Um lance

Todos os componentes de um momento esportivo único.
Ronaldo Nazário voltando de uma lesão, participando de um grande clássico. Nos últimos minutos da partida, após uma bola ser lançada para a área, está no lugar certo, na hora certa para cabecear a bola e marcar o gol de empate – que, naquelas circunstâncias, significava uma grande vitória.

Em um lance, em segundos, em uma jogada, quase no final do jogo, o momento fica eternizado. Patrocínios milionários são acertados. Uma partida entra para história. Um atleta recomeça a sua história. Tanta coisa em tão pouco tempo, tão de repente. Um segundo que esquece o antes e abraça um novo depois.
Apenas um lance.

A vida não é uma partida de futebol, e determinadas desvantagens são difíceis de reverter. Mas nem por isso precisamos deixar de acreditar que, a qualquer momento, algo pode acontecer. Também nós recomeçamos diversas vezes, batalhamos tanto...(e por muito menos do que ganha um super-astro do futebol). Por isso também em nossa vida pode haver a expectativa de, enquanto o juiz não apitar o final do jogo, mudar o todo em um novo lance. Eternizar, transformar, alcançar o que já parecia perdido.

Para isso, é evidente, precisamos não só de uma chance, mas também de preparo. Condicionamento, disciplina, boa administração, ouvidos para as Orientações. Tudo para que a jogada acontecer, possamos demonstrar alegria, derrubar a cerca, seguir em frente. Continuar em fé.

E agradecer a Deus, que está conosco agora, neste ‘antes’, e vai estar também quando o novo lance nos trouxer o novo ‘depois’.



(texto a partir de uma idéia do
Rev. Gerhard Grasel, Capelão-geral da Ulbra)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Inveja e justiça