador, sem saber que os cabos estavam danificados. Eles se romperam com o peso e o elevador despencou 75 andares até o chão. Novamente Betty, junto com os demais, sobreviveu. Segundo o relato, foi tratada e se recuperou plenamente.

Todos queremos ‘ser Betty Lou’. Sobreviver. Mas o fato é que há outros desastres a serem prevenidos. Pois a vida, um dia igual vamos perder. Betty Lou sobreviveu aos 2 acidentes, mas, por fim, morreu como todo mundo. É importante notar aqueles que podem acabar com nossa vida ainda estando nós vivos. Quando a família é arrasada, quando o trabalho não é levado a sério, se amizades são destruídas ou a fé se ressaca e morre... o que nos sobra então? Viver já sem vida, talvez torcendo para o fim não estar longe.

A tragédia que aconteceu na cruz do Calvário é o caminho para sobrevivermos a estes desastres. E melhor - quem sabe não deixar que aconteçam. Pois, se um choque de um avião, um acidente, um infortúnio qualquer, não estão sob nosso controle, liderar nossa vida e o que a envolve está ao alcance da mão. Quando a Mão dele orienta a nossa, podemos viver prevenir, evitar, agir. E também sobreviver e reconstruir, quando o que é ruim já aconteceu. Construídos firmes sobre a Rocha, Jesus Cristo, temos segurança de que, em nossa história, fé é o cabo que não arrebenta. E Vida é palavra que vale.

Uma história totalmente crível. Porque não vamos ‘sobreviver’, mas viver. Pra sempre.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Inveja e justiça