Cara a cara

Anônimos viram famosos na internet graças a manipulações de imagens digitais. Elas são chamadas por muitos de “fotos photoshopadas”. Algumas delas podem ser vistas aqui.
Outra cara

Um pastor do Espírito Santo diz que pode ter 7 mulheres e ainda acha que pode defender o argumento com a Bíblia.
Cara de pau.

“A vida é bela, seja também”. Cirurgia plástica versão popular. Agora com pagamentos a perder de vista.
Cara nova.

Vereadores trocam agressões na Câmara de Chapecó (SC)
Tapa na cara.

Todo o dia nos vemos diante de notícias que lembram que nós, seres humanos, temos duas caras. Acertamos aqui, pisamos na bola ali. Agimos de cabeça erguida em uns momentos, damos de cara no chão em outros. Sem falar naqueles em que nossa cabeça fica confusa entre o que fica ou não fica legal fazer.

Quando Jesus vem ao mundo, ele assume definitivamente um rosto humano. Não com plástica ou ‘photoshop’. E nada de duas caras. Mas apenas uma - o menino Deus que encara a missão mais cara que alguém poderia ter: dar a própria vida, carregando um peso espiritual que cálculo nenhum consegue alcançar. E ele veio. Deu a cara pra bater. Tudo porque sabia que frente a frente conosco ele mostraria quem Deus realmente é.

Claro, muitos acabam virando a cara, mas Ele também não é alguém de obrigar ninguém a nada. Quem não quer cara, que fique com coroa, mas a oferta sempre será feita. E até que fiquemos com vergonha na cara – isto é, reconhecer nossa fragilidade e dependência –, ficamos privados de ver face a face o perdão e a paz que, conforme a bênção bíblica, o rosto de Deus levantado sobre nós pode refletir. Isto não é novela. É realidade para encarar a vida

Natal é Deus cara a cara conosco. Para nos alimentar com o que o nosso coração anseia – paz. Neste caso, é certo que vamos fazer cara de quem comeu... e adorou.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida