Tri-bom

Ouça a mensagem de hoje.

O domingo esportivo no Brasil teve muito de um prefixo bem gaúcho. Tri.

Havia dois tricolores brigando pelo titulo do Campeonato Brasileiro de Futebol 2008. O paulista, com mais chances, em busca do tri consecutivo que, na soma total, chegaria a 3 + 3. O gaúcho queria ser tricampeão Brasileiro. Para isso, precisava de 3 pontos e torcer para que o tricolor paulista não somasse mais três.
Ao final das duas partidas, 3 gols marcados, dois em Porto Alegre e um no Distrito Federal. E quem atingiu o principal objetivo foi o clube do Morumbi. Ou - como alguém já fez o trocadilho - Morumtri.

Para uns o domingo foi tri. Para outros, um tanto triste.

Gangorra que também pode acontecer na vida pessoal. Momentos em que temos totais condições de chegar a uma conquista. Tri. Em outros, resultados paralelos não nos ajudam a resolver a situação que nos angustia. Triste.

Para as horas de tribulação e tristeza, Deus estende sua presença para não nos deixar desanimar. Não importa de quantos pontos precisamos para chegar lá, Ele é que nos motiva e ajuda a não desistirmos de lutar até o final. Para levantarmos sempre que cairmos, para sorrirmos depois de chorarmos, para erguermos as mãos em gratidão depois de receber das mãos Dele a bravura para a luta persistente, Não apenas 3, mas quanta vezes forem necessárias. Deus não cansa de jogar ao nosso lado, para colocar a contagem a nosso favor.

Jogar neste time é tri-bom. Porque é garantia de já saber o resultado final, revelado pelo placar divino: em Cristo somos mais que vencedores.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração