Sentido das coisas

E se resolvêssemos mudar o sentido de algumas palavras em nosso dia-a-dia?

‘Problema’, por exemplo. E se passasse a ser sinônimo de ‘oportunidade’?
Tentaríamos ter quantos mais problemas possíveis. Um problema nos traria grandes alegrias. Ficaríamos na torcida para problemas aparecerem a qualquer hora e a chegada de qualquer um deles seria aproveitada ao máximo.

Se “crítica’, fosse sinônimo de “estimulo”?
Pagaríamos para ter palestras onde nos criticassem. Grandes nomes da motivação gastariam horas mostrando a importância da critica em nossa vida. Gastaríamos horas lendo e ouvindo pessoas nos criticarem, e ainda pediríamos para que elas se falassem mais sobre as partes que não entendemos, ou que gostaríamos de ouvir mais.

Se “elogio” fosse sinônimo de “celular”?
Andaríamos com ele o tempo todo. Utilizaríamos elogios para falar com muitas pessoas. Os elogios estariam á mão sempre no nosso cotidiano, e deixaríamos muitas coisas de lado a cada oportunidade de utilizá-lo. E daríamos nosso número de elogios para quantas pessoas possíveis.

Se ‘fé‘ fosse sinônimo de “Carro”?
Guardaríamos sempre com cuidado. Não admitiríamos arranhadinhos, e a qualquer sinal de desgaste procuraríamos a oficina. Mostraríamos com orgulho para todo mundo e confiaríamos nela para nos conduzir seguros por muitos caminhos.

Se ‘Bíblia’ fosse sinônimo de ‘televisão’?
Utilizaríamos de 2 a 6 horas por dia. Ou mais. Não gostaríamos de interrupções, não passaríamos nem um dia, ou nem uma semana sem ao menos uma olhada. Teríamos uma em quase cada cômodo da casa.
Com a diferença que, neste caso, poderíamos acreditar em tudo o que vemos e lemos.

É possível mudar o sentido das coisas? Sim, é. Quando temos ‘Deus’ significando ‘Deus’, no sentido que a Palavra o revela, a comunicação está sob controle em nosso coração. Especialmente quando entra em jogo o que é mais importante em nossa existência, a mudança talvez seja crucial. Para que mantenhamos o principal em nossa vida a partir do olhar da fé.

E aí, ‘fé’ passa a ser sinônimo de muito mais coisas que podemos imaginar.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração