Vivo

Curioso o caso deste marinheiro polonês.

Piotr Kucy, 37 anos, descobriu ao voltar de uma pescaria que foi declarado morto e que as autoridades não querem "ressuscitá-lo". Ele fazia uma viagem de duas semanas para pescar quando foi encontrado um corpo que foi identificado como sendo ele. Desde então, Kucy luta para provar que está vivo. "Eu parei em frente aos oficiais e disse: 'olhem, eu estou vivo!', mas não adiantou, não consigo convencê-los"

A confusão começou quando um amigo teria olhado rapidamente o corpo e dito que realmente parecia com Kucy. A polícia não checou mais e declarou a morte, segundo a família

Piotr Kucy entrou com um processo para "retornar" das cinzas há cinco meses, mas ainda não obteve resposta: "eu tenho que trabalhar, me sustentar, mas não posso, porque ainda estou morto!"

A notícia é do Portal Terra.

Com Jesus Cristo aconteceu - e acontece - algo parecido. Depois de declarado morto na sexta-feira, voltou à vida no terceiro dia, o que conhecemos hoje como Páscoa.

Mas este fato não é aceito por todos. Mesmo que Ele se coloque em sua frente, através de Palavra, fatos e situações de vida, não se deixam convencer. E aí as histórias são muitas. Desde a primeira versão para o túmulo vazio, a de que os discípulos Dele roubaram o corpo, várias outras já foram inventadas. Infelizmente.

O caso, aqui, é quase igual ao do marinheiro polonês. Não importa a versão oficial das 'autoridades'. Ele continua vivo e presente na vida de todos aqueles que morrem para o que é errado e renascem para a vida com Deus. Afogar, só se for os erros, para que Ele realize renovação e nova vida constantes. Realidade para quem vive nesta fé.

Talvez seja isso o que está faltando para as autoridades polonesas: acreditar.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração