alimento

Qual o benefício de ler um Toque de Vida quase diário? Será que ele tem a capacidade de alimentar a alma? ‘Alimentar a alma’ acontece mesmo? Pois a gente lê o texto e, depois, passou, seguimos em frente. Um ou outro guardamos, mas é humanamente impossível lembrar de todas as mensagens. Nem quem escreveu consegue.

Talvez você já tenha se perguntado sobre a necessidade de ir todos os domingos, ou todas as semanas, à Igreja. Ouvir a palavra, cantar louvores, orar... Os ministros dizem que isso é “alimentar a fé”. Mas acontece mesmo? A gente vai lá, ouve, fala... mas periga não lembrar de mais nada no domingo seguinte.

A pergunta que me ocorre às vezes é: de que maneira somos alimentados em nossa fé?

Mas também já me fiz outra pergunta: compreender totalmente como isso acontece é pré-requisito para ser efetivamente alimentado?

Pense na sua alimentação diária. Você entende exatamente como o pão, a carne, as frutas (a batata-frita, o doce, as guloseimas...) realizam a alimentação do seu corpo? Creio que para a maioria de nós, depois que o alimento passou da garganta é assunto morto. Não fazemos idéia como, mas de alguma forma aquele bolo alimentar vai nos sustentar por mais algum tempo.
Mas e se entender completamente o processo alimentar fosse indispensável? Talvez somente profissionais da saúde e da alimentação, e alguns poucos interessados no tema, sobreviveriam.

Não quero dizer que o bom é ser ignorante espiritual, simplesmente aceitar o que qualquer um diz. O ponto é: não só porque não entendo como acontece que não esteja de fato acontecendo. (E não é só porque não lembramos do que comemos há 3 meses que aquela refeição não foi importante para nossa sustentação).

A Bíblia nos garante que suas palavras são genuíno leite espiritual, pelo qual nos é dado o crescimento para a salvação. É leite mesmo, não água oxigenada ou soda, como recentemente presenciamos em nosso país. Alimento que... alimenta! De verdade. Deus age de seu jeito, um tanto misterioso para nossa mente, para alimentar com comida de primeira o nosso coração. Pela fé, sabemos que o alimento é bom e vai realizar seu trabalho.

Mesmo sem lembrarmos de cada mensagem, de cada reflexão. Melhor que confiar só na memória ou no intelecto, é confiar em Deus, que jamais esquece de nos alimentar. Se fortalecer o coração acontece de forma misteriosa, os resultados, de maneira maravilhosa.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só os loucos sabem

Tempo de uma vida