que dia, mesmo?


Numa rápida passada pelas notícias de ontem, podemos listar:
_Batidas de trânsito, tiroteio e fuga em Porto Alegre.
_Dois onibus se chocam no centro da capital gaúcha.
_Avião monomotor cai em shopping de Goiânia, matando pai e filha.
_Helicóptero cai no Canadá com 18 a bordo.
_Senado quer pagar horas extras a trabalhadores em recesso.

Você certamente acrescentaria mais alguns itens.

E ontem era só quinta-feira 12. Hoje que é a sexta-feira 13... E amanhã é um sábado 14, dia em que infelizmente mais acidentes e tragédias humanas acontecerão. Sem falar na terça-feira 10, com o massacre nos EUA e a quarta-feira 11, massacre na Alemanha. Aliás, 11 de março foi também o dia do atentado em Madri, na Espanha, no ano de 2005.

No fim, fazer relações com dias e datas é apenas brincar com números. Excetuando os acidentes da natureza, é o próprio ser humano que provoca suas sextas-feiras, domingos, seus dias 13 ou 26. E olha que até catástrofes cilmatícas têm cada vez mais o homem como ator coadjuvante.

Satélites se chocam no espaço. Submarinos se chocam no fundo do mar. Aviões se chocam contra a terra, balas perdidas se chocam contra alguém. Tudo resultado do ser humano batendo contra o próximo, como resultado da colisão consigo mesmo e principalmente, de seu rompimento com Deus. Assim, não é à toa que ficamos chocados diarimente com o que os outros, e nós mesmos, somos capazes de fazer.

Ficamos?... Nem sempre.

Mas o fato que é este mesmo dia, hoje, é o tempo adequado para evitar as colisões, afastar as batidas, nos ligarmos de novo conosco mesmo. Deus não deixa de oferecer esta alternativa constantemente a cada coração. Até mesmo para o que estupra, mata, aborta, transgride a lei. Nâo que a justiça humana não precise se feita – e que bom se fosse com mais frequência – mas a justiça divina sempre esbarra em Seu amor, que quer teimosamente oferecer inúmeras chances de mudar. Não fosse assim, quem sobraria, não é verdade?

Que dia é hoje mesmo? Dia de utilizar os números a nosso favor. Pensar duas vezes, ajudar três. Recomeçar, mil.

Acreditar – 1000n
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração