Fuga

Para alguns, o dia 24 de dezembro pode ser o mais chato do ano, diz uma matéria do UOL.

O texto mostra pessoas que preferem passar a véspera de Natal sozinhas a se reunirem com familiares e amigos, o que alguns consideram uma espécie de alegria forçada.

O curioso é que, para fugir do que definem como 'ode ao consumismo", as alternativas são, por exemplo, 'um aconchegante filme e um queijo quente no tostex', 'ver televisão', 'uma garrafa de vinho e uma pizza'.

Fuga do consumismo? Até que não parece tanto assim...

Parece ser o caso de olhar soccer ou calcio, mas não gostar de futebol.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida

Com consideração