Crível

Betty Lou Oliver Ela sobreviveu a dois desastres no mesmo dia. Uma história incrível.

Em 28 de julho de 1945, devido a uma densa neblina, o avião de William Smith Jr. chocou-se contra o 79º andar do Empire State Building, em Nova York. Betty trabalhava no 80º. Ficou seriamente queimada, mas sobreviveu. Quando o resgate chegou, decidiram baixá-la pelo elevador, sem saber que os cabos estavam danificados. Eles se romperam com o peso e o elevador despencou 75 andares até o chão. Novamente Betty, junto com os demais, sobreviveu. Segundo o relato, foi tratada e se recuperou plenamente.

Todos queremos ‘ser Betty Lou’. Sobreviver. Mas o fato é que há outros desastres a serem prevenidos. Pois a vida, um dia igual vamos perder. Betty Lou sobreviveu aos 2 acidentes, mas, por fim, morreu como todo mundo. É importante notar aqueles que podem acabar com nossa vida ainda estando nós vivos. Quando a família é arrasada, quando o trabalho não é levado a sério, se amizades são destruídas ou a fé se ressaca e morre... o que nos sobra então? Viver já sem vida, talvez torcendo para o fim não estar longe.

A tragédia que aconteceu na cruz do Calvário é o caminho para sobrevivermos a estes desastres. E melhor - quem sabe não deixar que aconteçam. Pois, se um choque de um avião, um acidente, um infortúnio qualquer, não estão sob nosso controle, liderar nossa vida e o que a envolve está ao alcance da mão. Quando a Mão dele orienta a nossa, podemos viver prevenir, evitar, agir. E também sobreviver e reconstruir, quando o que é ruim já aconteceu. Construídos firmes sobre a Rocha, Jesus Cristo, temos segurança de que, em nossa história, fé é o cabo que não arrebenta. E Vida é palavra que vale.

Uma história totalmente crível. Porque não vamos ‘sobreviver’, mas viver. Pra sempre.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Expectativa e Esperança