Prática

Teoria e prática deveriam andar juntas, para o bem de qualquer atividade, mas o abismo muitas vezes é maior do que as pontes que se consegue construir. Entre a aula de enfermagem e a enfermeira no quarto, por exemplo. Entre a aula de teologia e a prática na paróquia. Entre o militar na casamata e o soldado no campo de batalha. Entre o colega de trabalho que adora teorizar sugestões e aquele que as coloca em prática.

Nem sempre é fácil entender onde está o problema, mas hoje o colega Paulo Brum, em uma reunião pela manhã com o Diretor Linden, do Seminário Concórdia, resumiu bem: Teoria é analisar e estudar decisões. Prática é tomá-las de fato.

E é por isso que você vai ‘levar chumbo’ mesmo, de algum lado, toda vez em que você tomar uma decisão, ao invés de apenas teorizar sobre ela. Quando você decidir ser mais enérgico na correção do seu filho. Quando você precisa cortar gastos. Quando realizar algum trabalho de assistência e auxílio. Quando administrar um negócio. Se tiver que servir café com açúcar ou adoçante.

A ênfase do texto de hoje na prática não é por desprezar a teoria, a reflexão, mas porque a verdade é que para a última mais facilmente se encontra voluntários do que para a primeira. É importante lembrar que as coisas começam a mudar e acontecer quando alguém age, Quando a ponte é construída. Ou seja, quando as decisões que são teorizadas e analisadas são de fato tomadas. São levadas a termo. E com a consciência de que todas elas podem ter dois finais: erros e acertos. Estamos sujeitos a elogios e também a sugestões.

Para todas elas, podemos contar com quem fez do auxilio uma teoria prática. Quando Deus resolveu amar o ser humano, Ele fez disso uma decisão tomada, efetivada, em Jesus Cristo. Quando o conteúdo ‘teórico’ de Sua Palavra passa pelo coração e se reflete em decisões praticas, o aprendizado se multiplica. Muitos resultados acontecem. Claro, nem todos positivos, mas perdão e recomeço também são reflexo prático da teoria do amor de Deus. Pois se tem um enunciado que sempre está certo é o que afirma que Ele jamais vai deixar de nos dar amparo e suporte em qualquer situação. E decisão.

Apoio sempre servido em doses generosas. Seja com açúcar ou adoçante.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Inveja e justiça