Pancadas

“Dia desses conheci um novo membro de nossa igreja que tem um emprego interessante. Ele trabalha no controle de qualidade de uma fábrica de aparelhos telefônicos.
Foi fascinante ouvir como eles submetem seu produto ao frio e ao calor intensos, jogam, batem, fazem de tudo com ele. Torturam os aparelhos de todos os jeitos imagináveis para encontrar o ponto exato em que quebram. A idéia da companhia é encontrar o elo mais fraco, de forma que possa construir um instrumento cada vez melhor e mais confiável”
Pastor Ken Klaus, da LHM

Existem duas formas de analisarmos as pancadas que tomamos na vida. Uma é achar que tudo acontece por acaso, é ‘mero destino’. Somos jogados de um lado para o outro, amassados de todo jeito, e o melhor que temos para nos consolar é algo do tipo. “isso tem que ser assim”.

A outra, e muito melhor, na minha opinião, é crermos que estamos nas mãos de Quem, através disso, está nos ajudando a aprender. Aí, descobrimos que os tombos e variações de temperatura da vida, que as quedas e quebras que nos sobrevêm, são usados para nos mudar, moldar e nos puxar cada vez mais perto Dele.

A única diferença aqui é que Ele não provoca as pancadas, o que é atribuição nossa, como imperfeitos que somos. Mas o controle de qualidade Divino, feito através da constante atuação de Sua Palavra em nosso coração, utiliza estas situações para nos fazer amadurecer, tanto para nossa edificação pessoal como para melhorarmos cada vez mais nossas ligações com o próximo. Consolo e força incomparáveis. Para as pancadas da vida, portanto, o consolo não é um mero “é assim que tem que ser”. A fé em Cristo nos faz ver Sua mão trabalhando com qualidade para o nosso bem.

Porque, assim como a companhia com seus telefones, o Senhor só nos disciplina porque somos seu produto mais precioso
1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração