Para cima

Clique e ouça a mensagem de hoje


Alguns estabelecimentos comerciais já estão utilizando esta estratégia para comunicarem-se com possíveis clientes: colam os anúncios, ofertas e promoções na calçada em frente à loja. Imagino que a idéia por trás desta idéia é que, uma vez que grande parte das pessoas caminha olhando para baixo na maior parte do tempo, funciona mais utilizar o chão do que investir na placa pra chamar a atenção.

É uma constatação um tanto triste esta, ao menos em minha opinião, Caminhamos demais de cabeça baixa, sem enxergar muito do horizonte e também sem ver muitas das faces nas ruas. Pode ser sinal de que estamos evitando os tropeços. Mas pode ser sintoma de cansaço, vazio, desesperança, desilusão.

“Busquem as coisas lá do alto, onde Cristo está”. Este conselho do autor bíblico Paulo, em uma de suas cartas do Novo Testamento, oferece uma postura diferente quando nossos olhos se sentem muito atraídos pelo chão. Porque se nossa alma anseia pelo produto que nos preencha o vazio, é do alto que pode vir a melhor oferta de carinho e ajuda, o melhor anúncio de presença, a melhor promoção de cuidado e atenção.
De Deus recebemos o estimulo para seguirmos caminhando, ainda que muitas vezes olhando para baixo. Mas sem cuidar demais quantos frisos tem a calçada ou quantos papeis estão jogados pelo chão. Talvez seja mais interessante olhar em frente e perceber quantos rostos nos cercam, quantas oportunidades estão mais adiante. Quantas esquinas ainda podem nos trazer novidades ou quantas ruas vão mudar nosso andar.
Ou ainda notar como o céu costuma ser bonito e como as nuvens podem inspirar a reflexão.

Olhar para baixo, portanto, pode até ajudar a não tropeçar. Mas olhando para cima, seguimos seguros em frente, sabendo que dificilmente vamos parar de caminhar.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Inveja e justiça