Prosperidade

Existe uma concepção de fé que diz que ser próspero materialmente é o grande sinal de fé, de presença verdadeira de Deus e suas bênçãos na vida de uma pessoa. Quanto mais se tem, mais sinal de que se tem Deus.

Ponto de vista bem questionável, este. Pois qual é a medida de prosperidade necessária poara indicar tal fato?

Alguém tem uma casa, mas outro tem duas e mais uma na praia. Fulano tem um carro, mas o vizinho tem dois. Alguém mora numa casinha de bairro pobre, com um carro usado na garagem; outro, numa casa grande, com carro do ano. Um é diretor de uma empresa, mas outro, de uma multinacional. Um ganha x reais. O outro, x vezes 10 e ainda outro, x-100. E agora, qual é a medida que indica a presença de Deus, a fidelidade, a certeza de se abençoado? Bens materiais são mesmo o critério que demonstra mais ou menos fé, mais ou menos presença de Deus na vida de alguém?

Impossível.

Primeiro, porque são medidas humanas, não divinas. Nós, e não Deus, que inventamos a comparação e medição por quantidades de bens que produzimos como critério de sucesso/fracasso.

Segundo, porque esta contagem não teria mais fim. Quanto é ‘o suficiente’ para dizer que agora sim, está provado que Deus me abençoa? Se tenho x, e alguém tem x + 4x, é porque Deus gosta mais dele do que de mim? E se outro tem x –y, Deus gosta mais de mim do que dele? Tenho....tenho.......

Terceiro, e mais importante, porque não é bíblico.

Não é assim. Deus escolheu outra medida. Fé. Ela é o sinal de presença de Deus na vida de todos nós, o verdadeiro critério que estabelece, sem qualquer dúvida ou necessidade de quantidade, quem somos: filhos, acompanhados pelo Pai. Esta fé traz com ela a prosperidade e os bens que realmente nos identificam, e de valor incalculável: perdão, paz, amor, esperança, ação. Vida eterna. E aí não há discriminação ou distinção. Está ao alcance de todos, do mais rico ao mais pobre. Confirmando que prosperidade, do ponto de vista de Deus, começa com ser. O ter é capitulo posterior.

Bens materias? São sim, úteis e sinal de progresso material, profissional. Em vários casos, também de crescimento em esperteza e malandragem. Mas é melhor deixarmos que a sabedoria de Deus nos conduza neste terreno que sabe ser escorregadio. O verdadeiro sinal da presença de Deus é a fé em Jesus Cristo presente no coração.

Pois este é um bem oferecido a todos por igual. E que nunca falta pra ninguém.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração