terça-feira, novembro 13, 2007

modo de ver

Moisés era visto como um simples pastor de ovelhas, gago e até um pouco medroso. E como Deus o viu?

Zaqueu, personagem bíblico, era visto por todos como um baixinho desonesto e indesejável, por ser cobrador de impostos.E como Deus o via?

O apóstolo Paulo era visto por muitos como um falso ou duas caras, pois de perseguidor de cristãos passou a pregador de Jesus.E como Deus o via?

O apóstolo Pedro foi certamente visto por muitos como um traidor, que negou a Jesus na hora de dificuldade.E Jesus, como o viu?

Você também é visto por muitas pessoas, inclusive por você mesmo. E estes modos de ver, diferentes entre si, podem não ser tão bons assim. E, infelizmente, os ruins são os que freqüentemente absorvemos e aceitamos como fato. Gordo, magrela, feio, chato, desengonçado, ranzinza. Desonesto, falso, traidor...

E como Deus vê você?

Do mesmo jeito que viu os personagens acima. Como Deus. Como Pai. Com amor. O modo de Deus muda nossa vida. Para ele não tem aparência, jeito, humor ou condição que mude sua visão de amor para com o ser humano. Seu olhar cuida, seu jeito ampara, sua mão conduz. Deus, pela fé, sempre nos vê com perdão, paz, alegria e vida eterna. Ele olhou para Moisés, Zaqueu, Paulo, Pedro. Ele olha para você de um jeito que ninguém mais é capaz.
Mudança para sempre. E para hoje.

Quando olhar para si, não pergunte apenas o que vê, nem o que os outros vêem. Pergunte sempre ‘como Deus me vê?” A resposta, que é sempre boa, agradável e absolutamente precisa, é muito mais que uma ‘força para a auto-estima’. È certeza para o coração e esperança para a vida inteira.

Pois o modo de ver, muda o viver.
Postar um comentário