Avaliação

É comum em empresas, escolas, universidades, a prática de avaliação periódica. Em algumas instituições de ensino, por exemplo, elas são semestrais. Um destes modelos consiste em solicitar ao aluno que avalie respondendo a frases como “as aulas são bem ministradas”, ou “as instalações são adequadas” com base numa escala de um a cinco:

5 - Fortemente de acordo
4 - De acordo
3 - Satisfatório
2 - Em desacordo
1 - Fortemente em desacordo

O esperado de cada um é a opinião sincera, para se saber no que se erra. E no que se acerta. Constatações e melhorias. No entanto, por ‘n’ motivos, em alguns casos há quem responda ‘pra ralar’, isto é, para realmente prejudicar o docente, o funcionário, a instituição ou a vida de alguém. Marcam 1 do começo ao fim. Sem perceber que entram junto no moedor, já que fazem parte da instituição que avaliam.
Se fosse uma auto-avaliação, quem sabe o resultado fosse diferente. Alguns 4, para aparentar modéstia, e uma porção de 5, para demonstrar certeza.
Alter-avaliação é egosurfing são atividades bem prazerosas.

E se Deus fizesse uma avaliação semestral, ou mensal de nossa vida? Talvez os números mais freqüentes não nos agradassem por completo... E olha que Ele não precisaria de muito esforço para ‘ralar’. A gente mesmo colabora para isso. Ele estaria ‘em desacordo’ com vários de nossos pensamentos e palavras, e ‘fortemente em desacordo’ com muitas de nossas atitudes

No entanto, apesar de Ele nos avaliar muito bem, sabemos que não é para prejudicar. Deus nos avalia para restaurar. Indicar o caminho certo. A idéia Dele é nos levar a reconhecer o erro e dar o perdão. Pois o formulário que Ele aplica tem uma cruz de alto a baixo. Isto é, ele nos examina a partir do Seu Filho. E aí todos somos muito bem avaliados, já que Ele próprio nos enche de capacidades e ferramentas para um bom desempenho em fé, seja na auto-gestão, seja na direção do próximo. A partir dos princípios de Deus, não é difícil viver perto do 5. Ele, que avalia, é o mesmo que nos guia.

Então, já não é uma questão apenas periódica. Nosso ‘ego’ vai surfar fortemente de acordo com o Seu cuidar por muitos semestres, até a graduação final.


(Ilustração “Avaliação”: Rev. Marco Antônio Jacobsen,
Pastor da
Celsp e Capelão Universitário
Redação: Pastor Lucas)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração