Dia e noite

Dê uma volta pelas ruas e praças de sua cidade, durante o dia, e você vai constatar objetos que estão ‘sobrando’. Talvez seja até um caso de desperdício de dinheiro. Falo das lâmpadas e luminárias, que enfeitam praças, decoram ruas, estão por todo lugar.

Por que ‘sobrando? Porque basta notar que está ali o sol, com toda a sua luz, ou mesmo em dias de chuva, com claridade, garantido iluminação. Luz mais do que suficiente para iluminar a cidade inteira. Para que tantas lâmpadas? A maioria das pessoas nem se dá conta que estão lá. Em alguns lugares só ocupam espaço, são antigas, podem estar até poluindo o visual. A prefeitura poderia entrar em ação.

Mas é claro que não vai entrar, já que, até agora, falamos caminhar durante o dia. Pois, quando vem a noite, todo mundo tem certeza do porquê elas estão lá.

Assim é Deus, em alguns momentos da vida. Nos dias claros, de alegria, celebração e ‘tudo de bom’, sua presença nem sempre é percebida. Às vezes, está até ‘sobrando’. Afinal, nós é que somos legais, fortes, temos auto-estima suficiente para enfrentar e vencer, temos capacidade e talento para superar.
Mas é quando vem a noite que nos damos conta de o quanto somos frágeis. Inseguros, angustiados. O quanto aquela luz que parecia sobrar agora é a única que pode nos iluminar.

De fato, é quando as trevas chegam que lembramos mais da luz. Somos humanos, somos assim. Mas que bom se ainda lembramos! É sinal de que não esquecemos de que, de fato, precisamos gravitar ao redor do Pai para ter equilíbrio e força. Pois nós temos as horas de claridade e também os períodos de escuridão. Temos dias cheios de alegria e energia e noites em que precisamos de uma Mão. Em todas as horas, claras ou escuras, Ele está lá.
Jamais vai nos dizer. “bem, não lembrou de mim de dia, agora que é de noite, se vire para encontrar direção”. Ele cuida, ele orienta. Ele ilumina o caminho para o nosso coração.

Fé para exercermos com alegria durante o dia. E, quando vier a noite, teremos ainda mais certeza do porquê ela está lá.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração